27 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024
27 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024

Agora o Brasil tem um circuito de ondas grandes

Germinou a semente do tão sonhado Circuito Brasileiro de Ondas Grandes, que é fruto da nova gestão da CBsurf, e que em 2022 acontecerá em uma única etapa na Praia do Cardoso – Farol de Santa Marta, Laguna, SC, dentro de uma janela de espera de três meses que se iniciou 15 de julho de 2022 e vai até 15 de outubro.

Veja também: 
+ Tubos perigosos em Puerto Escondido
+ Praia do Cardoso recebe etapa do Circuito Brasileiro de ondas grandes
+ Mormaii Big Wave no Cardoso: Chumbo é o campeão!

Dentro desse período a organização do evento irá monitorar as previsões das
ondas e realizará a chamada do sinal amarelo (possibilidade de chegada de grande ondulação) com sete dias de antecedência; e a chamada do sinal verde (confirmação da ondulação e do evento) com quatro dias de antecedência.

“O Surf de Ondas Grandes é a pérola do nosso esporte e será um dos principais
focos da nossa gestão”, já prometia Teco Padaratz, atual presidente da CBsurf
durante a cerimônia do Prêmio Surfland BWB 2021, antes mesmo de ganhar a eleição.

“Com a nova gestão, nutrimos total apoio no desenvolvimento do big surf no Brasil. Trabalho há mais de 20 anos com o big surf e afirmo que nunca tivemos isso. Está sendo o início de um grande trabalho”, diz Thiago Jacaré, Diretor de Surf de Ondas Grandes da CBSurf e um dos idealizadores da BWB.

O projeto original do Circuito contemplava três etapas, distribuídas pela costa
brasileira, porém, como a nova gestão assumiu a Confederação somente em março,
nesse ano acontece apenas uma etapa.

A competição já está confirmada na praia do Cardoso e a janela do período de espera para as ondas grandes abriu 15 de julho de 2022.

Para 2023, a CBSurf quer executar o projeto de maneira completa, com três etapas
e patrocínio incentivado pela Lei Federal, prometendo um circuito inédito e histórico.

Para mais informações, escreva para imprensa@bwb.com.br ou contate por meio do número (48) 999487648.

Um dia de evento

Como a competição é realizada em um único dia (no auge do tamanho da
ondulação), com baterias de 50 minutos e durante o inverno (dias mais curtos),
disputarão a competição apenas 24 atletas da categoria masculina, sendo 4 baterias de
6 atletas na primeira fase, avançando 50% deles já para a semifinal.
Foi selecionada uma lista de renomados big riders brasileiros, levando em
consideração o desempenho em competições brasileiras e mundiais anteriores, além
do reconhecimento da atual performance deles. Quatro vagas foram preenchidas com
big riders da região.

Confira os nomes que concorrem ao título de 1o Campeão Brasileiro de Ondas Grandes:

• Lucas Chumbo (RJ)
• Pedro Calado (RJ)
• Paulo Moura (RN)
• Gabriel Samps (RJ)
• Gabriel Sodre (RJ)
• Eric de Souza (RJ)
• Vinicius dos Santos (SC)
• Rodrigo Koxa (SP)
• Caio Vaz (RJ)
• Marcos Monteiro (RJ)
• Lapo Coutinho (BA)
• Buday Santos (RN)
• Felipe Cesarano (RJ)
• Matheus Faria (RJ)
• Lucas Silveira (SC)
• Stephan Figueiredo (RJ)
• Ian Consenza (RJ)
• Kalani Lattanzi (RJ)
• Marco Polo (SC)
• Alemão de Maresias (SP)
• Rafael Becker (SC)
• Carlos Henrique Guimarães (SC)
• Victor Serafim (SC)
• Luiz Henrique (SC)

Além do título, a competição oferecerá R$100 mil de premiação, mas prancha gun 10’
do shaper local Gustavo Satto mais slad produzido pela BWB. Serão premiados os seis
primeiros colocados (finalistas) da competição; e o atleta que pegar a maior onda do evento.

A iniciativa de fazer o evento ainda em 2022 dará início a um processo
classificatório no big surf brasileiro, por meio do qual os 16 melhores atletas estarão
garantidos na elite do big surf para 2023, e quatro serão desclassificados. No lugar desses quatro atletas desclassificados entrarão quatro novos atletas, que possivelmente ganharão as suas vagas em eventos classificatórios.

Transmissão ao vivo

A organização do evento promete uma transmissão ao vivo de primeira
qualidade, com diversas câmeras de ação, com superzoom e slow, sistema de replay,
drone ao vivo, gopro no jet-ski, comentaristas web e repórteres de beira de praia.

Tudo isso para as pessoas acompanharem toda a ação nos mínimos detalhes, onde quer que estejam.

Nomes de peso do big surf serão convidados a trabalhar como analistas / comentaristas web da competição, abordando aspectos interessantes sobre o mundo do big surf, que possui metodologia de competição e critérios de julgamento diferentes do surf tradicional (shortboard).

Além da competição, haverá também a clássica Conferência Técnica dos
eventos de Ondas Grandes da BWB, e dessa vez com a parceria da ‘Caravana do Surf’
da CBSurf. Ela também terá transmissão ao vivo, assim como a cerimônia de premiação
ao final da competição.

Tanto a competição como a conferência técnica e a cerimônia de premiação serão
transmitidas pelo site da CBSurf.

Tradicionalmente os eventos de Ondas Grandes da BWB são precedidos, na
noite anterior, de conferências técnicas.

Nesse ano, a conferência será realizada em parceria com a ‘Caravana do Surf’ da CBSurf, um projeto que vem qualificando as Federações e Associações de Surf por onde passa, beneficiando toda a costa brasileira.

Nesta etapa a conferência abordará os seguintes temas:

• Metodologia de competição e critérios de julgamento de Surf de Ondas Grandes,
com Jordão Bailo Júnior, um dos mais renomados juízes e head judges
brasileiros;

• Sistema de apoio e resgate náutico durante a competição, com Thiago Jacaré,
João Capilé e Bira Schauffert – alguns dos melhores pilotos do big surf;

• Sistema de Gestão Socioambiental do evento, com Reinaldo Jaeger, Biólogo,
Diretor de Meio Ambiente da Federação Catarinense de Surf -FECASURF e da
Associação de Surf de Laguna – ASL, além de Coordenador Socioambiental da
Swell Eventos.

A cerimônia de premiação acontecerá no final do dia de competição, nas
dependências do Restaurante Praia Grill, dentro do ‘Cardoso Surf Camping e Pousada’.

Terá show ao vivo e muita confraternização entre o público presente.

O CBSurf Big Wave Mormaii 2022 é realizado em parceria com a Prefeitura Municipal de Laguna, por meio da Secretaria Municipal de Turismo e Lazer.

A competição é homologada pela Federação Catarinense de Surf (FECASURF) e pela Associação de Surf e Tow-in do Farol de Santa Marta (ASTFSM).

Impacto ambiental positivo

A competição está sendo realizada dentro de uma Unidade de Conservação
Federal, denominada ‘Área de Preservação Ambiental da Baleia Franca’. O fato de estar
inserido no território da APA exige um maior controle dos possíveis impactos ambientais
relacionados ao evento e a autorização do Instituto Chico Mendes de Conservação da
Biodiversidade (ICMBIO). A APA da Baleia Franca é parceira e autoriza este evento. A
Marinha do Brasil também deverá liberar e acompanhar a competição.

Foi elaborado um Plano de Gestão Ambiental para o evento, com o objetivo de
reduzir e até eliminar impactos socioambientais negativos e potencializar os impactos
positivos. O CBSurf Big Wave Mormaii 2022 também aderiu ao Programa CarbonOk®,
que atesta tecnicamente pela neutralização dos gases de efeito estufa gerados
diretamente pelo evento.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias