Kelly Slater lidera projeto de construção da maior piscina de ondas já feita até o momento, no desértico interior da Califórnia

Por Redação

Após revelar ao mundo a primeira onda artificial perfeita já vista (e provavelmente a melhor, até agora), Kelly Slater anunciou planos mais ambiciosos. Em uma colaboração da Kelly Slater Wave Company com o fundo imobiliário Meriwether Companies e a empresa Big Sky Wave Developments, o onze vezes campeão mundial vai dirigir a construção daquela que promete ser a maior piscina de ondas do mundo, dentro de um resort no meio do deserto californiano.

O projeto está orçado em cerca de 200 milhões de dólares — quase novecentos milhões de reais — e ficará próximo a La Quinta, no desértico interior da Califórnia. Sem dar mais detalhes, os responsáveis afirmaram que a piscina terá a capacidade de receber até 25 surfistas ao mesmo tempo: cinco na sessão principal da onda, mais 10 em cada uma das ondas menores que se formarão nas margens.

Veja também: Para fazer a cabeça: existe surf em Amsterdã!

“Escolhemos este projeto porque nos permite avançar com o desenvolvimento de nossa tecnologia”, disse Slater ao jornal The Guardian“Estamos animados para fazer outro design da KSWaveCo e eu estou pessoalmente empolgado para criar uma nova onda que terá um desenho único, que nenhuma outra onda no mundo tem”, continuou.

“Isto pode se tornar um modelo para o desenvolvimento de novas ondas e surf parks no futuro, e está alinhado com algumas de minhas ideias originais para quando começamos a pensar no projeto”, concluiu.

A construção está prevista para começar em 2021. Se o cronograma for mantido, a ideia é abrir o empreendimento para o público em 2022.

O resort terá diversos restaurantes, um hotel com 150 quartos e mais até 600 casas, com faixa de preço variando entre 1 e 5 milhões de dólares. O acesso será limitado aos donos das casas, hóspedes do hotel ou os membros do clube.