23 C
Papeete
terça-feira, 23 julho, 2024
23 C
Papeete
terça-feira, 23 julho, 2024

Saquarema Pro: Luana Silva perde e dá adeus ao CT 2024

O Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil definiu as quartas de final femininas na terça-feira, com as brasileiras Luana Silva e Tainá Hinckel perdendo nas últimas baterias das oitavas de final. Foi um dia só de competição feminina e de muita alegria para seis surfistas que tiveram suas classificações confirmadas para a elite do World Surf League (WSL) Championship Tour (CT) de 2024. Restam três vagas para serem decididas e Samuel Pupo, Mateus Herdy e Michael Rodrigues, estão na briga por elas. Essa batalha ficou para a quinta-feira, pois analisando a previsão das ondas, já foi decretado que não haverá competição na quarta-feira em Itaúna.

Nenhum brasileiro conseguiu classificação pelo Challenger Series 2023 ainda, para se juntar a Filipe Toledo, Gabriel Medina, Italo Ferreira, João Chianca, Yago Dora, Caio Ibelli, Miguel Pupo e Tatiana Weston-Webb no CT 2024. Dos seis nomes oficializados pela World Surf League, três são da categoria masculina que nem competiram na terça-feira, os havaianos Eli Hanneman, Imaikalani deVault e o norte-americano Jake Marshall. Pelo ranking feminino, a australiana India Robinson e a norte-americana Sawyer Lindblad, foram confirmadas antes mesmo de disputar as oitavas de final.

A única classificação garantida dentro d´água, foi a da norte-americana Alyssa Spencer, no confronto direto com a australiana Isabella Nichols. Quem vencesse, confirmava seu nome no CT 2024. Alyssa vem de vitória no Challenger Series de Portugal e foi a campeã do evento no ano passado. Ela surfou a melhor onda da bateria e a nota 8,50 recebida, decidiu a vitória por 15,33 a 8,50 pontos. Depois do primeiro título em etapas do Challenger Series, Alyssa Spencer agora festejou classificação para o CT, nas mesmas ondas da Praia de Itaúna.

Alyssa Spencer ganhou o confronto direto por vaga no CT 2024. Foto: @WSL / Daniel Smorigo

Com este resultado, Luana Silva conseguiria tirar o último lugar no G-5 da Isabella Nichols, se chegasse nas semifinais do Saquarema Pro. Ela enfrentou a nova top da elite da WSL, Sawyer Lindblad. A norte-americana já entrou no mar sabendo que sua vaga estava confirmada. Mas surfou com muita força e velocidade, estabelecendo um novo recorde no Challenger Series de Saquarema, 16,17 pontos com notas 8,17 e 8,00, contra 14,63 da brasileira.

Sawyer Lindblad fez um novo recorde de pontos nos 2 anos da etapa de Saquarema. Foto: @WSL / Daniel Smorigo

BRASILEIRAS ELIMINADAS – Luana Silva até surfou bem, destruindo uma direita com uma série de manobras de frontside, que arrancaram 8,13 dos juízes. Ela ficou precisando de 8,05 para vencer, só que não entrou mais nenhuma onda boa, com potencial para tirar uma nota no critério excelente do julgamento. O tempo acabou e a brasileira permaneceu em sexto lugar no ranking, mas com participação garantida no Challenger Series de 2024, para tentar classificação para o CT novamente.

A última bateria do dia foi ainda mais fraca e as duas competidoras só conseguiram surfar três ondas cada uma. A canadense Erin Brooks, de apenas 16 anos de idade, teve mais sorte de começar com uma onda melhor e largou na frente com nota 4,67. A catarinense Tainá Hinckel, de 20 anos, bicampeã sul-americana Pro Junior e líder do ranking regional da WSL South America, que classifica três surfistas para o Challenger Series 2024, só conseguiu notas baixas também, 3,80 e 3,77. A canadense Erin Brooks acabou ganhando a última vaga para as quartas de final, por 8,04 a 7,57 pontos.

QUARTAS DE FINAL – Na terça-feira na Praia de Itaúna, as norte-americanas conquistaram a maioria das vagas para as quartas de final da competição. Kirra Pinkerton barrou a experiente Sally Fitzgibbons que liderava o ranking. Ela vai enfrentar a portuguesa Francisca Veselko na primeira bateria. Na segunda, Alyssa Spencer segue na busca pelo bicampeonato na etapa brasileira do Challenger Series, com a australiana Sophie McCulloch.

India Robinson assumiu a liderança do ranking na terça-feira em Saquarema. Foto: @WSL / Daniel Smorigo

No duelo seguinte, tem a australiana India Robinson, que assumiu o primeiro lugar no ranking com a vitória sobre a sul-africana Sarah Baum. Sua próxima adversária é a espanhola Nadia Erostarbe, única que ainda briga por vaga no CT 2024, mas só consegue com os 10.000 pontos da vitória em Saquarema. A disputa pela última vaga para as semifinais, será entre as duas surfistas que derrotaram as brasileiras nas oitavas de final, a norte-americana Sawyer Lindblad e a canadense Erin Brooks.

CONFIRMADOS NO CT 2024 – Apenas as mulheres competiram na terça-feira, mas os surfistas que vão disputar classificação para as quartas de final, estiveram na Praia de Itaúna, até a comissão técnica da World Surf League anunciar que só seriam realizadas as oitavas de final femininas. Mesmo assim, foi um dia especial para três atletas que tiveram suas vagas no CT confirmadas, os havaianos Eli Hanneman, Imaikalani deVault e o californiano Jake Marshall, devido a combinação das próximas baterias do Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil.

BRASILEIROS NA BRIGA – No momento, dois brasileiros estão fechando o grupo dos 10 indicados pelo Challenger Series, para a elite dos top-34 do CT. O Deivid Silva já perdeu na segunda-feira e despencou da quinta para a nona posição no ranking, restando ficar na torcida para não sair da lista. Em último no G-10 está Samuel Pupo, que terá um confronto direto com o americano Kade Matson, no duelo que vai fechar as oitavas de final. Quem vencer essa bateria, confirma vaga no CT 2024.

Mateus Herdy segue na batalha por uma vaga na elite do CT em Saquarema. Foto: @WSL / Thiago Diz

Antes disso, outros dois brasileiros já terão competido. Mateus Herdy, que está em 11.o lugar no ranking, também poderá já ter festejado sua classificação. Isso se ele passar pelo taitiano Mihimana Braye na segunda bateria e o Jackson Baker ter sido eliminado pelo havaiano Shion Crawford na primeira oitava de final. Se o australiano tiver passado, a batalha continua para os dois, que teriam um confronto direto nas quartas de final.

Já Michael Rodrigues ainda tem que chegar nas semifinais para entrar no G-10. Então tem que primeiro passar pelo jovem catarinense Heitor Mueller, que já derrotou Deivid Silva na segunda-feira, na bateria da terceira fase vencida pelo havaiano Eli Hanneman. Além dos brasileiros Samuel Pupo, Mateus Herdy e Michael Rodrigues, do norte-americano Kade Matson e do australiano Jackson Baker, tem o francês Marco Mignot também com chances nessa batalha pelas três últimas vagas para o CT 2024.

O Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil é uma realização da WSL Latin America com patrocínios da Corona, Banco do Brasil, Prefeitura Municipal de Saquarema, Secretaria de Esporte e Lazer do Governo do Estado do Rio de Janeiro, Vivo, Natura Kaiak, Yeti e TikTok. A competição está sendo transmitida ao vivo pelos canais Sportv e pelo WorldSurfLeague.com e Aplicativo e Canal da WSL no YouTube.

PRÓXIMAS BATERIAS DO CORONA SAQUAREMA PRO:

OITAVAS DE FINAL – 9.o lugar com US$ 2.500 e 3.320 pontos:
1.a: Jackson Baker (AUS) x Shion Crawford (HAV)
2.a: Mateus Herdy (BRA) x Mihimana Braye (TAH)
3.a: Crosby Colapinto (EUA) x Luke Thompson (AFR)
4.a: Imaikalani deVault (HAV) x Nacho Gundesen (ARG)
5.a: Michael Rodrigues (BRA) x Heitor Mueller (BRA)
6.a: Miguel Pupo (BRA) x Eli Hanneman (HAV)
7.a: Frederico Morais (POR) x Marco Mignot (FRA)
8.a: Kade Matson (EUA) x Samuel Pupo (BRA)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com US$ 3.500 e 4.745 pontos:
1.a: Francisca Veselko (POR) x Kirra Pinkerton (EUA)
2.a: Alyssa Spencer (EUA) x Sophie McCulloch (AUS)
3.a: India Robinson (AUS) x Nadia Erostarbe (ESP)
4.a: Sawyer Lindblad (EUA) x Erin Brooks (CAN)

RESULTADOS DA TERÇA-FEIRA NO CORONA SAQUAREMA PRO:

OITAVAS DE FINAL – 9.o lugar com US$ 2.500 e 3.320 pontos:
1.a: Kirra Pinkerton (EUA) 13,67 x 10,06 Sally Fitzgibbons (AUS)
2.a: Francisca Veselko (POR) 14,03 x 13,57 Vahine Fierro (FRA)
3.a: Sophie McCulloch (AUS) 14,93 x 9,67 Bella Kenworthy (EUA)
4.a: Alyssa Spencer (EUA) 15,33 x 8,50 Isabella Nichols (AUS)
5.a: Nadia Erostarbe (ESP) 12,13 x 12,00 Tessa Thyssen (FRA)
6.a: India Robinson (AUS) 13,50 x 10,33 Sarah Baum (AFR)
7.a: Sawyer Lindblad (EUA) 16,17 x 14,63 Luana Silva (BRA)
8.a: Erin Brooks (CAN) 8,04 x 7,57 Tainá Hinckel (BRA)

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias