26 C
Papeete
domingo, 16 junho, 2024
26 C
Papeete
domingo, 16 junho, 2024

Brasileiro morto em ataque de tubarão recebe homenagens nos Estados Unidos

A praia de Newcomb Hollow, em Cape Cod, Massachusetts, foi o palco de homenagens ao brasileiro Arthur Medici neste domingo (16). O capixaba de 26 anos foi atacado por um tubarão ali, no sábado, enquanto praticava bodyboard, e não resistiu aos ferimentos. 

Um grupo de surfistas da região fez uma vigília durante o por do sol deste domingo em memória ao brasileiro. Também nas areias da praia, diversas pessoas passaram a depositar flores para homenagear o jovem bodyboarder.

Veja também: Cientistas descobrem espécie de tubarão que atacou adolescentes em Nova York

Arthur vivia há quatro anos nos Estados Unidos e era praticante assíduo de bodyboard. Segundo seu padrasto, ele tinha vencido campeonatos locais e regionais e “tinha perfil de atleta: não fumava, não bebia, era um menino espetacular”.

Segundo a família, Arthur sonhava em ir ao Havaí e estava preparando uma primeira visita ao arquipélago.

A família de Arthur organizou uma crowdfunding para custear a vinda de seu corpo ao Brasil. A meta de 25 mil dólares foi atingida em menos de dois dias, mas a página ainda está aberta para doações à família.

A previsão é de que o corpo de Arthur chegue ao Brasil nesta sexta (20), mas ainda não há informações sobre velório e enterro.

Todas as praias da região do parque de Newcomb Hollow Beaching, onde ocorreu o ataque, estão fechadas para investigação.

Primeira morte por ataque de tubarão em 80 anos

A morte de Arthur foi a primeira da região em decorrência de um ataque de tubarão em mais de 80 anos. Apesar disso, os ataques e a presença de tubarões ali vêm em uma crescente preocupante recentemente.

“Os ataques de tubarões não acontecem com tanta frequência, apenas houve um recente aumento nos incidentes”, disse o diretor da Cape Cod National Seashore, Chris Hargrove, em entrevista ao canal de televisão norte-americano NBC.

“Há mais tubarões por causa da grande concentração de humanos e de focas, que são a principal fonte de alimento para os grandes tubarões brancos”, explicou. Apesar disso, eles ainda não sabem informar a espécie responsável pelo ataque.

Em agosto deste ano, um homem de 61 anos foi atacado por um tubarão no mesmo local. Ele sofreu ferimentos em uma perna, mas sobreviveu ao ataque.

Em julho, dois adolescentes foram atacados no mesmo dia, em uma mesma faixa litorânea, no estado de Nova York. Nenhum dos dois sofreu ferimentos mais graves, entretanto.

Ainda não se sabe a espécie de tubarão que atacou Arthur.

Texto: Redação HC
Imagens: arquivo pessoal/reprodução

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias