Previsão de ondas Billabong Pro Teahupoo

Em parceria com broou

Dia 19/8 abre a janela para o Billabong Pro Tahiti, sétima etapa do World Tour 2016. Gabriel Medina, o australiano Matt Wilkinson e o havaiano John John Florence disputam as três primeiras posições do ranking, e a etapa de Teahupoo será decisiva para o tiro final de pernas da WSL.

Teahupo’o, localizado no Tahiti, é uma das inúmeras ilhas que compõe a Polinésia Francesa. A morfologia do recife que molda a bancada cria condições únicas para tubos perfeitos de alto grau de complexidade, principalmente com ondulações de sul-sudoeste e clímax entre 1.5 e 3.0 metros para remada, períodos acima de 10 segundos e ventos de nordeste; conjunto que compõe as condições ideais para o pico.


PREVISÃO: CHOPES!

A previsão para os primeiros dias de competição é bastante agradável. A sexta-feira começa com ondas de sul na casa de 1.5 metro e 10 segundos de período, e o mar deve começar a subir durante à tarde para reflexo no sábado. As ondas se alinham entre sul-sudeste e o período sobe para 15 segundos.

No domingo à tarde e na segunda-feira de manhã, as ondas se alinham em sudoeste, as alturas de face devem chegar aos 2 metros e período continua em 15 segundos. Na terça, as ondas continuam em com 2 metros de face e o período sobe para 17 segundos. Os ventos sopram constantes de leste com velocidades entre 20 e 30 km/h entre sexta e segunda-feira, que não deve atrapalhar muito a boa formação das ondas.


PREVISÃO: ALÉM DO ALCANCE

Na previsão de mais longo alcance, as ondas parecem se manter constantes entre 1 e 2 metros, direção entre sudeste e sudoeste e períodos variando entre 10 e 18 segundos.

Acompanhe a previsão para Teahupo’o AQUI ou no aplicativo.