Em uma live no Facebook oficial da Prefeitura de São Sebastião na noite desta quinta-feira (25), o prefeito Felipe Augusto determinou o fechamento imediato das praias da região.

A medida ase deu por conta do aumento da taxa de ocupação da UTI e no atendimento de casos suspeitos de Covid-19.

Nas duas unidades de São Sebastião, a média era de 25 atendimentos diários e chegou a 125 na terça, com crescimento de 500%.

O prefeito também reduziu horários de funcionamento de algumas atividades comerciais.

Vale lembrar, bares, adegas, lojas de conveniência de postos de combustíveis, ambulantes de bairros e bancas de jornal, pode funcionar até às 18 horas.

Quem permanecer aberto além do horário pode perder o alvará de funcionamento ou licença.

Os hotéis e pousadas podem funcionar até domingo (28) e devem fechar a partir de segunda-feira (29).

“Essas medidas estão sendo tomadas para diminuir aglomerações registradas nos últimos dias. Houve uma explosão no número de atendimentos na UPA Central e no PA de Boiçucanga. Vamos reavaliar a situação no início da semana”, afirmou o prefeito.

A partir daí, será feita uma avaliação conjunta dos comitês de enfrentamento ao Covid-19 e de reabertura gradual da economia, para decidir uma eventual reabertura dos meios de hospedagem a partir de 1º de julho.

Felipe Augusto também anunciou o aumento de 50% para 70% da frota de ônibus a partir de segunda-feira nos horários de pico.

Além da taxa de ocupação da UTI, outro número que preocupa é o de atendimento na UPA Central e no PS de Boiçucanga.

Com uma média de 15 atendimentos diários, na terça-feira 68 pessoas passaram pela unidade do centro.

Já em Boiçucanga, foram 57 atendimentos contra uma média de 10 por dia.

LEIA TAMBÉM: Maresias clássica em uma terça-feira. VÍDEO