O pico da ‘Avalanche’, que raramente encaixa, funcionou nesse fim de semana após a ação de uma enorme ondulação de sudeste que atingiu o litoral brasileiro

Por Redação HC

Graças a um favorável swell que atingiu com força a costa brasileira neste último fim de semana, o pico da ‘Avalanche’, onda localizada a 3 quilômetros da costa de Vila Velha, Espírito Santo, funcionou a todo vapor e proporcionou momentos de grande intensidade para os surfistas, principalmente para o carioca Ian Vaz, que pegou uma das maiores ondas já surfadas e registradas no país.

“Estava realmente muito grande. Eu não sei nem dizer que tamanho tinha, mas foi com certeza o maior mar que já presenciei no Brasil. As condições na Avalanche estavam perfeitas. Ondas muito grandes e pesadas, com muita força. E dei sorte de pegar a maior do dia — completou Ian.

O capixaba Lucas Medeiros também se lançou no swell, mas não teve tanta sorte assim. O surfista tentou pegar uma onda gigante quando perdeu o equilíbrio e caiu. Sua prancha foi completamente destruída e Lucas foi resgatado por Ian. Na areia, ele deu um depoimento ao jornal O Globo:

— Foi um dos maiores e mais assustadores mares da minha vida. Tinha séries de 15, 18 pés sólidos (cerca de 5 a 6 metros). O Ian pegou das maiores. Veio uma para mim, e não tive muita sorte. Fui descendo a ladeira, e ela virou um quebra-mola. Achei que ia fazer a onda da minha  vida, e foi uma sensação horrível. Fui jogado com muita força na base da onda e fiquei muito tempo rodando debaixo da água. O Ian veio me resgatar de jet-ski, mas não conseguiu me pegar e ainda tomei outra onda na cabeça. Já estava grogue, fraco, quando fui resgatado. Saí da água com o corpo mole e até cuspi sangue. A prancha foi destruída. Foi um caldo assustador, mas fiquei bem. Não acreditei quando vi a imagem e vi o tamanho da onda. Saí no lucro, acho que poderia ter morrido ali — disse Lucas.

Confira a seguir o momento da queda de Lucas na ‘Avalanche’:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Hoje no ESTV1 @globonews

Uma publicação compartilhada por Lucas Medeiros (@lucasmedeiros92) em

 

 

VEJA TAMBÉM:
• EM 2050, HAVERÁ MAIS ONDAS QUEBRANDO EM PISCINAS DO QUE NO MAR, DIZ ESTUDO
FILHOTES DE TUBARÃO DEVORA SEUS IRMÃOS DENTRO DE ÚTERO DA MÃE;ASSISTA
CORPO DE SURFISTA ARRASTADO POR FORTES ONDAS EM SP É ENCONTRADO NA ILHA DO MONTÃO