Publicidade:

“Michael me manipulou e levou a melhor”, diz Tanner Hendrickson

Punido pela WSL, Tanner Hendrickson fala em tom de arrependimento: “Sinto que ele me manipulou e levou a melhor” 

Por Redação HC

Banido do Pipe Invitational, que deve começar em algumas horas, Tanner Hendrickson afirmou em uma entrevista à revista australiana Stab  que a briga entre ele e Michael Rodrigues foi premeditada pelo brasileiro para lhe prejudicar.

“A questão é, ele sabia que estava sendo filmado. Eu não tinha ideia. Então ele instigou isso enquanto subia as escadas, sabendo que ia me tirar do sério. Eu sinto que ele me manipulou e levou a melhor pra cima de mim”, disse Tanner em um dos trechos da entrevista.

Veja aqui: Michael Rodrigues é agredido por local durante filmagens ao vivo no Havaí

Nessa entrevista, Tanner afirma que foi Michael quem primeiro lhe deu uma “ombrada”. Depois os dois se empurraram e então começaram a trocar socos. As imagens mostram com clareza que não foi isso. Algumas horas depois, ele mudou sua versão, afirmando que o empurrão e a provocação do brasileiro tinham acontecido antes.

Em toda a entrevista, Tanner fala com um tom bastante amargo, aparentemente, já que perdeu uma de suas grandes oportunidades do ano – a de competir entre os principais “especialistas” em Pipeline e cavar uma vaga no Pipe Masters.

A própria revista se encarregou de publicar uma versão dos fatos segundo a qual a briga foi provocada e estimulada por Marcelo Trekinho e Gabriel Pastori, os apresentadores do Canal Off que comandavam a transmissão ao vivo naquele momento.

A versão soa extremamente improvável por duas razões. Trekinho e Pastori tem, juntos, mais ou menos trinta temporadas havaianas nas costas. Os dois saberiam o que estava pra acontecer. Segundo porque, sabendo o que aconteceria, os dois jamais mostrariam isso ao vivo em uma transmissão do Off, um canal que se esforça em mostrar sempre – e apenas – os lados mais saudáveis e brilhantes e menos conflituosos ou “sujos” do surf.

Pastori interrompe a filmagem quando, aparentemente, se recupera do choque, e a gravação nem está mais disponível nas mídias do canal.

Apesar do tom de arrependimento de Tanner depois do ocorrido, tudo indica que ele ficou bem satisfeito logo após a briga.

Uma fonte fez um relato presencial da cena. Afirmou que o homem grande, posicionado à esquerda do vídeo, é um dos chefes da Volcom House. Ele e outros dois homens que aparecem no vídeo estavam plantados ali esperando, para garantir que Michael não fosse ajudado por ninguém. Eles impediram que Marcelo Trekinho separasse a briga. Esse mesmo relato afirma que após a briga, Tanner entrou na Volcom House, de onde gritos e urros de comemoração puderam ser ouvidos por um bom tempo.

Tanto Michael quanto Tanner foram ouvidos pela WSL. A entidade puniu o havaiano a priori pois entende, pelas imagens, que a atitude agressiva partiu dele. Mas Michael também será julgado de acordo com o livro de regras. Ainda não se sabe se ou como ele será enquadrado em alguma punição.

Michael ocupa atualmente a 14ª posição no ranking do Circuito Mundial após seu primeiro ano na elite. Ele garantido nos top 34 para o ano que vem.

Para ler as entrevistas com as duas versões de Tanner e a interpretação da Stab para a briga, entre aqui.

 

 

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias