25.6 C
Hale‘iwa
quinta-feira, 29 fevereiro, 2024
25.6 C
Hale‘iwa
quinta-feira, 29 fevereiro, 2024

Brasileiros avançam nos Jogos Pan-Americanos

No segundo dia de disputas de surf nos Jogos Pan-Americanos de Santiago 2023, a equipe brasileira teve mais um dia de excelentes resultados, com todos os atletas avançando para a próxima fase nas geladas ondas de Punta de Lobos, palco do evento.

No SUP Wave, Luiz Diniz deu mais um show. Encarando dois adversários dificílimos, o atual campeão mundial pela ISA, Max Torres (PRT) e o experiente peruano Tamil Martino, o brasileiro pontuou 8.67 e 5.67 nas duas melhores ondas, o brasileiro avançou à primeira colocação mais uma vez protagonizando uma das melhores atuações do dia, deixando Max Torres, que somou 11.60 pontos, em segundo lugar e Tamil Martino em terceiro, caindo para a repescagem com a somatória de 6.57.

+ Surf brasileiro começa forte nos Jogos Pan-Americanos do Chile

Já Aline Adisaka teve um pouco mais de dificuldades para enfrentar Vania Torres (PER) em uma bateria bem disputada, que contou ainda com a chilena María Lagos. A brasileira avançou na segunda colocação e se mantém na disputa pelo ouro, somando 4.73 e 3.43 contra 5.50 e 4.57 da líder do confronto, Vania Torres. Em terceiro lugar, caindo para a repescagem, ficou a chilena María Lagos, que somou apenas 2.30 e 0.87.

Luiz Diniz mais uma vez esteve entre as maiores somatórias do dia. Foto: Pablo Jimenez

BRASIL NAS SEMIS – As disputas de quarta-feira tiveram início com o Longboard, com Carlos Bahia abrindo o round 2 masculino com vitória. Com 7.67 e 6.77 nas duas melhores ondas, o brasileiro derrotou o chileno Rafael Cortéz e o argentino Martin Perez.

Em seguida, também surfando muito bem, Chloé entrou em ação no Longboard Feminino somando notas 7.50 e 6.33 para superar a argentina Agostina Pellizari e a canadense Liv Stokes.

Com esse resultado, tanto Bahia, quanto Chloé chegaram às semifinais do evento e a um passo da disputa pelo ouro.

Chloé Calmon já está garantida nas semifinais do longboard, assim como Carlos Bahia. Foto: Latin Wave

SHORTBOARD – Após uma derrota em sua primeira bateria contra seu compatriota Kristian Kymerson, no primeiro dia de disputas, Marcos Corrêa voltou para a água na quarta-feira para disputar a fase da repescagem do Shortboard (pranchinha), vendendo de forma sólida o venezuelano José Joaquin Lopez. Correa surfou muito bem, fazendo 8.83 e 7.33 em suas duas melhores ondas, enquanto Lopez alcançou apenas 4.50 em sua melhor performance e ainda cometeu uma interferência na terceira onda, perdendo o direito de receber uma segunda nota.

Nesta quinta-feira (26) somente os brasileiros da categoria Shortboard entrarão na água. O dia começa com as repescagens das categorias de Longboard. Em seguida, às 9h30, é a vez de a categoria Shortboard masculina ir pra água com o brasileiro Kristian Kymerson enfrentando o peruano Miguel Tudela. Às 11h00, Silvana Lima enfrenta a costa-riquenha Leilani McGonagle Em seguida, às 11h50, Tatiana Weston-Webb veste a lycra contra a canadense Sanoa Dempfle-Olin. Disputando a repescagem masculina, Marcos Corrêa enfrentará o perdedor do duelo entre Kristian Kymerson e Miguel Tutela.

COMPETIÇÃO DEVE PARAR NO FIM DE SEMANA – A decisão de adiantar o cronograma das as disputas, incluindo o do SUP no primeiro dia, foi tomada com base no fato de que as condições estarão perfeitas pelos três próximos dias. Na sexta-feira, segundo a previsão, as ondas começarão a subir bastante até atingirem séries com mais de dez pés de altura durante todo o final de semana.

Sendo assim, a direção do Pan modificou o cronograma e removeu os dias 28 e 29 (sábado e domingo), mantendo a segunda-feira (30) como dia das finais e ampliando o número de baterias nestes primeiros dias, contudo, alterações podem ocorrer de acordo com a movimentação das ondas ao longo da semana.

As disputas valem classificação para as Olímpiadas de Paris 2024 na categoria shortboard. O Brasil, apesar de já ter preenchido as cotas do masculino, via WSL, com João Chianca e Filipe Toledo, pode garantir mais uma vaga no feminino, caso Silvana Lima vença a competição (lembrando que Tatiana Weston-Webb, já garantiu uma das duas vagas olímpicas do feminino também através da WSL).

Baterias dessa quinta-feira (26)

Round 2

Bateria 1 – Shortboard masculino

09:32 – Krystian Kymerson x Miguel Tudela

Round 2

Bateria 1 – Shortboard- feminino

11:04 – Silvana lima x Leilani McGonagle

Round 2

Bateria 3 – Shortboard-feminino

11:50 – Tatiana Weston Webb x Sanoa Dempfle-Olin

Round 2 Repescagem

Bateria 1 – Shortboard Masculino

12:36 – Marcos correa x (em aberto)

TRANSMISSÃO AO VIVO – As alterações também têm criado desafios na elaboração da programação para os canais que possuem os direitos de transmissão ao vivo, como o Time Brasil e o Cazé TV. No primeiro dia do evento, não foi possível exibir imagens ao vivo, sendo que somente as pontuações online estavam disponíveis para visualização no site oficial dos Jogos Pan-Americanos do Chile. Até o momento, somente as finais, reagendadas para segunda-feira (30) serão transmitidas ao vivo.

Resultados e notas das baterias – AQUI.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias