Após acompanhar os desdobramentos da pandemia do Covid-19, a WSL cancela o Tour 2020.

O anúncio foi feito nesta nesta sexta-feira, 17/7, pelo CEO da entidade, Erik Logan, que informou que a temporada 2021 começa ainda esse ano no Havaí.

Caso a pandemia do coronavírus permita, as mulheres surfam em novembro, em Maui, enquanto os homens entram em ação em dezembro, em Pipeline, Oahu.

“Após análise cuidadosa e discussões com as principais partes interessadas,  cancelamos a temporada do Circuito Mundial devido à pandemia do COVID-19. Acreditamos que o surfe é dos esportes mais adequados para a competição ser realizada com segurança na era Covid, mas temos enorme respeito pelas preocupações contínuas de muitos em nossa comunidade, à medida que o mundo trabalha para resolver isso,” disse Erik Logan.

O novo formato

Logan também revelou informações sobre o novo formato do Tour, que a partir de 2021, não será mais decidido nos pontos corridos.

O campeão mundial será conhecido após o Ultimate Finals Day em setembro de 2021, um evento no formato mata-mata, que reunirá os cinco melhores surfistas da temporada regular.

LEIA TAMBÉM: WSL anuncia formato “surf off” e causa polêmica 

A ideia da WSL é a de que o campeão saia do vencedor de uma bateria final.

Isso só aconteceu em 2019, quando Ítalo Ferreira e Gabriel Medina decidiram o título na final da etapa de Pipeline. O potiguar levou a melhor sobre Medina, que buscava o tricampeonato.

Confira mais atualizações.

Mais informações aqui no site oficial da WSL da América Latina.