Publicidade:

Circuito Banco do Brasil de Surfe faz um balanço de suas ações ambientais

Circuito Banco do Brasil de Surfe fez um balanço de suas ações ambientais nas duas das três etapas do circuito esse ano, que somam pontos para o Qualifying Series da WSL.

As etapas investiram em uma série de iniciativas de sustentabilidade e preservação, educação ambiental, gerenciamento de resíduos e compensação de carbono, que resultaram na neutralização de emissões de 15.274 kg de CO2e de gases de efeito estufa.

Desse total, 5.419 kg de CO2e se refere à etapa de abertura realizada na praia de Ferrugem, em Garopaba (SC), de 21 a 24/4, e 9.855 kg de CO2e de Stella Maris, em Salvador (BA), de 12 a 15/5. Na 3ª e última etapa, também não será diferente, mais ações e atividades estão programadas para Itamambuca, em Ubatuba (SP), de 25 a 28 de agosto.

Nas competições, foram coletados seletivamente e realizadas as gestões de resíduos de mais de 247.650 kg nas duas praias. Para tal, foram instalados nessas praias pontos de coleta, com residuários devidamente sinalizados e monitoramento de equipes.

Veja também:

+ Como esse mergulhador sobreviveu a um ataque de tubarão-branco

+ Com onda salvadora, Jack Robinson bate Filipe Toledo na final do Pro G-Land

+ Havaí vence Mundial Junior de Surf da ISA; Brasil termina em sétimo

Também foram feitas constantes limpezas na faixa de areia e dadas as devidas orientações ao público, oferecendo sacolas compostáveis para acondicionamento dos resíduos.

Todos os resíduos gerados durante as etapas foram separados em Rejeito / Recicláveis / Compostáveis, seguindo as melhores práticas do conceito LIXO ZERO, destinando adequadamente para cooperativas locais de reciclagem.

Paralelamente, em parceria com instituições da cidade-sede do evento, aconteceram os plantios de mudas da vegetação nativa local. Em Garopaba, em parceria com Gaia Village, – projeto ambiental com foco em sustentabilidade, que se desenvolve a partir de área primitiva -, foi feito junto às crianças o plantio de mudas, com a participação do Projeto Ser Humano Surf.

Já em Stella Maris, em parceria com a Unidunas – Universidade Livre das Dunas – reserva mundial da biosfera pela Unesco -, ocorreu o plantio de 50 mudas na restinga na praia, junto com a Associação de Surf e Ecologia de Stella Maris, com as crianças e voluntários do Banco do Brasil e da ASESM – Associação de Solidariedade e Educação de Salir de Matos; além do plantio de mais 450 mudas no Parque das Dunas para o enriquecimento ambiental.

Por todas essas ações de gestão de resíduos e socioambientais, a WSL recebeu pela empresa Neutralize Carbono certificados e selos de neutralização das emissões de gases de efeito estufa, nas duas etapas realizadas.

Em 2022, o Banco do Brasil foi reconhecido, novamente, como o banco mais sustentável do planeta pelo ranking das 100 Corporações Mais Sustentáveis do Mundo 2021 – Global 100, da Corporate Knights, mantendo a posição de liderança alcançada em 2021.

No primeiro trimestre, o BB atingiu o valor de R$ 289,4 bilhões em operações de créditos sustentáveis. Com crescimento de 10,8% em 12 meses, o montante equivale a quase um terço de toda a carteira de crédito do Banco.

Circuito Banco do Brasil de Surfe – Tem como principal objetivo incentivar gerações futuras do surfe nacional e como princípio a igualdade na premiação para homens e mulheres, instituída pela WSL desde a temporada 2019.

Os atletas campeões dos rankings masculino e feminino ganharão um convite (wildcard) especial para participar da única etapa do Challenger Series no país em 2022, o Corona Saquarema Pro apresentado pelo Banco do Brasil, de 1 a 8 de novembro, no Rio de Janeiro.

Calendário do Circuito Banco do Brasil de Surfe:

  • Etapa 1: 21 a 24/abril – Praia da Ferrugem, Garopaba (SC)
  • Etapa 2: 12 a 15/maio – Praia de Stella Maris, Salvador (BA)
  • Etapa 3: 25 a 28/agosto – Praia de Itamambuca, Ubatuba (SP)

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias