25 C
Papeete
terça-feira, 23 julho, 2024
25 C
Papeete
terça-feira, 23 julho, 2024

Saquarema Pro começa neste sábado em Itaúna

O Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil vai abrir neste sábado na Praia de Itaúna, a batalha final por vagas para a elite do World Surf League (WSL) Championship Tour (CT). O prazo para fechar a lista dos 10 homens e 5 mulheres indicados pelos rankings do Challenger Series 2023, vai até o dia 21 de outubro no Maracanã do Surf, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro. A grande final da temporada será inaugurada às 7h30 do sábado, com o cantor local de Saquarema, Juceir Junior, cantando o Hino Nacional Brasileiro na Praia de Itaúna.

A expectativa é de que a primeira fase das categorias masculina e feminina possam acontecer no primeiro dia, mas a programação oficial do sábado só será divulgada após a comissão técnica da World Surf League analisar as condições do mar e a previsão das ondas. Os 80 participantes do Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil estão divididos em duas fases com baterias formadas por quatro surfistas. Os 48 mais bem colocados no ranking, como os que estão na briga direta por vagas no CT 2024, entram como cabeças de chave na segunda fase.

Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil vai abrir neste sábado na Praia de Itaúna
Samuel Pupo no Corona Saquarema Pro do ano passado. Foto: @WSL / Daniel Smorigo

Os outros 32 competidores estão nos oito confrontos da rodada inicial. Na categoria feminina, as 48 concorrentes ao título da etapa brasileira do Challenger Series, também estão divididas em duas fases, ambas com oito baterias de quatro atletas. As 16 cabeças de chave estreiam na segunda fase, já disputando classificação para as oitavas de final do Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil. As outras 32 participantes entram na rodada inicial.

+ Italo Ferreira desiste de competir no Corona Saquarema Pro 2023

Apenas três surfistas já garantiram suas vagas para o CT 2024, pelo ranking de acesso do Challenger Series, o norte-americano Cole Houshmand e Jacob Willcox e Sally Fitzgibbons, da Austrália. Nas ondas da Praia de Itaúna, serão definidos os oito que completarão a elite dos top-34 no ano que vem e as quatro últimas mulheres para o grupo das top-17. Os únicos brasileiros que chegam no Brasil dentro na zona de classificação para o CT, são Deivid Silva em quinto no ranking e Mateus Herdy na décima e última posição no G-10.

Cole Houshmand no Corona Saquarema Pro do ano passado. Foto: @WSL / Daniel Smorigo

A batalha pelas oito vagas será certamente emocionante no Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil, porque 29 surfistas ainda têm chances matemáticas de ultrapassar a pontuação atual do Mateus Herdy. Entre eles, sete são do Brasil e os mais próximos do G-10 são Samuel Pupo, Michael Rodrigues e Jadson André, que saíram da elite esse ano, no corte do meio da temporada. O ranking do Challenger Series computa apenas os quatro melhores resultados, nas seis etapas da divisão de acesso ao CT em 2023.

CHANCES DO BRASIL – Como o quarto pior resultado do Samuel Pupo é menor, de 700 pontos, ele já entra no G-10 se passar a sua primeira bateria na Praia de Itaúna, quando soma 1.700 pontos. Isso porque Mateus Herdy tem 1.900 para trocar em Saquarema. Já Michael Rodrigues precisa chegar nas oitavas de final para superar a pontuação atual do Herdy e Jadson André só nas semifinais. Alejo Muniz já necessita chegar na grande final para isso e Ian Gouveia, Leo Casal e Edgard Groggia, somente com a vitória no Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil.

Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil vai abrir neste sábado na Praia de Itaúna
Deivid Silva vencendo o Challenger Series de Portugal em Ericeira. Foto: @WSL / Damien Poullenot

No ranking feminino, Luana Silva é a única brasileira que pode fazer companhia a Tatiana Weston-Webb no CT em 2024. Ambas moram no Havaí e Luana fez parte do grupo das 17 melhores do mundo em 2022, mas não conseguiu passar pelo corte do meio da temporada e tenta se classificar pelo Challenger Series. Ela vem de um vice-campeonato em Portugal e está em sexto no ranking. Para superar a pontuação da australiana Isabella Nichols, que fecha o G-5 no momento, Luana Silva já precisa chegar nas semifinais em Saquarema. As duas estão na lista das 16 cabeças de chave que estreiam só na segunda fase.

DEFENDENDO VAGAS – Além de Isabella Nichols, vão defender suas vagas no Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil, a também australiana India Robinson vice-líder do ranking e as norte-americanas Sawyer Lindblad em terceiro lugar e a campeã do primeiro Challenger Series na Praia de Itaúna no ano passado, Alyssa Spencer. Foi ela quem derrotou Luana Silva na final em Portugal, onde a vitória valia a quarta posição no ranking.

No ranking masculino, Deivid Silva em quinto lugar e Mateus Herdy em décimo, são os únicos brasileiros que chegam em Saquarema defendendo vagas no G-10. Os outros seis que vão tentar confirmar suas classificações no Brasil, são o português Frederico Morais, que divide o terceiro lugar no ranking com Jake Marshall, os também norte-americanos Crosby Colapinto em quinto e Kade Matson em nono, além dos havaianos Imaikalani deVault na sétima e Eli Hanneman na oitava posições, respectivamente.

ATRAÇÕES EXTRAS – Certamente, a batalha por vagas no CT será eletrizante dentro d´água. Mas, além do show garantido no mar, a WSL Latin America, realizadora do Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil, programou uma série de atrações extras para o público na Praia de Itaúna. As principais acontecerão neste fim de semana, como os espetáculos de acrobacia aérea da Esquadrilha Céu e de Jet Waves nas ondas com o vice-campeão mundial Bruno Jacob, além do Onda do Bem Outubro Rosa e a Bateria Legends.

Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil vai abrir neste sábado na Praia de Itaúna
Rico de Souza é uma das atrações da Bateria Legends no domingo. Fotos: Arquivo Pessoal de Rico de Souza

O sábado já começa com o cantor de Saquarema e finalista do The Voice, Juceir Junior, abrindo o campeonato com o Hino Nacional Brasileiro. Após o término da competição no primeiro dia, acontece o show de manobras radicais do piloto baiano de Jet Ski, Bruno Jacob, vice-campeão mundial de Jet Waves e que está vindo de três vitórias seguidas na Espanha e França. Ele vai apresentar um show inédito de Jet Ski nas ondas de Itaúna, para os amantes do surfe.

Também no sábado, após a apresentação de Jet Waves, acontece a segunda edição do Onda do Bem, promovido pela WSL Latin America durante a pandemia em Ubatuba (SP) em 2021. Agora vai destacar o Outubro Rosa em prevenção ao câncer de mama, numa parceria com a Secretaria de Saúde da Prefeitura Municipal de Saquarema. Campeãs consagradas, como Jacqueline Silva, Suelen Naraísa, Cláudia Gonçalves e Michelle des Bouillons nas ondas gigantes, estarão disputando baterias com celebridades que também surfam.

ATRAÇÕES DO DOMINGO – No domingo acontecerão mais atrações especiais para o público, que deve lotar a Praia de Itaúna para assistir a batalha final por vagas para o CT 2024 no Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil. Após a competição, está programado inicialmente para começar as 16h00, a Bateria Legends com quatro grandes nomes do surfe brasileiro de gerações passadas, Rico de Souza e Otávio Pacheco pioneiros do Brasil no Circuito Mundial e surfar em Saquarema na década de 70, junto com Victor Ribas e Guilherme Herdy, que representaram o país na elite do CT nos anos 90 e 2000.

Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil vai abrir neste sábado na Praia de Itaúna
O espetáculo de acrobacias aéreas da Esquadrilha Céu vai fechar o domingo na Praia de Itaúna. Foto: Divulgação

“Estou muito feliz em fazer uma bateria com o Otávio de novo, um cara que passei minha juventude competindo aqui no Brasil e no Havaí também”, destaca o Embaixador do Surfe Brasileiro, Rico de Souza. “Torço que Saquarema dê boas ondas e a gente se divirta bastante. É legal essa iniciativa da WSL Latin America, que está fazendo eventos maravilhosos no Brasil. Vai ser bom estar junto dessa geração, mostrando que eu, o Otávio, o Daniel Friedmann e muitos outros, ajudamos a pavimentar essa estrada maravilhosa, para os brasileiros dominarem o circuito mundial. Aloha e obrigado pelo convite”.

Depois dessa apresentação especial de grandes lendas do passado do surfe brasileiro, com Victor Ribas e Guilherme Herdy revivendo confrontos em etapas do CT e do Rico de Souza e o Otávio Pacheco, que mora em Saquarema e construiu a história do esporte na Capital Nacional do Surf, mais uma grande atração promovida pela WSL Latin America, vai fechar o domingo na Praia de Itaúna. Toda a comunidade de Saquarema poderá assistir o espetáculo de acrobacias aéreas da Esquadrilha Céu, que está prevista para ser iniciada às 16h30 do domingo.

O Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil é uma realização da WSL Latin America com patrocínios da Corona, Banco do Brasil, Prefeitura Municipal de Saquarema, Secretaria de Esporte e Lazer do Governo do Estado do Rio de Janeiro, Vivo, Natura Kaiak, Yeti e TikTok. A competição será transmitida ao vivo pelo WorldSurfLeague.com e Aplicativo e Canal da WSL no YouTube.

BATERIAS DO CORONA SAQUAREMA PRO (sujeitas a alterações):

PRIMEIRA FASE – 3.o=65.o lugar (US$ 1.100 e 300 pts) e 4.o=73.o lugar ($ 1.000 e 250 pts):
1.a: Shion Crawford (HAV), Joshua Burke (BRB), Marlon Harrison (AUS), Zac Hedemann (HAV)
2.a: Jordan Lawler (AUS), Mihimana Braye (TAH), Gabriel André (BRA), Marco Giorgi (URU)
3.a: Kian Martin (SUE), John Mark Tokong (FIL), Teva Bouchgua (MAR), Nacho Gundesen (ARG)
4.a: Te Kehukehu Butler (NZL), Tiago Carrique (FRA), Adur Amatriain (ESP), Valentin Neves (BRA)
5.a: Kalani Ball (AUS), Gatien Delahaye (FRA), Connor Slijpen (AFR), Heitor Mueller (BRA)
6.a: Ryan Kainalo (BRA), Tenshi Iwami (JPN), Cauã Costa (BRA), Tyler Gunter (EUA)
7.a: Jarvis Earle (AUS), Daiki Tanaka (JPN), Krystian Kymerson (BRA), Gabriel Klaussner (BRA)
8.a: Sheldon Simkus (AUS), Billy Stairmand (NZL), Matheus Navarro (BRA), Marcos Correa (BRA)

SEGUNDA FASE – entrada dos 48 cabeças de chave:
—–3.o=33.o lugar (US$ 1.500 e 700 pts) e 4.o=49.o lugar (US$ 1.250 e 600 pts)
1.a: Jacob Willcox (AUS), Dylan Moffat (AUS), Marc Lacomare (FRA), 1.o da 1.a
2.a: Jackson Baker (AUS), Reef Heazlewood (AUS), Miguel Tudela (PER), 2.o da 1.a
3.a: Mateus Herdy (BRA), Nolan Rapoza (EUA), Carlos Munoz (CRC), 1.o da 2.a
4.a: Jake Marshall (EUA), Kauli Vaast (FRA), Ian Gouveia (BRA), 2.o da 2.a
5.a: Crosby Colapinto (EUA), Dimitri Poulos (EUA), Edgard Groggia (BRA), 1.o da 3.a
6.a: Imaikalani deVault (HAV), Jackson Bunch (HAV), Luke Thompson (AFR), 2.o da 3.a
7.a: Morgan Cibilic (AUS), Jett Schilling (EUA), Daniel Emslie (AFR), 1.o da 4.a
8.a: João Chianca (BRA), Adin Masencamp (AFR), Joel Vaughan (AUS), 2.o da 4.a
9.a: Miguel Pupo (BRA), Jorgann Couzinet (FRA), Timothe Bisso (FRA), 1.o da 5.a
10: Michael Rodrigues (BRA), Joan Duru (FRA), Jabe Swierkocki (EUA), 2.o da 5.a
11: Deivid Silva (BRA), Justin Becret (FRA), Maxime Huscenot (FRA), 1.o da 6.a
12: Eli Hanneman (HAV), Jadson André (BRA), Alister Reginato (AUS), 2.o da 6.a
13: Frederico Morais (POR), Mikey McDonagh (AUS), Leo Casal (BRA), 1.o da 7.a
14: Kade Matson (EUA), Marco Mignot (FRA), Lucas Silveira (BRA), 2.o da 7.a
15: Samuel Pupo (BRA), George Pittar (AUS), Rafael Teixeira (BRA), 1.o da 8.a
16: Cole Houshmand (EUA), Alejo Muniz (BRA)Lucca Mesinas (PER), 2.o da 8.a

PRIMEIRA FASE – 3.a=33.o lugar (US$ 1.500 e 700 pts) e 4.a=41.o lugar ($ 1.250 e 650 pts):
1.a: Daniella Rosas (PER), Ella McCaffray (EUA), Eweleiula Wong (HAV), Catalina Zariquiey (PER)
2.a: Yolanda Hopkins (POR), Kirra Pinkerton (EUA), Sara Wakita (JPN), Zoe Steyn (AFR)
3.a: Zoe McDougall (HAV), Nyxie Ryan (AUS), Silvana Lima (BRA), Karol Ribeiro (BRA)
4.a: Leilani McGonagle (CRC), Carolina Mendes (POR), Natasha Van Greunen (AFR), Bruna Carderelli (BRA)
5.a: Ariane Ochoa (ESP), Sophia Medina (BRA), Laura Raupp (BRA), Taís Almeida (BRA)
6.a: Nanaho Tsuzuki (JPN), Tessa Thyssen (FRA), Jessie Van Niekerk (AFR), Camilla Kemp (ALE)
7.a: Sol Aguirre (PER), Amuro Tsuzuki (JPN), Minami Nonaka (JPN), Arena Rodriguez Vargas (PER)
8.a: Erin Brooks (CAN), Pauline Ado (FRA), Anon Matsuoka (JPN), Tainá Hinckel (BRA)

SEGUNDA FASE – entrada das 16 cabeças de chave – 1.a e 2.a=Oitavas de Final:
—–3.a=17.o lugar (US$ 2.100 e 1.900 pts) e 4.a=25.o lugar (US$ 2.000 e 1.700 pts)
1.a: Sally Fitzgibbons (AUS) e Francisca Veselko (POR), 1.a da 1.a e 2.a da 2.a
2.a: Ellie Harrison (AUS) e Vahine Fierro (FRA), 1.a da 2.a e 2.a da 1.a
3.a: Isabella Nichols (AUS) e Bella Kenworthy (EUA), 1.a da 3.a e 2.a da 4.a
4.a: Alyssa Spencer (EUA) e Sophie McCulloch (AUS), 1.a da 4.a e 2.a da 3.a
5.a: India Robinson (AUS) e Nadia Erostarbe (ESP), 1.a da 5.a e 2.a da 6.a
6.a: Bronte Macaulay (AUS) e Sarah Baum (AFR), 1.a da 6.a e 2.a da 5.a
7.a: Luana Silva (BRA) e Teresa Bonvalot (POR), 1.a da 7.a e 2.a da 8.a
8.a: Sawyer Lindblad (EUA) e Zahli Kelly (AUS), 1.a da 8.a e 2.a da 7.a

RANKINGS DO WSL CHALLENGER SERIES 2023:

TOP-10 DA CATEGORIA MASCULINA – 5 etapas:
1.o- Cole Houshmand (EUA) – 28.065 pontos
2.o- Jacob Willcox (AUS) – 22.035
3.o- Jake Marshall (EUA) – 17.565
3.o- Frederico Morais (PRT) – 17.565
5.o- Deivid Silva (BRA) – 16.920
6.o- Crosby Colapinto (EUA) – 16.285
7.o- Imaikalani deVault (HAV) – 16.140
8.o- Eli Hanneman (HAV) – 15.620
9.o- Kade Matson (EUA) – 14.850
10.o- Mateus Herdy (BRA) – 14.630
——–outros sul-americanos no ranking:
12: Samuel Pupo (BRA) – 14.100 pontos
13: Michael Rodrigues (BRA) – 13.285
21: Jadson André (BRA) – 10.465
28: Alejo Muniz (BRA) – 8.045
33: Lucca Mesinas (PER) – 6.520
37: Ian Gouveia (BRA) – 6.200
39: Leo Casal (BRA) – 5.700
40: Edgard Groggia (BRA) – 5.420
46: Lucas Silveira (BRA) – 5.000
48: Miguel Tudela (PER) – 4.800
50: Rafael Teixeira (BRA) – 4.600
60: João Chianca (BRA) – 3.320
66: Ryan Kainalo (BRA) – 2.850
80: Guillermo Satt (CHL) – 1.500
89: Krystian Kymerson (BRA) – 700
94: Miguel Pupo (BRA) – 600
94: Caio Ibelli (BRA) – 600

TOP-5 DA CATEGORIA FEMININA – 5 etapas:
1.a- Sally Fitzgibbons (AUS) – 26.430 pontos
2.a- India Robinson (AUS) – 25.490
3.a- Sawyer Lindblad (EUA) – 23.020
4.a- Alyssa Spencer (EUA) – 22.810
5.a- Isabella Nichols (AUS) – 22.725
——–outras sul-americanas no ranking:
6.a- Luana Silva (BRA) – 20.610 pontos
20: Daniella Rosas (PER) – 10.415
25: Sol Aguirre (PER) – 8.820
36: Sophia Medina (BRA) – 6.000
39: Laura Raupp (BRA) – 5.220
42: Silvana Lima (BRA) – 4.100
52: Dominic Barona (EQU) – 1.950
58: Arena Rodriguez Vargas (PER) – 650

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias