26 C
Papeete
terça-feira, 23 julho, 2024
26 C
Papeete
terça-feira, 23 julho, 2024

Surfista que quase morreu em Pipeline retorna para agradecer guarda-vidas

No dia 5 de fevereiro, o surfista de 25 anos Austin Gibbons, natural de Nova York, ficou entre a vida e a morte após sofrer um wipeout durante uma sessão em Pipeline, no Havaí. As imagens do resgate, divulgadas recentemente, mostram a gravidade do acidente e o heroísmo dos surfistas e guarda-vidas que o trouxeram de volta à vida.

Depois de tomar uma vaca e sofrer uma sequência de duas ondas que o mantiveram submerso, Austin Gibbons perdeu a consciência. Os surfistas Lucas Godfrey e Eala Stewart o trouxeram para a praia, onde os guarda-vidas, que haviam terminado o expediente minutos antes, realizaram várias reanimações cardiopulmonares até que ele recuperasse o pulso.

“Ser capaz de segurar um corpo inconsciente cheio de água em ondas de três metros é impossível. Não tenho ideia de como Lucas Godfrey conseguiu segurar seu corpo, mas ele conseguiu, e por causa disso, ele está aqui conosco hoje”, disse o guarda-vidas veterano de North Shore, Dave Wassel, ao programa televiso de notícias Hawaii News Now.

Gibbons permaneceu internado em estado crítico e inconsciente por alguns dias. Neste mês de março, ele e sua mãe retornaram a Pipeline para agradecer aos heróis que salvaram sua vida.

“Assistir ao vídeo foi incrível, ver o que todos fizeram pelo meu filho”, disse Christine Gibbons, emocionada.

O surfista, que se mudou para o Havaí um mês antes do acidente para seguir o sonho de se tornar um guarda-vidas do North Shore, também expressou sua gratidão. “Eu só queria abraçar esses caras e agradecer pela minha vida, pela minha família. É difícil até para mim colocar em palavras”, disse ele. “Mas poder abraçá-los, olhar nos seus olhos e realmente agradecer é algo que eu estava esperando para fazer há um tempo.”

+ Jamie O’Brien e Kelly Slater surfam juntos o backwash de Pipeline

As imagens do resgate são impressionantes. Elas mostram Gibbons sendo trazido para a praia desacordado, com o corpo inerte na prancha. A ação rápida dos surfistas e guarda-vidas foi crucial para que ele sobrevivesse.

O caso de Austin Gibbons serve como um lembrete dos perigos do surf em ondas pesadas em fundo de coral, especialmente em Pipeline, conhecida por sua força e imprevisibilidade. As imagens também são um tributo à bravura daqueles que arriscam suas vidas para salvar outras.

Assista ao vídeo:

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias