Italo Ferreira brilha ascende no fim do campeonato e arranca a liderança de Medina, que falha em Portugal. 

Por Redação HC

O Pipe Masters 2019 promete ser quente. A penúltima etapa do CT em Peniche, Portugal, acrescentou tons épicos no que se espera ser um dos campeonatos mais disputados dos últimos anos. Além de toda a tensão pela vanglória de se tornar campeão mundial que cerca os quatro primeiros colocados do ranking, três brasileiros brigam diretamente por duas vagas nas Olimpíadas de 2020.

Para aqueles que ainda duvidavam que Italo Ferreira pudesse obter êxitos mais altos neste ano, não há mais o que dizer. O capixaba apresentou um surf de altíssimo nível em Portugal, abusou dos aéreos e venceu Jordy Smith, atleta na briga direta pelo título, na final com direito a uma nota 10 logo na primeira onda da bateria. Não só venceu, como também assumiu a primeira posição no ranking e agora é, com certeza, um dos favoritos na disputa pelo troféu.

É impossível dizer que a primeira posição agora adquirida por Italo não seja, em sua maior parte, mérito do brasileiro, porém, é preciso levar em consideração o grave deslize de Gabriel Medina que viu seu nome marcado em Portugal não pelo surf, mas pela polêmica. Medina foi desclassificado nas oitavas, após nitidamente interferir na onda de seu compatriota Caio Ibelli. O atleta se defendeu dizendo que teria chegado antes ao outside, solicitou o re-surf, mas a WSL decidiu que o resultado se manteria à favor de Ibelli. Agora, Gabriel está em segundo lugar e defende em Pipe seu título de 2018 e, quem sabe, o de 2019.

Jordy Smith ainda não venceu nenhuma etapa neste ano, porém, a sequência de resultados positivos do atleta é de se impressionar. Sempre entre os primeiros, vide uma etapa ou duas, Jordy, em terceiro, já garantiu sua vaga para Tóquio 2020 e agora sonha em Pipe buscar seu primeiro título mundial.

O Filipe Toledo do início de 2019 não parece ser mais o mesmo no fim do mesmo, porém, os bons resultados no ano deixam o atleta em disputa direta pelo título. Na sétima etapa em J-Bay, o atleta já começava a sentir os primeiros problemas da lesão nas costas que o atrapalha desde então. Em Portugal, Filipe foi superado por Kanoa Igarashi nas quartas de final e ficou apenas na quinta posição. Seu surf – e físico – agora serão colocados à prova em Pipe. Confira o ranking atualizado:

RANKING MASCULINO – 2019

Atletas Pontos
1. Italo Ferreira 51,070
2. Gabriel Medina 50,005
3. Jordy Smith 49,985
4. Filipe Toledo 49,145
5. Kolohe Andino 44,665
6. Kanoa Igarashi 40,185
7. Owen Wright 34,780
8. John John Florence 33,220
9. Jeremy Flores 32,515
10.Kelly Slater 30,090
11. Julian Wilson 29,525
12. Seth Moniz 27,535
12. Ryan Callinan  27,535
14. Wade Carmichael 26,760
15. Michel Bourez 25,900
16. Caio Ibelli 24,895
17. Adrian Buchan 24,565
18. Jack Freestone 24,120
19. Conner Coffin 23,345
20. Griffin Colapinto 22,695
21. Deivid Silva 21,920
22. Peterson Crisanto 20,290
23. William Cardoso 19,930
24. Michael Rodrigues 19,640
25. Joan Duru 19,365
27. Sebastian Zietz 17,940
28. Ezekiel Lau 17,235
28. Jessé Mendes 16,875
30. Leo Fioravanti 16,875
31. Soli Bailey 14,455
32. Jadson Andre 13,960
33. Ricardo Christie 13,255
34. Frederico Morais 10,905
35. Adriano de Souza 8,995
36. Mikey Wright 7,570
37. Jacob Willcox 5,275
38. Marc Lacomare 4,745