Publicidade:

Como sobreviver na zona de impacto? 

Como sobreviver na zona de impacto?

O havaiano Koa Smith ensina, no vídeo abaixo, como se comportar na zona de impacto.

+ “Conectados por água.” – A história do movimento de segurança do surf de ondas grandes
+ Entrevista Danilo Couto

A regra de ouro, segundo Smith, é manter-se calmo. Focar na respiração também é importantíssimo.

Mas, enfim, como sobreviver na zona de impacto? Smith dá dicas no vídeo:

“Caso você se veja na zona de impacto, não resista. Fique calmo e diga para você mesmo que tudo vai ficar bem; essa é a chave. Foque na respiração. Isso te ajudará relaxar. Quanto mais você relaxar, menos oxigênio consumirá. Geralmente as ondas vêm de cada 7 a 15 segundos, dependendo do swell. Uma série de ondas pode ter de uma a cinco ondas; fique atento a isso e administre a respiração entre as séries,” conta Smith.

Se você está tentando voltar ao line up, procure pelas águas profundas, e assim passará pelas ondas mais facilmente pegando a corrente de retorno.

Se por acaso você perder a sua prancha, por exemplo, e sentir-se inseguro, pode sinalizar para que as pessoas vejam que você está no line up.

“Ficou preso na corrente? Dependendo do nível de energia, você pode nadar paralelamente à praia, mas nunca nade contra a corrente,” conta Koa.

Segundo o havaiano, não tire o seu foco até que você chegue na areia da praia.

Você pode aprofundar-se nas técnicas para manter-se calmo na zona de impacto; a meditação com certeza ajuda, bem como exercícios de apneia, portanto, procure um especialista.

Mas focar nas dicas acima pode ser um bom começo desde já.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias