26 C
Papeete
sábado, 18 maio, 2024
26 C
Papeete
sábado, 18 maio, 2024

Pesquisa revela os skatistas mais lembrados no Brasil

Líder do ranking internacional, campeã mundial, vencedora do X-Games, medalhista de prata em Tóquio e uma das maiores esperanças olímpicas visando a Paris-24. Com esse currículo, Rayssa Leal é a skatista brasileira mais acompanhada por quem é apaixonado pela modalidade e até por quem não liga para o esporte, segundo levantamento feito através de pesquisa inédita do Skate Brasil Report 2023, realizado pela TheOne Management, com apoio de profissionais formadas pela USP.

+ Dia Mundial do Skate: assista a 9 clássicos imperdíveis

Por meio de uma amostra de alcance nacional, o Skate Brasil Report 2023 traçou o perfil do brasileiro em relação ao esporte. Deste modo, o País conta com três grandes segmentos: os skatistas, que são aqueles que têm o esporte e skate como estilo de vida e são reconhecidos como tal pelos seus pares; os entusiastas, que curtem esporte no geral, mas não se veem como skatistas, nem são vistos desta forma; e o público em geral, que tem o esporte e a saúde como parte do dia a dia, mas não como algo principal, nem convivem com hábitos relacionados ao skate.

Pesquisa inédita skate
Gabriel Fortunato é o skatista mais admirado entre os fãs da modalidade. Foto: Thomas Bauman

No primeiro segmento, Rayssa Leal é acompanhada por 65,5% dos respondentes, seguida de Leticia Bufoni (47,4%) e de Gabriel Fortunato (45,3%). Percebe-se que a modalidade street tem uma maior penetração no segmento, dada a oportunidade de andar pelas ruas, não somente em pistas. E Fortunato surge como principal nome masculino, mesmo sem participar tanto de competições, pois tem uma frequência bem alta de conversas com os fãs nas redes sociais, possui um canal no Youtube (Gabrielife) e é ativo no Instagram (90,2% dos skatistas utilizam essa plataforma, sendo a preferida deles). Ele é um ícone da moda, visto que já participou de uma campanha póstuma de Virgil Abloh e tem uma visão bastante coesa com os princípios do skate.

Os Jogos Olímpicos trouxeram uma nova luz para o esporte. É interessante ver o skate sendo falado em rodas de amigos que não praticam a modalidade, mas que gostam de acompanhar os grandes eventos e os novos ídolos nacionais na televisão ou pela internet. Ao mesmo tempo, quem sempre andou de skate, hoje tem mais acesso aos conteúdos, principalmente no digital, onde é possível acompanhar a cena e lifestyle do esporte no mundo todo, seja por meio de materiais gerados por atletas, por marcas ou veículos especializados. Isso evidencia o rumo do esporte, que tende a furar a bolha que sempre existiu”, afirma Arthur Souza, curador da pesquisa organizada pela TheOne Management.

Aos entusiastas, Rayssa Leal tem uma pequena queda em pontos percentuais, caindo para 56,1%. Entretanto, é a menor variação entre os demais, pois Bufoni segue na segunda posição, com 34,5% das menções, ao passo que Bob Burnquist completa o Top 3, com 29,1%. Neste caso, 5,8% dos respondentes dizem não acompanhar nenhum skatista. No que tange ao último cluster, Fadinha aparece com 46,30%, enquanto Bob Burnquist e Bufoni dividem a segunda posição, ambos com 13,70%, assim como Pedro Barros e Sandro Dias, empatados em terceiro, com 7,40%. Curiosamente, 46,30% é o índice de quem não acompanha nenhum atleta.

O Skate Brasil Report 2023 foi elaborado pela TheOne Management a partir de pesquisa inédita para compreender o mercado e, na sequência, dar subsídios teóricos para a realização do levantamento descritivo transversal único. Após filtros e por meio de uma plataforma de coleta de dados independente, mais de 600 respondentes válidos participaram do conteúdo.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias