26 C
Papeete
quinta-feira, 23 maio, 2024
26 C
Papeete
quinta-feira, 23 maio, 2024

51 países disputam ultimas vagas olímpicas no ISA World Surfing Games

257 surfistas, representando 52 países, participarão do ISA World Surfing Games, com início previsto para o dia 29 de maio nas ondas de El Tunco, El Salvador.

A competição definirá as últimas vagas do surf nos jogos olímpicos de Tóquio. Segundo a ISA, o recorde de 257 surfistas participando do evento, são um reflexo das 12 vagas olímpicas ainda abertas – 7 para mulheres e 5 para homens – que serão definidas na competição.

Brasil e Austrália são as únicas nações que já tem definida sua equipe olímpica de surf. As vagas foram conquistadas por meio dos eventos do Championship Tour da WSL.

No total, 20 homens e 20 mulheres (dois por cada gênero/ país) serão convocados para as Olimpíadas ordem hierárquica que prioriza os Top 10 do Championship Tour da WSL. As vagas restantes são definidas através do ISA World Surfing Games. Além disso, os dois medalhistas de ouro dos Jogos Pan-Americanos de Lima também garantiram uma vaga.

Leia também: 
+ Como vai ser o surf nas Olimpíadas
+ John John Florence quer usar a bandeira do Havaí nas Olimpíadas
+ Gabriel Medina e Italo Ferreira disputam semifinal em tira-teima

A equipe olímpica brasileira é formada por Italo Ferreira, Silvana Lima, Gabriel Medina e Tatiana Weston-Webb, enquanto a australiana é composta por Julian Wilson, Owen Wright, Sally Fitzgibbons e Steph Gilmore.

Sofia Mulanovich é a campeã dos ISA Games 2019
Campeã do ISA de 2019, a peruana Sofia Mulanovich brigará por uma das sete vagas remanescentes em El Salvador. Foto: Jimenez / ISA

No entanto, mesmo já classificados para as olimpíadas, pelas regras do comitê olímpico, os quatro são obrigados a participarem da seletiva de El Salvador, que também leva o status de competição mundial por equipes nacionais.

A atleta peruana Sofia Mulanovich e o brasileiro Italo Ferreira voltarão para defender os títulos de 2019 conquistados em Miyazaki, no Japão. Mulanovich, de 37 anos, que ganhou a sua primeira medalha de ouro na edição de 2004 do evento, voltou 15 anos depois em 2019 para adicionar uma carreira já ilustre com a sua segunda medalha de ouro individual nos World Surfing Games.

A peruana tentará brigará por uma das sete vagas remanescentes que serão definidas no ISA World Surfing Games.

Já Italo Ferreira, que tem sua classificação para os Jogos de Tóquio conquistada, reforçará o elenco brasileiro. Juntamente com ele competirão os companheiros olímpicos Gabriel Medina, Tatiana Weston-Webb e Silvana Lima, além dos surfistas Filipe Toledo e Júlia Santos, que também foram convocados para o evento, mas estão fora das olimpíadas.

A última edição do ISA World Surfing Games, disputada em 2019, no Japão, contou com a participação de 240 atletas e 55 países disputando as medalhas de ouro do mundial por equipes, além da qualificação olímpica.

Na ocasião, a equipe brasileira Brasil ficou com a primeira colocação entre as equipes nacionais. Italo Ferreira venceu a disputa masculina e Gabriel Medina ficou com o bronze. Entre as mulheres, Silvana Lima garantiu a medalha de prata.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias