25 C
Papeete
terça-feira, 21 maio, 2024
25 C
Papeete
terça-feira, 21 maio, 2024

Início do Ballito Pro marca destaque brasileiro

No último domingo (2), teve início, na África do Sul, a terceira etapa do circuito Challenger Series 2023, o Ballito Pro, com destaque brasileiro  a abertura. O dia foi marcado pelo desempenho sólido do surfista capixaba Krystian Kymerson, que conquistou a primeira colocação na fase inicial com a maior pontuação somada. Além de Kymerson, outros surfistas brasileiros como Leo Casal, Rafael Teixeira e Laura Raupp também garantiram suas vagas na segunda fase do evento. Ainda há expectativa para a estreia de mais 11 brasileiros na competição.

+ 2ª etapa do Dream Tour começa nesta semana em Garopaba

As condições do mar no início da etapa apresentaram ondas de aproximadamente 1 metro, com algumas séries maiores, e as baterias tiveram duração de 30 minutos. Krystian participou da sexta disputa da primeira fase, onde protagonizou um confronto acirrado com Ryan Kainalo. Faltando apenas 12 minutos para o término, Kainalo estava em primeiro lugar, enquanto Kymerson encontrava-se em último. No entanto, o surfista brasileiro iniciou uma reação impressionante, marcando 4,13 pontos em uma manobra e, em seguida, executando um reverse de backside que lhe rendeu 6,67 pontos, assumindo a liderança.

Faltando apenas sete minutos para o fim da bateria, as posições foram novamente alteradas. O norte-americano Nolan Rapoza realizou duas manobras agressivas de backside, conquistando a maior nota do dia, 8,00 pontos, e pulando para a primeira posição. O japonês Daiki Tanaka também se destacou e assumiu a segunda colocação. Ryan e Krystian disputaram acirradamente pela classificação, mas apenas um poderia avançar. Krystian tomou o segundo lugar de Daiki com duas manobras que lhe renderam 5,47 pontos. No último minuto, ele executou uma manobra impressionante, alcançando uma pontuação de 7,60 e garantindo a vitória com a maior pontuação do dia, somando 14,27 pontos. Nolan avançou em segundo lugar, enquanto Daiki (3º) e Ryan (4º) foram eliminados.

A participação do Brasil no evento começou na terceira bateria, com Leo Casal. Aos 14 minutos, o surfista havia caído para a segunda posição, mas, usando sua prioridade em uma direita, executou três batidas e conquistou 6,17 pontos, retomando a liderança. Dois minutos depois, George Pittar subiu de terceiro para primeiro lugar. O surfista australiano apresentou um desempenho sólido de frontside em uma direita, realizando um floater, seguido por uma rasgada alongada e uma batida com chutada de rabeta, conquistando 7,10 pontos. Pittar ainda trocou sua nota duas vezes e saiu da água como vencedor. Leo Casal manteve sua pontuação, assim como o terceiro colocado, o sul-africano Luke Van Wyk. Sheldon Simkus, da Austrália, melhorou sua pontuação, mas não o suficiente para sair da quarta colocação.

O segundo surfista brasileiro a competir no dia foi Rafael Teixeira. Sua classificação veio com uma virada perto do final da bateria. Faltando cinco minutos, o atleta acertou duas batidas fortes, subindo do quarto para o terceiro lugar, com uma pontuação de 7,17 pontos. No entanto, ainda precisava de 4,53 pontos para avançar. Rafael ainda teve tempo para surfar novamente, marcando 5,17 pontos e garantindo a segunda posição. O vencedor da bateria foi o surfista de Barbados, Josh Burke, que obteve uma nota de destaque, 7,67 pontos, ao realizar um lip pesado de frontside. O francês Marc Lacomare (3º) e o japonês Tenshi Iwami (4º) foram eliminados.

destaque brasileiro
Leo Casal. Foto: Nicolette Tostee/World Surf League)

Laura Raupp também avançou para a próxima fase neste primeiro dia do Ballito Pro. As mulheres entraram na água após as oito baterias da primeira fase masculina. A surfista brasileira competiu na segunda disputa feminina e garantiu sua vaga perto do final da bateria. Laura estava em terceiro lugar e precisava de 4,77 pontos para avançar. Em uma direita, ela executou uma batida forte, obtendo a pontuação de 4,93 pontos e assegurando seu lugar no Round 2. A australiana Philippa Anderson conquistou a primeira colocação, enquanto a também australiana Nyxie Ryan (3º) e a francesa Pauline Ado (4º) foram eliminadas.

Ainda há a expectativa pela estreia de mais 11 surfistas brasileiros no Ballito Pro. Entre as mulheres, Sophia Medina competirá na primeira fase, enquanto Luana Silva competirá na segunda fase. Já entre os homens, Michael Rodrigues, Edgard Groggia, Mateus Herdy, Jadson Andre, Alejo Muniz, Ian Gouveia, Samuel Pupo, Lucas Silveira e Deivid Silva competirão no Round 2.

A próxima chamada para o Ballito Pro está agendada para a madrugada desta segunda-feira (3), às 2h30 (horário de Brasília) e pode ser acompanhada no site da WSL.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias