26 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024
26 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024

Petterson Thomaz e a experiência de voltar a competir em Matinhos

O Pico de Matinhos é uma das ondas mais famosas do litoral do Paraná. Uma direita longa, perfeita e muito divertida.

O lugar foi palco da terceira etapa do circuito brasileiro de surf, o CBSurf Pro, encerrado no último sábado (27) com a vitória de Tainá Hinckel e Krystian Kymerson.

Ainda que as ondas não estivessem nas condições ideais, seu potencial foi muito elogiado por diversos surfistas profissionais que competiram no evento.

O catarinense Petterson Thomaz, que há alguns anos abandonou as competições para se dedicar ao free surf sabe que quando o Pico de Matinhos quebra “do jeito”, vale a queda!

Veja também:

WSL Finals 2022: Tops treinam em Trestles

Pan-American Soul 2022: Zona de guerra

Tainá Hinckel e Krystian Kymerson vencem o CBSurf Pro Matinhos

Por isso, quando soube da realização do Brasileiro, não pensou duas vezes em voltar a competir e ter a chance de surfar essa onda, normalmente é muito crowdeada, com poucas cabeças na água.

Depois de alguns anos sem competir e vestir a lycra de competição decidi competir em Matinhos (PR) no novo circuito de surfe da CBSurf.

Muita vibe com os amigos, algumas baterias e um lindo trabalho da CBSurf que tenho o prazer de mostrar e divulgar no meu canal”.

Assista abaixo ao vídeo produzido pelo canal do YouTube de Petterson Thomaz, onde ele relata a experiência de voltar a competir em um de seus picos favoritos no Brasil:

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias