26 C
Papeete
sábado, 20 julho, 2024
26 C
Papeete
sábado, 20 julho, 2024

São Chico Pro tem lotação máxima de inscritos

O São Chico Pro apresentado pela Prefeitura de São Francisco do Sul começa nesta quinta-feira (01) com lotação máxima de inscritos. Serão 176 surfistas de 13 estados participando da terceira etapa da Taça Brasil, divisão de acesso do circuito profissional da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf), valendo pontos também para o ranking estadual da Federação Catarinense de Surf (FECASURF). São 144 competidores na categoria masculina e 32 na feminina, já escalados para estrear nas ondas da Prainha. Uma premiação de 100.000 Reais será dividida com o princípio da igualdade, com homens e mulheres recebendo o mesmo valor oferecido aos mais bem colocados.

A maioria dos inscritos é de Santa Catarina, com 44 surfistas, 36 na categoria masculina e 8 na feminina. Estes também marcarão pontos nos rankings estaduais da FECASURF, que premiará os campeões catarinenses profissionais de 2022, com uma moto Yamaha oferecida pela Motostore. Tainá Hinckel e Matheus Navarro vão defender a liderança no São Chico Pro, na terceira das cinco etapas programadas para este ano. Nativos de outros estados que moram em Santa Catarina e são filiados na FECASURF, também disputam esse prêmio extra.

Veja também:

WSL Finals 2022: Tops treinam em Trestles

Pan-American Soul 2022: Zona de guerra

Tainá Hinckel e Krystian Kymerson vencem o CBSurf Pro Matinhos

Também estão em São Francisco do Sul para competir nas ondas da Prainha, 32 surfistas de São Paulo (28 homens e 4 mulheres), 23 do Ceará (17 e 6), 22 do Rio de Janeiro (17 e 5), 13 vindos do Rio Grande do Norte (só homens), 10 do Paraná (7 e 3), 8 da Bahia (7 e 1), 8 de Pernambuco (6 e 2), 5 da Paraíba (3 e 2), 4 do Rio Grande do Sul (3 e 1), 3 de Alagoas, 3 do Espírito Santo e 1 do Piauí. Entre os inscritos na categoria masculina, destaque para o campeão mundial Adriano de Souza e mais seis ex-integrantes da elite do CT.

PRIMEIRO DIA – O São Chico Pro apresentado pela Prefeitura de São Francisco do Sul será iniciado pelos homens na quinta-feira. Os 144 concorrentes foram divididos em quatro fases, de acordo com suas posições no ranking da Confederação Brasileira de Surf. Os 32 mais bem colocados estreiam na quarta, só no sábado, já disputando classificação para as oitavas de final. Nessa lista, estão os líderes da Taça Brasil, o alagoano Amando Tenorio e o pernambucano Luel Felipe, e um dos ex-tops do CT, o catarinense Willian Cardoso.

Os outros seis participantes do São Chico Pro que já representaram o Brasil na divisão de elite da World Surf League, vão estrear nesta quinta-feira na Prainha. O paranaense Peterson Crisanto, o paulista Deivid Silva e o catarinense Neco Padaratz, estão entre os 32 escalados nas oito baterias da triagem, que vão abrir o primeiro dia. Além deles, tem dois campeões brasileiros de surfe profissional, o alagoano Tânio Barreto na primeira bateria e na segunda o capixaba Krystian Kymerson, que venceu a terceira etapa da Divisão Principal da CBSurf, encerrada no último fim de semana em Matinhos, no Paraná.

São Chico Pro
Amando Tenorio. Foto: Damangar / CBSurf

O campeão mundial Adriano de Souza e mais dois ex-tops do CT, o também paulista Alex Ribeiro e o carioca Raoni Monteiro, estão entre os 48 surfistas que entrarão na primeira rodada de 16 baterias do São Chico Pro. Essa também acontece na quinta-feira, com Adriano Mineirinho competindo na nona bateria, Alex na 15.a e Raoni na 16.a e última do primeiro dia, junto com um bicampeão catarinense profissional, Diego Rosa.

SEGUNDO DIA – Na sexta-feira, o dia começa pela categoria feminina, com as 32 participantes do São Chico Pro estreando nas oito baterias da rodada inicial. A líder invicta do ranking estadual e primeira campeã catarinense profissional da história, Tainá Hinckel, está na sétima bateria. A surfista da Guarda do Embaú também lidera o ranking principal do CBSurf Pro com duas vitórias, a segunda conquistada no último fim de semana no Paraná. Suas primeiras adversárias na Prainha são a carioca Mariana Areno e as cearenses Ariane Gomes e Letícia Cavalcante.

São Chico Pro
Julia Santos. Foto: Gleyson Silva

Outra forte concorrente ao título do São Chico Pro, é a pentacampeã brasileira profissional e duas vezes vice-campeã mundial, Silvana Lima, que representou o Brasil na estreia do surfe nas Olimpíadas em Tóquio. Ela também chega em São Francisco do Sul embalada pela vitória no Circuito Banco do Brasil de Surfe, encerrado no domingo em Ubatuba (SP). Silvana estreia na segunda bateria e outros destaques são as líderes no ranking, a paulista Julia Santos na quinta bateria e a pernambucana Monik Santos na quarta. Elas venceram as duas etapas da Taça Brasil esse ano, em Maricá (RJ) e em Aracajú (SE), respectivamente.

13 ESTADOS – Entre as 32 desafiantes ao título feminino do São Chico Pro apresentado pela Prefeitura de São Francisco do Sul, 8 são de Santa Catarina, 6 do Ceará, 5 do Rio de Janeiro, 4 de São Paulo, 3 do Paraná, 2 de Pernambuco, 2 da Paraíba, 1 da Bahia e 1 do Rio Grande do Sul. Entre os homens, são 36 participantes de Santa Catarina, 28 de São Paulo, 17 do Rio de Janeiro, 17 do Ceará, 13 do Rio Grande do Norte, 7 do Paraná, 7 da Bahia, 6 de Pernambuco, 3 do Rio Grande do Sul, 3 do Espírito Santo, 3 de Alagoas, 3 da Paraíba e 1 do Piauí.

Na quinta-feira, vão competir 80 surfistas nas 24 baterias a serem realizadas, 8 da triagem e 16 da primeira fase. Destes, 48 já sairão da briga pelo título do São Chico Pro no primeiro dia. Apenas 32 avançarão para enfrentar os 32 pré-classificados que entram na segunda fase, a ser disputada logo após a primeira fase feminina na sexta-feira. Nesta segunda rodada de 16 baterias, estrearão mais 5 catarinenses, 7 paulistas, 6 surfistas do Rio de Janeiro, 4 do Ceará, 4 da Bahia, 3 do Rio Grande do Norte, 1 da Paraíba, 1 de Alagoas e 1 do Rio Grande do Sul.

CABEÇAS DE CHAVE – Já na lista dos 32 principais cabeças de chave que só estrearão no sábado, já disputando classificação para as oitavas de final do São Chico Pro, a maioria é de Santa Catarina com 9 surfistas. Entre eles, o líder do ranking catarinense, Matheus Navarro, campeão da segunda etapa em Itajaí. A relação prossegue com 6 competidores do Ceará, 4 de Pernambuco, 3 de São Paulo, 3 do Rio Grande do Norte, 2 do Rio de Janeiro, 2 da Paraíba, 1 do Espírito Santo, 1 do Piauí e 1 de Alagoas, o líder do ranking da Taça Brasil, Amando Tenorio.

A Taça Brasil é o circuito de acesso da Confederação Brasileira de Surf, que vai classificar 12 homens e 7 mulheres para disputar os títulos brasileiros profissionais no Dream Tour de 2023. No novo formato, cada etapa da Divisão Principal será limitada para 64 participantes na categoria masculina e 24 na feminina. Os 50 primeiros colocados no ranking masculino do CBSurf Pro esse ano e as 16 melhores do feminino, estarão garantidos no Dream Tour 2023. As outras duas vagas na categoria masculina e uma na feminina, ficarão para convidados (as).

O São Chico Pro apresentado pela Prefeitura de São Francisco do Sul é uma realização conjunta da Federação Catarinense de Surf (FECASURF) e Associação de Surf da Prainha com homologação da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf).

O evento tem patrocínio da Yamaha Motostore, Fico, Lord, Surfland, Fuwax, Açaí do Joca Junior, Silverbay, com apoio local do Bar do Banana, Take It Easy Pub, Restaurante Tá na Onda, Isla Armazém, Pousadas da Ilha e Ohana Dulius, Kanto da Pizza, Hotel Fragata, Harry Restaurante, Hadouken Sushi, Babitonga Hostel, Rei do Frango e Alan Madeira Imóveis. A competição será transmitida ao vivo pelo www.fecasurf.com.br e www.cbsurf.org.br.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias