Grupo Surf Lakes anuncia volta do lago-teste em Yepoon, com séries regulares de até 6 pés e ajustes para chegar aos 2,5m nos próximos meses

Por Redação HC

O Surf Lakes, empresa que criou uma (mais uma) tecnologia de ondas artificiais, na Austrália, anunciou no final da semana que retomou as atividades em seu lago-teste, na pacata cidade de Yepoon, nordeste do país.

A diferença é que, segundo o grupo, em vez das ondinhas pequenas de quase-meio-metro, desta vez o sistema está produzindo “séries de quatro ondas consecutivas com altura de 1,8m (6 pés)”. Com a informação adicional: “ajustes para chegar aos 2,4m (8 pés) serão feitos nos próximos meses”.

A tecnologia do Surf Lakes é diferente das demais piscinas em funcionamento ao redor do mundo.

As de Waco e do Wavegarden usam um sistema com enormes bombas de ar, e o Surf Ranch de Kelly Slater (e também sua gêmea chinesa) usam um aerofólio submerso, atrelado a um pequeno trem.

Para gerar as ondas que supostamente têm chegado próximas aos 2 metros, o Surf Lakes usa um gigantesco pêndulo, que despenca sobre a superfície do lago e produz ondas que se espalham por toda sua circunferência — daí o nome deste modelo testado pelo grupo, chamado 5 Ondas.

O modelo em questão é um protótipo, e não aberto ao público nem tem utilização comercial. O grupo pretende aperfeiçoar completamente o sistema neste protótipo para então começar a vender suas franquias pelo mundo. Segundo o grupo, empresários de diversos lugares do mundo já teriam manifestado interesse em construir a sua versão do lago, o Brasil entre eles.

Veja também:
Yago Dora campeão do US Open em Huntington Beach
Ouro de Chloé Calmon fecha participação histórica do surf no Pan
Rocky Mountain Games: frio, chuva e muita diversão — para os fortes