26 C
Papeete
sábado, 18 maio, 2024
26 C
Papeete
sábado, 18 maio, 2024

Ilhas da Indonésia vão a leilão e ambientalistas estão perturbados

Um arquipélago inabitado da Indonésia que é de vital importância para a vida marinha vai a leilão nas próximas semanas.

Conhecido como Widi Reserve, está bem no meio do Triângulo de Coral da Indonésia, e é um pedaço incrivelmente intocado do mundo no oeste do Oceano Pacífico, que abraça as águas da Indonésia, Malásia, Filipinas, Papua Nova Guiné, Timor Leste e Ilhas Salomão.

LEIA: Trio da elite brasileira do surf está fora da escalação do Pipe Masters. Confira os substitutos

Lar de mais de 2.000 espécies de peixes, incluindo grandes quantidades de atum (a espinha dorsal da multibilionária indústria global de pesca da espécie), o arquipélago vai a leilão no dia 8 de dezembro de 2022 na casa de leilões Sotheby’s, em Nova York.

“A oportunidade da sua vida te espera”, escreve o site privateislandsonline.com, na descrição sobre a Widi Reserve.

“A Reserva Widi é um arquipélago de atol de coral com mais de 100 ilhas tropicais desabitadas e imaculadas cercadas por 150 quilômetros de praias de areia branca, prósperos recifes de coral e águas privadas, profundas e ricas em nutrientes”, continua o site da licitação.

“Esta cadeia de ilhas é um dos ecossistemas de atol de coral mais intactos deixados na Terra e um reino animal de proporções épicas, lar de centenas de espécies raras e ameaçadas de extinção, incluindo baleias azuis, tubarões-baleia, 600 espécies documentadas de mamíferos marinhos, peixes, pássaros, insetos e lagartos, e espécies ainda a serem descobertas. Separados não apenas por espaço e tempo, mas por extraordinária beleza natural e total privacidade, é uma das propriedades mais impressionantes da Terra.”

Há planos em andamento para um resort de luxo e tudo isso preocupa muito alguns conservacionistas, que alegam que o desenvolvimento pode isolar as comunidades locais e ameaçar seus ecossistemas de florestas tropicais, manguezais, lagoas, lagos e recifes de corais.

O coordenador nacional da ONG Destructive Fishing Watch Indonesia, Mohamad Abdi Suhufan, pediu que o governo da Indonésia investigue a venda. Mesmo que empresa diga que tem um plano para proteger a região, ele diz ao The Guardian, que a posse privada da ilha,“impactaria a comunidade local socialmente e economicamente”.

O site da Leadership Islands Indonesia afirma que a entidade é um “consultor de gerenciamento de poluição marinha”.

“A Leadership Islands Indonesia (LII) passou vários anos planejando, projetando e licenciando cuidadosamente um dos resorts de luxo e residências de luxo de baixa densidade mais ambientalmente sensíveis do mundo. A oportunidade de conservar e desenvolver de forma sustentável a Widi Reserve adquirindo participações na LII representa uma oportunidade única em uma geração.”

O comprador, seja ele quem for, não será o único proprietário da reserva. A lei indonésia não permite a propriedade privada das ilhas, mas as ações de uma empresa que planeja se desenvolver podem ser vendidas a qualquer pessoa.

“Todo bilionário pode possuir uma ilha particular; mas apenas um pode possuir esta oportunidade exclusiva espalhada por mais de 100 ilhas”, disse Charlie Smith, vice-presidente executivo da Sotheby’s Concierge Auctions em um comunicado.

“Estamos apresentando uma excelente oportunidade para qualquer comprador perspicaz do mundo participar da conservação e desenvolvimento de uma das áreas mais intocadas do mundo – tudo disponível pelo preço de sua oferta”, contou Smith.

Não há estimativas imediatamente disponíveis sobre a quantidade de pessoas que o resort e/ou desenvolvimento potencialmente traria para a área.

Segundo Smith, a empresa de desenvolvimento indonésia estaria “ativamente envolvida, não apenas entregando o projeto inteiro”. Ele também afirmou que  plano da empresa atinge “menos de 1% da floresta tropical” e “0,005% de toda a reserva”, com áreas proibidas para turistas e espaços que limitam o número de convidados.

Smith também afirmou que a empresa LII destinou US$ 1,5 milhão do orçamento do primeiro ano para patrulhas de segurança apoiadas pela polícia e pela marinha, prometendo implementar programas de pesquisa a partir do segundo ano.

A Widi Reserve tem cerca de 25.000 acres em 17 ilhas. Todos os planos em potencial afirmam ser “quase 100% naturais e sustentáveis”.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias