23.8 C
Hale‘iwa
quinta-feira, 29 fevereiro, 2024
23.8 C
Hale‘iwa
quinta-feira, 29 fevereiro, 2024

Publicidade:

Estrelas e novatos do surf na 1ª fase do ISA World Surfing Games 2022

Grandes nomes do surf mundial marcaram presença no primeiro dia de competição do ISA World Surfing Games 2022. Além de atletas olímpicos iniciando suas campanhas rumo a Paris 2024, estrelas da CT e campeões nacionais entraram em cena nas ondas de Huntigton Beach, Califórnia (EUA).

Porém, o dia foi marcado também pela estreia de novatos no cenário internacional, que competiram pela primeira vez ao lado de nomes de peso.

Veja também:

+ Nações desfilam na abertura do ISA World Surfing Games 2022

+ 4 curiosidades sobre o ISA World Surfing Games

+ Italo Ferreira desfalca o Brasil no ISA World Surfing Games

Representando o Brasil na primeira rodada de baterias, Jadson André estreou com vitória, enquanto os irmãos Samuel e Miguel Pupo ficaram em segundo lugar em suas respectivas baterias.

Dois medalhistas da ISA e atletas olímpicos, Kanoa Igarashi (Japão) e Lucca Mesinas (Peru) estabeleceram um ritmo forte desde o início. Ambos encontraram paredes sólidas, com conexões perfeitas pelas famosas margens externas e internas do Southside Huntington Pier. O surfe progressivo de Igarashi o levou à pontuação mais alta do dia, 8,87.

ISA World Surfing Games 2022
Kanoa Igarashi. Foto: Ben Reed

Cada um dos demais atletas olímpicos de Tóquio 2020 avançou nas baterias da primeira rodada, com exceção ao atual líder do ranking da WSL Challenger Series, Rio Waida (Indonésia), que caiu para a repescagem. Manuel Selman (Chile), Leon Glatzer (Alemanha), Kolohe Andino (EUA), Leonardo Fioravanti (Itália) e Leandro Usuna (Argentina) seguem na rodada principal.

Ex-medalhistas de ouro da ISA, Santiago Muñiz (Argentina) e Jhony Corzo (México) também mostraram boa forma ao avançarem ao lado de Usuna, duas vezes medalhista de ouro da ISA e também atleta olímpico.

Os surfistas do WSL Championship Tour não tiveram um caminho tão fácil quanto esperavam nas primeiras rodadas. Kolohe Andino (EUA), Nat Young (EUA) e os irmãos brasileiros Samuel e Miguel Pupo ficaram em segundo lugar em suas respectivas baterias.

Embora cada um desses surfistas tenha avançado, apenas Jackson Baker (Austrália), Jadson Andre (Brasil) e Griffin Colapinto (EUA) tiveram vitórias na na rodada principal 1. Apesar de sua vitória inicial, no entanto, Colapinto foi o primeiro surfista do CT a se encontrar na repescagem. Sean Foerster (Canadá), já em condições deterioradas durante a última bateria do dia, deu o golpe devastador para a equipe dos EUA na rodada principal 2.

ISA World Surfing Games 2022
Miguel Pupo. Foto: Ben Reed

Eeli Timperi (Finlândia) surpreendeu e venceu dois atletas olímpicos de Tóquio 2020 em condições complicadas no pódio sul. O surfista de 15 anos manteve a forma vista em inúmeras baterias no Junior ISA 2022 Surf City El Salvador em junho, ficando à frente de Kolohe Andino (EUA) e Rio Waida (Indonésia).

Apesar da grande diferença em termos de experiência, Timperi foi capaz de superar os concorrentes. “Paciência no início foi muito importante para mim”, diz ele. “Parece muito mais competitivo do que os juniores, mas estou muito feliz por estar aqui.”

Como o pioneiro da comunidade de surfe na Lituânia, era esperado que Girmantas Neniškis fosse o primeiro representante da costa do Báltico a surfar em competição internacional.

“A maior vitória da Lituânia e dos países bálticos em geral é que estamos aqui, representando a região no cenário global”, diz ele. “Meu pai e meu tio praticavam windsurf. Eu era muito pequeno para segurar a vela, então pegava uma prancha de windsurf e começava nas pequenas ondas. Isso aconteceu no início dos anos 90, logo após a Lituânia recuperar a independência da União Soviética”.

Highlights do dia:

Acompanhe o evento ao vivo AQUI

A cobertura do ISA World Surfing Games 2022 é um oferecimento de Galapagos Outdoor, patrocinadora oficial da Seleção Brasileira de Surf.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias

Campanha levanta fundos para apoiar...

Impressão e realidade

Brasileiros no páreo do Olas...