24 C
Papeete
quarta-feira, 22 maio, 2024
24 C
Papeete
quarta-feira, 22 maio, 2024

Alejo sobre bastidores do 1º título de Medina: “Estava ali o meu prêmio”

Em recente entrevista ao canal do YouTube Let’s Surf, Alejo Muniz falou sobre sua participação na conquista do primeiro título de Gabriel Medina (e do Brasil) ao jornalista Guilherme Dorini. Confira no corte que você assiste a seguir:

Dorini pergunta sobre o empurrão de 2014 que Alejo deu a Gabriel Medina, quando Medina chamou Alejo de anjo da guarda. Confira a resposta de Alejo:

“É muito doido, porque eu já tive grandes vitórias, né, já venci Baliito, US Open, Newcastle (que é um dos mais antigos que tem, uma etapa 6000); e a galera lembra mais de mim por esse campeonato em Pipe, que fiz quartas de final, do que por todas as vitórias, cara.”


Confira também:
+ Vida de Pedro Scooby ganha série documental
+ “Quem entende de surf, com certeza não é a favor da WSL Finals”
+ Salário de Chumbo é de executivo de alto escalão, diz Burle

Te incomoda?, pergunta Dorini.

“Nada, muito pelo contrário; tenho um orgulho gigante disso. No momento em que tudo aconteceu, quando a gente comemorou com o Gabriel, eu estava feliz, mas não tinha noção do que tinha acontecido e do que acontecia com a minha carreira. Depois fui para as quartas contra Adrian Buchan; eu precisava fazer a final. Se eu passasse, eu ia pegar o Gabriel e o Gabriel já tinha falado que se eu chegasse nele, eu ia fazer a final, que ele praticamente ia abrir o caminho para eu fazer final e me classificar para o Tour. Só que aí perdi do Buchan e logo a WSL me ligou avisando que eu não tinha vaga. Daí eu fui do momento mais alto da minha carreira para o momento mais baixo; chorei pra caramba; o Miguel estava comigo; o Filipinho; e aí só depois, naquele dia à noite, que o Gabriel chamou a gente para jantar, eu fui jantar, que comecei a entender o que tinha acontecido. A primeira pessoa que me falou sobre isso foi o Junior Faria, que olhou pra mim e falou: ‘Corpinho, você tirou o Kelly e o Mick em Pipe e acabou antecipando o título do Brasil, o primeiro título; e eu não tinha pensado por esse outro lado; e aí pensei que na verdade eu tinha sido muito abençoado por Deus por ter caído com o Kelly e o Mick e ter vencido; estava ali meu prêmio, ter sido parte do título mundial. Hoje, depois de tanto tempo, eu vejo que dei muita sorte; sinto muito orgulho desse campeonato; desse título; das menções e de todas as coisas que o Gabriel já falou de mim; a gente é muito amigo; ele é o cara, né”.

Assista:

Clique aqui e confira mais vídeos do canal Let’s Surf.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias