Publicidade:

Jadson fica em terceiro e Kanoa Igarashi é campeão do US Open

O potiguar Jadson André ficou na terceira posição no Vans US Open of Surfing, segunda etapa de 10 mil pontos no ano no calendário do circuito de qualificação que foi finalizada neste domingo (5) em Huntington Beach, Califórnia. O americano naturalizado japonês Kanoa Igarashi (foto) ficou com o título após vencer Jadson na semi e seu amigo e também local de Huntington Griffin Colapinto na final. 

Com o terceiro lugar, Jadson sobe para o quinto lugar no ranking do QS e se aproxima bastante de garantir o retorno à elite, onde esteve entre 2010 e 2018. O brasileiro Peterson Crisanto perdeu a liderança do circuito mas também tem o que comemorar: na segunda posição e com 17 mil pontos, o paranaense é outro brasileiro muito próximo de ingressar nos top 34 – no caso de Peterson, seria sua estreia na CT. O atual líder do QS é o havaiano Seth Moniz, que parou nas quartas em Huntington mas deixou a Califórnia como o dono da manobra mais espetacular do evento, um aéreo reverse de backside com uma rotação bizarra.

Veja também: Terremoto deixa ao menos 90 mortos e 200 feridos na Indonésia

Jadson ganhou a vaga na semi de presente quando seu conterrâneo Ítalo Ferreira se retirou da disputa do US Open devido a uma lesão na coxa. Griffin Colapinto venceu Kolohe Andino na primeira bateria das quartas e o francês Jorgann Couzinet passou pelo ex-top do CT Dion Atkinson. No último duelo, que definira o adversário de Jadson na semi, Kanoa venceu Seth Moniz, que não conseguiu repetir a grande atuação do sábado.

Na primeira semifinal, Colapinto e Couzinet travaram uma ótima disputa, vencida por Griffin por pouco menos de um ponto de diferença. A semi entre Jadson e Kanoa foi ainda mais acirrada. Jadson abriu com a melhor nota do duelo, viu Igarashi equilibrar e precisava de um 6.06 para reassumir a liderança. Sua última onda foi avaliada com insuficientes 5,90 pontos e muita gente achou que o local de Huntington foi protegido pelos juízes. Mas o fato é que a terceira colocação já deixa o potiguar em ótima posição para o restante do ano no QS, quando acontecem quatro das seis etapas de 10 mil pontos do circuito.

A final foi uma disputa de alto nível entre dois surfistas conhecedores do pico e bem adaptados às condições muito ruins que rolaram durante todo o campeonato. Grffin liderou a maior parte da disputa, mas viu Kanoa virar na contagem regressiva, com um aéreo reverse completado depois de sumir na espuma na aterrissagem.

Com o resultado, Griffin e Kanoa ficam ambos com as vagas na elite em 2019 praticamente garantidas, tanto pelo QS como pelo CT.

Resultados do Vans US Open of Surfing – masculino

Final: Kanoa Igarashi 15,77 x 15,00 Griffin Colapinto

SF 1: Griffin Colapinto 15,56 x 14,67 Jorgann Couzinet
SF 2: Kanoa Igarashi 13,83 x 13,67 Jadson Andre

Vans US Open Men’s QS Quarterfinal Results:
QF 1
: Griffin Colapinto 15,27 x 12,23 Kolohe Andino
QF 2: Jorgann Couzinet 11,80 x 11,43 def. Dion Atkinson
QF 3: Jadson Andre x Italo Ferreira (lesionado)
QF 4: Kanoa Igarashi 14,87 x 11,10 Seth Moniz

Top 5 do ranking do QS 2018:
1 – Seth Moniz  17,550 pts
2 – Peterson Crisanto 17,420 pts
3 – Kanoa Igarashi 17,150
4 – Griffin Colapinto 14,950
5 – Jadson Andre 14,110 pts

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias