26 C
Papeete
sábado, 18 maio, 2024
26 C
Papeete
sábado, 18 maio, 2024

Quem já está classificado para o Challenger Series?

O segundo semestre de 2021 marca a estreia do circuito “Challenger Series”, uma espécie de “divisão de acesso intermediária” criada pela WSL para surfistas que buscam uma vaga no sonhado Championship Tour-CT.

Veja também:

+ Italo Ferreira fala sobre sua estreia nas Olimpíadas
+ Guia Olimpíadas: Tudo sobre o surf
+ Jordy Simth fora das Olimpíadas

Agora, o Qualifying Series – QS funciona como um circuito inicial, sendo disputado por regiões, que seleciona os dez primeiros colocados para competirem no Challenger Series.

Contudo, devido à pandemia de Covid-19, nem todos os eventos regionais do QS foram realizados, o que acaba por gerar dúvidas em relação à classificação desses atletas.

De acordo com o que diz o site da WSL, algumas regiões cumpriram totalmente a programação de provas previstas para o QS, como foi o caso da Europa, Austrália/Oceania e América do Norte, onde fica claro quem são os 10 melhores surfistas masculinos e 10 femininos (obs.: Região África classifica apenas os cinco melhores).

Já a América Latina, com apenas dois eventos disputados de QS em 2021, deixa dúvidas no ar que ainda não foram totalmente esclarecidas.

Cinco eventos do Challenger Series

O Challenger Series será disputado por meio de quatro eventos: Huntington Beach (Califórnia), Ericeira (Portugal), Hossegor (França) e Haleiwa (Havaí). Isto, claro, se nenhum outro imprevisto acontecer por conta da pandemia de Covid-19.

Só poderão competir nessas provas os tops das várias regiões qualificados pelo QS, além da alguns wildcards convidados pelos organizadores.

Com o US Open, supostamente o primeiro evento status CS confirmado para 2 de agosto, logo após os Jogos Olímpicos de Tóquio, ainda falta uma confirmação oficial da WSL sobre o ranking final com os classificados para o circuito.

Por hora, de acordo com o site da WSL, os classificados para o Challenger Series são:

África (5 homens)

– Shane Sykes (AFS)
– Beyrick de Vries (AFS)
– Adin Masencamp (AFS)
– Jordy Maree (AFS)
– Slade Prestwich (AFS)

Austrália/Oceânia (10 homens)

– Matt Banting (AUS)
– Reef Heazlewood (AUS)
– Callum Robson (AUS)
– Jacob Willcox (AUS)
– Liam O’Brien (AUS)
– Sheldon Simkus (AUS)
– Kalani Ball (AUS)
– Jackson Baker (AUS)
– Dylan Moffat (AUS)
– Billy Stairmand (NZL)

Havai/Taiti (7 homens)

– Eli Henneman (HAV)
– Mason Ho (HAV)
– Billy Kemper (HAV)
– Keanu Asing (HAV)
– Josh Moniz (HAV)
– Jackson Bunch (HAV)
– Koa Smith (HAV)

América do Norte (10 homens)

– Nat Young (EUA)
– Michael Dunphy (EUA)
– Lucca Mesinas (PER)
– Pat Gudauskas (EUA)
– Cam Richards (EUA)
– Jake Marshall (EUA)
– Jhony Corzo (MEX)
– Kade Madson (EUA)
– Cole Houshmand (EUA)
– Evan Geiselman (EUA)

América do Sul (10 homens)

– Wiggolly Dantas (BRA)
– Alonso Correa (PER)
– Ian Gouveia (BRA)
– Thiago Camarao (BRA)
– João Chianca (BRA)
– Weslley Dantas (BRA)
– Marco Giorgi (URU)
– Edgard Groggia (BRA)
– Samuel Pupo (BRA)
– Rafael Teixeira (BRA)

Europa (10 homens/6 já definidos)

– Vasco Ribeiro (PRT)
– Ramzi Boukhiam (MAR)
– Joan Duru (FRA)
– Tim Bisso (FRA)
– Kauli Vaast (FRA)
– Charly Quivront (FRA)

Ásia (6 homens/4 já apurados)

– Shun Murakami (JAP)
– Rio Waida (IND)
– Reo Inaba (JAP)
– Hiroto Ohhara (JAP)
– Shuji Nishi (JAP)
– Hiroto Arai (JAP)

Challenger Series femininos (44 definidas + wildcards a definir por etapa)

África (3 mulheres)

– Sarah Baum (AFS)
– Zoe Steyn (AFS)
– Natasha Van Greunen (AFS)

Austrália/Oceânia (8 mulheres)

– Molly Picklum (AUS)
– Sophie McCulloch (AUS)
– Zahli Kelly (AUS)
– Philippa Anderson (AUS)
– Freya Prumm (AUS)
– Kobie Enright (AUS)
– India Robinson (AUS)
– Dimity Stoyle (AUS)

Havai/Taiti (6 mulheres)

– Bettylou Sakura Johnson (HAV)
– Luana Silva (HAV)
– Savanna Stone (HAV)
– Leila Riccobuano (HAV)
– Kohai Fierro (TAH)
– Erin Brooks (HAV)

América do Norte (8 mulheres)

– Kirra Pinkerton (EUA)
– Meah Collins (EUA)
– Alyssa Spencer (EUA)
– Samantha Sibley (EUA)
– Tia Blanco (PRT)
– Leilani McGonagle (CRC)
– Ella McCaffray (EUA)
– Chelsea Tuach (BRB)

América do Sul (5 mulheres)

– Daniella Rosas (PER)
– Silvana Lima (BRA)
– Sol Aguirre (PER)
– Josefina Ane (ARG)
– Dominic Barona (EQU)

Europa (8 mulheres/4 já definidas)

– Leticia Canales Bilbao (ESP)
– Pauline Ado (FRA)
– Vahine Fierro (FRA)
– Maud Le Car (FRA)

Ásia (6 mulheres/3 já definidas)

– Minami Nonaka (JAP)
– Mahina Maeda (JAP)
– Hinako Kurokawa (JAP)
– Shino Matsuda (JAP)
– Amuro Tsuzuki (JAP)
– Sara Wakita (JAP)

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias