Publicidade:

Australiana Bronte Macaulay anuncia pausa nas competições

A australiana Bronte Macaulay anunciou por meio de suas redes sociais que não pretende competir no Championship Tour em 2022.

A surfista de 27 anos fechou sua campanha no 11º lugar do ranking mundial feminino, duas posições abaixo do cut. Consequência de uma temporada difícil, onde Bronte teve como melhor desempenho um emocional terceiro posto obtido na etapa caseira de Margaret River, quando foi confrontada com a trágica notícia da morte do irmão Jack Macaulay.

Sem conseguir uma vaga para o CT através da requalificação direta, Bronte Macaulay, para competir no Women’s World Tour (WWT) de 2022, teria de tentar obter a requalificação via Challenger Series.

Porém, através de uma publicação na sua página oficial na rede social Instagram, Bronte disse que não irá participar do Challenger Series.

Leia também:

+ 4 brasileiros na inédita final do CT da WSL; entenda o formato

+ Bells Beach registra o maior swell dos últimos 50 anos

+ Inglaterra declara guerra a bodyboards fabricados na China

Competindo no Tour desde 2017, a surfista ‘aussie’ anunciou uma pausa e que não voltará a vestir uma lycra de competição até ao final de 2021.

Não vou tentar a requalificação para o Tour de 2022 e decidi que não vou competir até ao fim do ano; vou regressar pra casa. Estar com a família e amigos em Gracetown é algo que valorizo mais do que qualquer outra coisa. Quero estar presente para os meus, assim como sempre estiveram disponíveis para mim. Nesta altura, isso é o que mais certo“, escreveu a filha do antigo top mundial Dave Macaulay.

À semelhança do que já havia acontecido com o compatriota Julian Wilson, que recentemente anunciou uma pausa no Tour mundial, Bronte também justifica esta pausa com o estresse provocado pelo atual contexto da pandemia, particularmente com as quarentenas obrigatórias de entrada e saída do território australiano.

Neste momento é muito difícil entrar e sair da Austrália. Tenho de passar duas semanas em quarentena em Sydney e só depois posso pensar em regressar a casa na West Oz, dependendo de como está o controle fronteiriço“, explicou.

Por último, Bronte Macaulay deixou espaço para os inevitáveis agradecimentos. “Agradeço muito a todos os que me apoiaram durante este ano. Não sei o que fiz para merecer pessoas tão boas na minha vida“, confidenciou.


Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias