26 C
Papeete
segunda-feira, 27 maio, 2024
26 C
Papeete
segunda-feira, 27 maio, 2024

Equipe brasileira de surf adaptado segue forte no ISA World Para Surfing Championship 2023

A força do surf brasileiro não se limita apenas ao ‘shortboard’. No cenário do surf adaptado, também conhecido como para-surf, nossos atletas não só se destacam, mas conquistam posições de destaque entre os melhores do mundo. Sendo assim, mais vez mais, a equipe brasileira de parasurf vem mostrando sua força no ISA World Para Surfing Championship 2023, o campeonato mundial da categoria, que está ocorrendo em Huntington Beach, na Califórnia, desde segunda-feira e se estenderá até sábado, dia 11.

No terceiro dia de competições, os parasurfistas enfrentaram ondas desafiadoras, variando entre 4 a 6 pés. As condições foram favoráveis durante a manhã, mas à tarde, com a entrada do vento, o desafio se intensificou.

Equipe brasileira durante a abertura do mundial. Foto: Sean Evans

O estreante no Mundial ISA, Thiago Dantas, na categoria PS PRONE 1, melhorou sua média em uma onda arriscada, assegurando sua passagem para a terceira fase. Na categoria PS KNEEL Feminino, Vera Quaresma, também estreante, destacou-se, surfando muito bem as ondas em Huntington Beach.

+ Bethany Hamilton deixa Rip Curl

O experiente Henrique Saraiva, na categoria PS KNEEL Masculino, manteve sua solidez, trocando sua nota e garantindo sua vaga na semifinal. Na PS S2, Rafael Lueders continuou sua busca pelo ouro, com uma excelente performance, trocando uma de suas ondas por uma nota impressionante de 8.93, carimbando sua passagem para a semifinal.

Na categoria PS S3, em meio a condições desafiadoras do mar, Dijaksson Santos, conhecido como “Gato de Botas”, confirmou o somatório do round 1 e tornou-se o primeiro brasileiro a se classificar para a final até o momento.

Malu Mendes, medalhista de prata em 2022 na categoria PS S1, enfrentou dificuldades com as condições do mar no seu retorno ao mundial em 2023. Mesmo não encontrando boas ondas, ela persiste em busca da classificação no round 2.

Ao todo, 184 atletas foram inscritos, que represem 27 seleções nacionais e disputam as cobiçadas medalhas de Ouro. Esta competição está sendo avaliada pelo Conselho de Administração do Comitê Paralímpico Internacional (IPC) para uma possível inclusão da modalidade nos  Jogos Paralímpicos de Los Angeles 2028.

HIGHLIGHTS DO DIA 04:

A equipe brasileira de parasurf conta com o apoio crucial do Ministério dos Esportes, por meio da Secretaria Nacional de Paradesporto (SNPAR), do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e da Confederação Brasileira de Surf (CBSURF).

Para mais informações acesse isasurf.org.

 

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias