26 C
Papeete
quinta-feira, 23 maio, 2024
26 C
Papeete
quinta-feira, 23 maio, 2024

Aprenda dicas essenciais para refinar sua cavada

Apesar de diferentes, a cavada (turns, em inglês) é parte fundamental do surfe, uma de suas fundações. Para solidificar o seu repertório, nós compartilhamos dicas valiosas da free surfer norte-americana Kassia Meador, que você confere a seguir.

+ Free surfer manda o recado: “Sejamos nós mesmos para além das normas culturais”

“Tantas pessoas sobem em um longboard e imediatamente querem correr para o bico. Mas o que o prepara melhor para andar de nariz é realmente virar. Você tem que voltar para seguir em frente”, diz a surfista em seu Guia Definitivo de Longboarding 3.0, novo curso no qual ela oferece muitas dicas sobre técnicas de surfe.

É tudo sobre alavanca

“Fisicamente, eu não conseguiria mexer em uma prancha de 9’5 ″, mas a alavancagem me ajuda a virar essa prancha”, diz Meador.

A chave para a alavanca é o posicionamento do pé – encontrar aquele ponto de alavanca que fica bem sobre as quilhas.

Compressão e extensão adequadas nas curvas também são super importantes, e te ajudam a manter a velocidade e a engatar nos trilhos, mas a conexão sempre começará com a alavancagem oferecida pelo posicionamento adequado do pé.

“Esse posicionamento e ajuste podem ser tão pequenos quanto apenas uma ou duas polegadas para cada lado. Mas esses microajustes vão realmente ajudá-lo a manter a fluidez do seu surf.”


Encontre o pocket

“Quando você está indo rápido demais, quer voltar para o pocket da onda onde está toda a sua energia. Você sempre quer estar no pocket, ou, pelo menos, perto dele”, diz Kassia.

Você não ficará preso no pocket de cada onda do início ao fim, mas saber e sentir onde ele está se traduzirá em sua consciência de toda a onda. Isso também o levará diretamente a um fluxo muito gratificante, diz Meador ao site Theintertia.com.

 

A Figura Oito

“Tudo no surfe é esse lindo padrão em oito, porque esses são os ângulos que se encaixam na onda”, explica Kassia.

E se você pensar sobre isso, a maioria das curvas são pelo menos uma curva de um oito desenhada na face de uma onda. Suba a face da onda e faça um cutback. Faça o seu caminho de volta para aquele pocket e se redirecione de volta para a face da onda. Repita. Unir todas essas curvas é o fluxo que todos procuramos na maioria das ondas.

“Quanto maior a onda, maior o oito. Quanto menor a onda, mais sutil é o número oito.”

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias