28 C
Papeete
domingo, 26 maio, 2024
28 C
Papeete
domingo, 26 maio, 2024

Após US Open, Samuel Pupo é o único brasileiro dentro da zona de classificação para o CT 2024

Com o encerramento do Wallex US Open of Surfing no último domingo restam apenas duas etapas da Challenger Series (CS) 2023. Os olhos agora se voltam para Portugal, onde a próxima competição está programada para outubro, seguida pela etapa brasileira em Saquarema, concluindo assim o circuito de acesso à elite mundial do surf.

À medida que o circuito avança para sua fase final, as oportunidades estão se tornando mais limitadas para os atletas que buscam garantir um lugar no CT do próximo ano. Vale ressaltar que, ao término do CS 2023, apenas os dez primeiros homens e as cinco primeiras mulheres em seus respectivos rankings conseguirão a cobiçada qualificação.

+ Matahi Drollet vence a triagem do Tahiti Pro 2023

Na categoria masculina, Cole Houshmand mantém sua posição de liderança no ranking, com Jacob Willcox em segundo lugar. Crosby Colapinto, que conquistou o segundo lugar em Huntington Beach, escalou impressionantes dez posições e agora ocupa o terceiro lugar. Eli Hanneman, o campeão do US Open, foi além e avançou 23 posições caiu duas posições para o quinto lugar, seguido por Imaikalani DeVault em sexto.

Samuel Pupo é o único brasileiro dentro da zona de classificação, ocupando o sétimo lugar caindo uma posição após o evento de Huntington Beach. Morgan Cibilic vem em seguida, em oitavo. Jackson Baker em nono e Kade Matson em décimo completam o grupo de surfistas provisoriamente qualificados para o CT de 2024.

Na 14ª posição, Michael Rodrigues é o melhor brasileiro no ranking fora da zona de classificação. Logo atrás, Jadson Andre, empatado na 15ª posição com Jake Marshall e George Pittar. Mateus Herdy ocupa a 19ª posição, Deivid Silva a 25ª e Alejo Muniz a 26ª.

No cenário feminino, nenhuma surfista brasileira se encontra entre as cinco primeiras dentro da zona de classificação, mas Luana Silva subiu quatro posições após sua participação no US Open, alcançando agora o sétimo lugar, logo atrás de Vahine Fierro, em sexto.

Após a segunda colocação nesta etapa, Sally Fitzgibbons assume a liderança do ranking feminino. Isabella Nichols, que antes estava na liderança, desceu uma posição. A vitória de Sawyer Lindblad elevou-a três posições, posicionando-a em terceiro. India Robinson ocupa o quarto lugar, enquanto Bronte Macaulay fecha o grupo das cinco primeiras.

As brasileiras Sophia Medina e Silvana Lima encontram-se distantes das cinco melhores, ocupando as respectivas 37ª e 38ª posições.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias