Vice-líder do circuito mundial, Filipe perdeu para o convidado local Marc Lacomare no terceiro round do Quiksilver Pro em Hossegor, França

Por Fernando Guimarães

O tratamento para a lesão nas costas não foi o bastante para Filipe Toledo conseguir a vitória em sua bateria na terceira rodada do Quiksilver Pro, oitava etapa do Circuito Mundial da WSL em 2019, na manhã deste domingo (7).

Filipe foi eliminado pelo local Marc Lacomare com um placar de 12,83 a 12,17.

Jeremy Flores comentava a bateria na cabine de transmissão, afirmando que Marc sempre consegue as melhores ondas nas sessões de free-surf nas bancadas de Hossegor, e foi isso que aconteceu no duelo.

O francês achou o primeiro tubo da bateria logo nos primeiros minutos e manteve a dianteira até o final, construindo o score com outro bom tubo para as condições do dia — ondas rápidas e de muito difícil leitura, muito próximas da areia.

Filipe não mencionou a lesão nas costas em sua entrevista após a derrota, mas durante o duelo em alguns momentos pareceu debilitado, especialmente em uma esquerda limpa, em que ele começou a acelerar e simplesmente saiu da onda sem arriscar qualquer manobra.

Quatro bateria depois, Gabriel Medina garantiu uma vitória apertadíssima contra outro representante da França, Marco Mignot. Mais sobre isso na cobertura completa do dia, aqui na HC.