Publicidade:

Brasileiro de Longboard & SUP: competições esquentam no Mar do Macaco

No segundo dia de competições no Mar do Macaco, como é conhecido esse ponto da praia de Intermares, Cabedelo, Paraíba, as meninas tiveram sua chance de mostrar o que tinham preparado.

Monique Pontes abriu a sua bateria ainda procurando se adaptar ao funcionamento da ondulação que, apesar de estar perfeita para o longboard, vinha de maneira irregular como é a característica do pico.

Logo a análise deu lugar ao estilo marcante da surfista paulista que venceu Silvana Pontes (PB) e Laura Porciuncula (PE) sem muita dificuldade.

Ayllar Cinti foi outra das meninas que mostrou estar no controle de seu equipamento aqui na Paraíba. Com seu jeitinho doce que aparece também em seu footwork, Ayllar atropelou as adversárias na primeira e na segunda fase com o pé no bico da prancha.

Junto com Monique Pontes (9,27), Ayllar Cinti (8,70) fizeram as duas melhores médias do Feminino.

Veja também:

Barton Lynch: “WSL disse que não precisa de mim”

Saquarema: como nasceu o Maracanã do Surfe?

Melhores momentos do Rio Pro 2022

No Pro Masculino, as ondas no Mar do Macaco estavam pequeno para Romualdo Nascimento e Alessandro Mendes. Os dois protagonizaram o primeiro caso de interferência grave da competição, surfando juntos uma boa parte da onda.  Pior para Alessandro que não tinha a prioridade e perdeu 100% de sua maior nota.

No momento em que o mar já não estava tão bom, Rodrigo Sphaier, Reginaldo Nascimento, Antônio Roblies e Yam Wismam travaram uma bateria tão disputada que ficou sem definição até o último minuto.

Na última onda, Rodrigo Sphaier faz um belo trajeto com os dedos pra fora da prancha e para dentro da segunda vaga da bateria que teve vitória de Yam Wismam.  Reginaldo Nascimento saiu do mar sem acreditar no que acontecera.

Já o atual Campeão Brasileiro, Carlos Bahia (11,30), deu um passeio em sua bateria. Posou algumas vezes para a minha foto com a cidade de João Pessoa ao fundo e foi para casa esperar o reinicio das competições que está previsto para amanhã às 8 horas.

Ainda na mesma bateria, Romualdo Nascimento (5,56) assim como seu irmão, saiu inconformado ao saber que tinha perdido sua vaga na próxima fase para Theo Cabeleira (5,73) por 20 décimos.

Jefson Silva, o Jeje, não teve problemas com falta de pontos. Fez a melhor média do dia (15,07) e promete fazer muito mais amanhã.

O Cabedelo Long & SUP Surf Festival é a segunda etapa do circuito Longboard & SUP Wave CBSurf 2022.

 

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias