27 C
Papeete
sexta-feira, 24 maio, 2024
27 C
Papeete
sexta-feira, 24 maio, 2024

Medina espetacular é o Brasil na quartas de final em Portugal

Com sua performance avassaladora em Supertubos, voando alto para levantar a torcida na praia, o tricampeão mundial deixou claro que está faminto pelo tetra

Não teve para ninguém, Gabriel Medina foi disparado o melhor surfista do dia em Supertubos, nas disputas do round de 32 e oitavas de final do MEO Rip Curl Pro Portugal. Depois de um começo de ano de resultados abaixo do esperado em Pipeline e Sunset, o brasileiro tricampeão mundial deixou claro que está faminto pelo tetra. Sua performance foi avassaladora, tirando proveito das esquerdas potentes do beach break português para voar alto, levantando a torcida na praia. Com os demais brasileiros eliminados da competição, Gabriel Medina espetacular é o Brasil na quartas de final em Portugal.

A competição masculina foi retomada ao amanhecer, com a primeira bateria entrando na água poucos minutos depois das 7h, horário local. Mas as marés extremamente baixas forçaram os organizadores do evento a suspenderem a competição após três baterias. Quando a maré voltou a subir, as condições melhoraram e ofereceram ondas perfeitas para os melhores do mundo darem um show de surf.

Gabriel Medina, que havia dado um susto em seus fãs no início do evento, caindo para a repescagem, continuou a ganhar impulso após seu esforço de redenção no round eliminatório de ontem. Ele havia explicado que chegou em Portugal muito cansado de Porto Rico, onde deu seu máximo para conquistar o título do evento e a vaga extra para as Olimpíadas de Paris 2024. Após aproveitar os dias em que o evento ficou paralisado para se recuperar, ele retornou ao mar com tudo.

+Vaga para Medina em Paris 2024 aproxima Brasil do ouro

+Gabriel Medina sobre a vitória em Porto Rico: “Não tinha como ser melhor”

Medina teve resultados excelentes nas duas baterias que correu hoje, acumulando impressionantes 16,60 pelas manhã e mais 17,16 durante a tarde. Vencedor do evento de Supertubos em 2017, mais uma vez ele fez a multidão explodir com suas proezas aéreas, conquistando um 9,33 em uma rotação muito alta, executada com maestria, seguida por uma aterrisagem totalmente encaixada, para prosseguir na onda mandando ainda mais duas manobras de borda.

Ao sair do mar com um largo sorriso estampado no rosto, ele declarou que estava feliz com sua performance: “É bom apenas surfar, pegar boas ondas e seguir com o fluxo”. Completando, Medina disse que procura “sempre variar as manobras, principalmente quando você tem muitas oportunidades. Encontrei algumas rampas, tentei fazer algumas curvas também, essa prancha pode fazer de tudo e estou feliz com meu desempenho. Mal posso esperar pelo dia da final!”

Medina derrotou o número 2 do mundo, Jack Robinson, nas oitavas de final. O australiano, no entanto, já garantiu seu lugar entre a elite antes do corte do meio de ano, com uma sequência sólida nos três primeiros eventos da temporada. Medina, por outro lado, ainda tem que reverter os maus resultados do Havaí para manter sua vaga na segunda metade do CT de 2024. O que não vai ser difícil se ele seguir surfando como hoje.

Claro que nem sempre o que parece certo acaba acontecendo, como ficou provado com a derrota de Italo Ferreira para o australiano Ethan Ewing. Bicampeão do evento e favorito da torcida, o brasileiro foi o destaque inegável na rodada anterior, mas Ewing optou por um posicionamento diferenciado no mar, encontrando uma direita que abriu inteira para que ele executasse seu conhecido arsenal de manobras estilosas, marcando um 8,17 que acabou lhe rendendo a vitória.

“Jake Patterson e eu estávamos assistindo e percebemos que era difícil conseguir boas ondas aqui”, analisou Ewing. “Vimos algumas boas séries do outro lado da praia, mas eu estava definitivamente nervoso para ir até lá porque ninguém tinha ido lá ainda, mas felizmente valeu a pena. Aquela onda tinha uma bela parede e qualquer onda com uma primeira seção em pé vale a pena, e terminei na areia, o que foi bem legal”.

Ewing terá outra forte adversário à sua frente quando o evento recomeçar. O marroquino Ramzi Boukhiam, detonou as direitas espirrando muito água com um um surf de backside impecável, despachando outros dois goofies. Primeiro o australiano/japonês Connor O’Leary, e o terceiro brasileiro a chegar às oitavas de final, Yago Dora, que ficou encalhado tentando a sorte em esquerdas que não ofereciam as rampas que ele tanto buscava. Na sua bateria anterior ele tinha dado um verdadeiro show, combinando aéreos precisos com surf de borda de primeira linha, mas não conseguiu repetir a fórmula mágica e acabou sendo eliminado do evento.

Os brasileiros Deivid de Silva, Miguel Pupo, Caio Ibelli e Samuel Pupo, também surfaram no round de 32, mas não avançaram para as oitavas de final. O havaiano John John Florence, que chegou a Portugal na liderança do ranking, foi eliminado pelo californiano Jake Marshall, numa bateria com a maré bem alta e poucas ondas de qualidade.

Vão ser três surfistas defendendo a bandeira brasileira nas quartas de final da etapa portuguesa do World Surf League. Além de Gabriel Medina, Tatiana Weston-Webb e Luana Silva também se classificaram no domingo na praia Molhe Leste. Espera-se que as condições permaneçam semelhantes, com a próxima chamada às 7h, horário local, de amanhã, terça-feira, 12 de março de 2024, em Supertubos, para um potencial último dia de competição.

Para mais novidades e destaques do MEO Rip Curl Pro Portugal pres. Por Corona, visite WorldSurfLeague.com.

QUARTAS DE FINAL DO MEO RIP CURL PRO PORTUGAL:

CATEGORIA FEMININA – 5.o lugar com US$ 21.500 e 4.745 pontos:
1.a: Tyler Wright (AUS) x Gabriela Ryan (HAV)
2.a: Bettylou Sakura Johnson (HAV) x Tatiana Weston-Webb (BRA)
3.a: Caroline Marks (EUA) x Lakey Peterson (EUA)
4.a: Johanne Defay (FRA) x Luana Silva (BRA)

CATEGORIA MASCULINA – 5.o lugar com US$ 21.500 e 4.745 pontos:
1.a: Jake Marshall (EUA) x Crosby Colapinto (EUA)
2.a: Ethan Ewing (AUS) x Ramzi Boukhiam (MAR)
3.a: Gabriel Medina (BRA) x Leonardo Fioravanti (ITA)
4.a: Griffin Colapinto (EUA) x Joan Duru (FRA)

RESULTADOS DA SEGUNDA-FEIRA EM SUPERTUBOS:

OITAVAS DE FINAL – 9.o lugar com US$ 16.000 e 3.320 pontos:
1.a: Jake Marshall (EUA) 13,04 x 12,26 John John Florence (HAV)
2.a: Crosby Colapinto (EUA) 13,00 x 11,70 Cole Houshmand (EUA)
3.a: Ethan Ewing (AUS) 14,34 x 13,40 Italo Ferreira (BRA)
4.a: Ramzi Boukhiam (MAR) 15,67 x 10,17 Yago Dora (BRA)
5.a: Gabriel Medina (BRA) 17,16 x 8,84 Jack Robinson (AUS)
6.a: Leonardo Fioravanti (ITA) 15,33 x 12,00 Kanoa Igarashi (JPN)
7.a: Griffin Colapinto (EUA) 16,44 x 6,83 Imaikalani deVault (HAV)
8.a: Joan Duru (FRA) 13,90 x 13,50 Rio Waida (IDN)

TERCEIRA FASE – 17.o lugar com US$ 14.360 e 1.330 pontos:
1.a: John John Florence (HAV) 14,84 x 9,50 Kade Matson (EUA)
2.a: Jake Marshall (EUA) 12,50 x 8,83 Liam O´Brien (AUS)
3.a: Cole Houshmand (EUA) 12,10 x 11,76 Jordy Smith (AFR)
4.a: Crosby Colapinto (EUA) 13,17 x 10,33 Seth Moniz (HAV)
5.a: Ethan Ewing (AUS) 13,36 x 11,97 Deivid Silva (BRA)
6.a: Italo Ferreira (BRA) 17,17 x 15,47 Matthew McGillivray (AFR)
7.a: Ramzi Boukhiam (MAR) 15,10 x 12,90 Connor O`Leary (JPN)
8.a: Yago Dora (BRA) 15,77 x 13,00 Frederico Morais (POR)
9.a: Jack Robinson (AUS) 11,90 x 7,40 Matias Canhoto (POR)
10: Gabriel Medina (BRA) 16,60 x 10,03 Miguel Pupo (BRA)
11: Leonardo Fioravanti (ITA) 12,40 x 9,27 Caio Ibelli (BRA)
12: Kanoa Igarashi (JPN) 13,00 x 12,60 Samuel Pupo (BRA)
13: Griffin Colapinto (EUA) 14,83 x 5,50 Eli Hanneman (HAV)
14: Imaikalani deVault (HAV) 12,70 x 10,33 Jacob Willcox (AUS)
15: Rio Waida (IDN) 11,73 x 11,50 Callum Robson (AUS)
16: Joan Duru (FRA) 12,40 x 10,17 Barron Mamiya (HAV)

RESULTADOS DO DOMINGO NO MOLHE LESTE:

OITAVAS DE FINAL – 9.o lugar com US$ 16.000 e 2.610 pontos:
1.a: Gabriela Ryan (HAV) 12,06 x 8,43 Molly Picklum (AUS)
2.a: Tyler Wright (AUS) 14,33 x 7,50 Alyssa Spencer (EUA)
3.a: Bettylou Sakura Johnson (HAV) 14,17 x 9,50 India Robinson (AUS)
4.a: Tatiana Weston-Webb (BRA) 13,43 x 5,50 Sally Fitzgibbons (AUS)
5.a: Caroline Marks (EUA) 16,60 x 15,84 Sawyer Lindblad (EUA)
6.a: Lakey Peterson (EUA) 12,24 x 9,76 Isabella Nichols (AUS)
7.a: Luana Silva (BRA) 12,07 x 11,07 Caitlin Simmers (EUA)
8.a: Johanne Defay (FRA) 10,67 x 7,50 Sophie McCulloch (AUS)

REPESCAGEM – 3.a=17.o lugar com US$ 14.360 e 1.045 pontos:
1.a: 1-Caitlin Simmers (EUA)=11.90, 2-Lakey Peterson (EUA)=11.07, 3-Francisca Veselko (POR)=7.07
2.a: Tatiana Weston-Webb (BRA), Luana Silva (BRA), w.o contusão-Brisa Hennessy (CRC)

PRIMEIRA FASE – 1.a e 2.a=Oitavas de Final / 3.a=Repescagem:
1.a: 1-Alyssa Spencer (EUA)=11.03, 2-Isabella Nichols (AUS)=10.00, 3-Caitlin Simmers (EUA)=6.14
2.a: 1-Sophie McCulloch (AUS)=11.76, 2-Molly Picklum (AUS)=10.34, 3-Luana Silva (BRA)=6.44
3.a: 1-Caroline Marks (EUA)=10.50, 2-Gabriela Bryan (HAV)=8.83, 3-Francisca Veselko (POR)=8.67
4.a: 1-Bettylou Sakura Johnson (HAV)=14.03, 2-Sawyer Lindblad (EUA)=13.80, 3-Lakey Peterson (EUA)=10.10
5.a: 1-Johanne Defay (FRA)=10.33, 2-India Robinson (AUS)=8.43, 3-Tatiana Weston-Webb (BRA)=7.56
6.a: 1-Sally Fitzgibbons (AUS)=11.00, 2-Tyler Wright (AUS)=5.90, 3-Brisa Hennessy (CRC)=5.67

REPESCAGEM – 1.o e 2.o=Terceira Fase / 3.o=33.o lugar com 265 pontos:
1.a: 1-Griffin Colapinto (EUA)=14.80, 2-Jake Marshall (EUA)=11.46, 3-Joaquim Chaves (POR)=10.33
2.a: 1-Kanoa Igarashi (JPN)=14.76, 2-Matthew McGillivray (AFR)=12.97, 3-Marco Mignot (FRA)=10.83
3.a: 1-Gabriel Medina (BRA)=13.00, 2-Deivid Silva (BRA)=12.44, 3-Ryan Callinan (AUS)=10.36
4.a: 1-Rio Waida (IDN)=12.67, 2-Liam O´Brien (AUS)=11.13, 3-Ian Gentil (HAV)=9.27

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias