Líder do ranking da WSL e favorito ao título mundial de 2018 até o momento, Filipe Toledo antecipou sua preparação nas pesadas esquerdas de Teahupoo, próxima parada do circuito mundial.

Filipe postou em sua conta no Instagram, neste sábado (28), a foto de um tubo de tamanho considerável em Teahupoo (capa e abaixo).

A presença do líder do circuito no Taiti neste momento deixa em questão sua participação no US Open, etapa de 10 mil pontos do QS em Huntington Beach, Califórnia, que acontece a partir desta segunda (30) e vai até o dia 6 de agosto.

Resposta a críticas e exemplo de determinação

A falta de intimidade com esquerdas pesadas e tubulares era apontada por muitos como o ponto fraco do surf de Filipinho. No Taiti, por exemplo, Filipe jamais chegou às quartas de final – seu melhor resultado foi um nono lugar, em 2015.

A situação contrasta fortemente com a de seus principais adversários na corrida pelo título mundial de 2018, Julian Wilson e Gabriel Medina. Os dois fizeram a final da última edição, vencida pelo australiano. Medina também já venceu lá, em 2014, e fez outra final em 2015, chegando à impressionante marca de três finais nas últimas quatro edições do campeonato.

VEJA TAMBÉM:
Brasileiro surfa “onda mais longa da história de Uluwatu” em mega swell

Após vencer a etapa de Jeffreys Bay e assumir a liderança do ranking, Filipe voltou ao Brasil para compromissos familiares. Escalado para o US Open, que começa na próxima segunda (30) e vai até o dia 5 de agosto, em Huntington Beach, Califórnia, o líder do ranking teve seu roteiro criticado: em vez de treinar no local da próxima parada da elite, ele chegaria em cima da hora.

Entretanto, ainda não está claro se Filipe vai permanecer no Taiti até a etapa do CT, que começa dia 10 de agosto, ou se vai encarar uma dupla viagem de avião entre a costa oeste dos Estados Unidos e a Polinésia Francesa – o que parece muito pouco provável.

Assim, a viagem de Filipe vem como uma resposta (positiva) às críticas e como uma afirmação do empenho e da determinação do brasileiro em conquistar finalmente, em 2018, o título mundial.

Filipe já demonstrou também, as primeiras marcas do aprendizado no Taiti. O brasileiro fez uma visita ao coral raso da bancada de Teahupoo e sofreu alguns cortes feios nas costas. Nada demais para quem está de olho em um objetivo maior.

Pra quem quer ser campeão mundial, uma visitinha à bancada em Teahupoo não é nada, né não, Filipinho? Foto: reprodução/Instagram