21 C
Hale‘iwa
quinta-feira, 29 fevereiro, 2024
21 C
Hale‘iwa
quinta-feira, 29 fevereiro, 2024

Imagens de Cabo Blanco fazem sonhar, mas a realidade é outra

Para um surfista forasteiro entubar fundo na jóia maior do norte peruano é preciso muita categoria ou muita sorte, de preferência os dois juntos

Quem assiste à perfeição dos tubos de Cabo Blanco exibidos nesse vídeo do canal DB Films do YouTube, logo se imagina no interior de um deles. Olhando assim na tela até parece fácil. Remar, dropar, botar para dentro e ser cuspido ao final. Se surfar com o pé direito à frente, melhor ainda, já que a onda favorece os goofies, muitas vezes exigindo que o surfista movimente a prancha numa aceleração constante, o que é mais difícil de ser feito de backside, de costas para a onda. O que o vídeo não conta é que enquanto as imagens de Cabo Blanco fazem sonhar, a realidade é outra.

+Gabriel Villaran explora ondas desconhecidas no Peru

Não se iluda, o Peru é um destino sensacional para quem busca ondas perfeitas, mas Cabo Blanco não está na lista de ondas abertas a estrangeiros. Mesmo entre os peruanos a disputa é feroz, quem diria deixar um brasileiro se dar bem ali. Não que seja impossível. Mas que é muito difícil qualquer um que já tentou surfar no pico vai te dizer. A jóia do norte do Peru só quebra poucas vezes ao ano, sempre dependendo de uma ondulação que tenha atingido o Havaí com tamanho XXL para ter força o suficiente de cruzar milhares de quilômetros do Oceano Pacífico sem ser dissipada no caminho.

A fila é grande no outside de Cabo Blanco, e os melhores surfistas do país marcam presença toda vez que a entrada de um bom swell é anunciada. Se antes quase ninguém morava por alí, a não ser a tradicional comunidade de pescadores locais, já tem um número crescente de surfistas fazendo do rústico povoado sua residência. Fora os que habitam na região e mais aqueles que chegam de avião de Lima e cercanias. A onda é um verdadeiro imã de surfistas talentosos. Para os peruanos, Cabo Blanco é um pico sagrado, do qual eles escutam falar desde que sobem numa prancha pela primeira vez, e fazem questão de não dividir com surfistas de fora.

Desanimou? Não se deixe abater. Toda regra tem uma exceção. Com dedicação, boa educação e muita humildade, pode ser que seu sonho de percorrer o pico de ponta a ponta dentro de um dos seus canudos míticos se realize. Só não coloque a expectativa alta demais, pois o tombo pode ser grande. Nunca deixe de lembrar que, em Cabo Blanco, a realidade é outra.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias