28 C
Papeete
domingo, 26 maio, 2024
28 C
Papeete
domingo, 26 maio, 2024

“Tinha talento para ser campeão mundial”, diz Carlos Burle sobre Pedro Scooby

Em recente entrevista ao canal do YouTube Let’s Surf, Carlos Burle foi entrevistado pelo jornalista Guilherme Dorini. No corte que você assiste a seguir, Burle fala sobre o surfista Pedro Scooby; sua relação com ele e o talento e potencial de Scooby.

“O Scooby é um dos casos que se ele quisesse mesmo ele tinha talento para ir muito mais longe no surf de ondas grandes?”, pergunta Dorini.

Confira também:
+ Vida de Pedro Scooby ganha série documental
+ “Quem entende de surf, com certeza não é a favor da WSL Finals”

Confira a seguir o que responde Carlos Burle:

“Com certeza, mas ele tem mais talento para ser personalidade, celebridade, apresentador… Ele ama. Ele gosta de brilhar, de estar no centro das atenções, é um excelente comunicador, gosta de festa. A gente treinou juntos bastante tempo e a gente batia de frente muito tempo por causa disso; eu falava pô, você precisa ser mais profissional, e ele falava pra mim, eu não vou ganhar dinheiro com ondas grandes, vou ganhar dinheiro com mídias sociais, vou ganhar dinheiro construindo meu nome, minha carreira, e depois volto para as ondas grandes. E você vê que ele realmente têm razão… Fazer carreira surfando ondas grandes é para poucos, né. Você precisa se dedicar, treinar muito, viajar muito, investir muito, é muito perrengue, fuso-horário, carregar pranchas pesadas; tem de ter o perfil, gostar muito, e ele gostava, mas não o suficiente para ser campeão mundial; se ele quisesse ser campeão mundial, ele tinha talento, mas ele ia ter que ralar bastante para isso; é um cara muito talentoso, saudável, tem biotipo bom para o esporte, qualquer onda que ele pega, ele pega bem; ondas pequenas, médias, tubulares, grandes, gigantes…Que bom que ele está representando nosso esporte em outras modalidades”.

Na sequência, Burle emenda falando dos grandes desafios de ser brasileiro e se consagrar como atleta na gringa; depois ele fala do prolífico momento que vive do surf no mercado brasileiro.

“Eu sempre reconheci o valor do Brasil. Tiveram atletas que quiseram morar fora, mas eu sei como é delicado ser estrangeiro e conseguir ser reconhecido e bem remunerado fora, principalmente com o surf, são poucos que conseguem isso. Aqui no Brasil tem muito trabalho a ser feito; é um povo apaixonado, patriota; sempre apostei muito no mercado brasileiro e hoje vivemos uma onda incrível que a gente não esperava; falo bastante sobre isso em minhas palestras; venho de um tempo em que o surf tinha imagem marginalizada e hoje somos referência; o esporte está ganhando uma projeção enorme”.

Clique aqui e confira mais vídeos do canal Let’s Surf.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias