26 C
Papeete
sexta-feira, 19 julho, 2024
26 C
Papeete
sexta-feira, 19 julho, 2024

Dream Tour 2023: Silvana Lima faz os recordes do dia

O Dream Tour 2023 deu a largada na categoria feminina da Divisão Principal da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) na quinta-feira em Xangri-lá. Após um dia só de competição masculina, foi a vez de apenas as mulheres se apresentarem no Rio Grande do Sul. O destaque do dia foi a hexacampeã brasileira, Silvana Lima, que fez os recordes nas ondas da Plataforma de Atlântida, nota 9 e 14 pontos. Já foram definidos três duelos das quartas de final, que serão completadas nessa sexta-feira, a partir das 8h00, com transmissão ao vivo pelo Canal do Youtube CBSurfPLAY e no site CBSurf.org.br.

As primeiras quartas de final da história do Dream Tour 2023, vão começar com a reedição da decisão do título da etapa da CBSurf em Xangri-lá no ano passado, entre a carioca Julia Duarte e a cearense Larissa dos Santos. No segundo duelo, entra outra cearense, Juliana dos Santos, com a vice-campeã brasileira, Tainá Hinckel. E na terceira batalha por vagas nas semifinais, tem mais uma cearense, Silvana Lima, com a igualmente experiente surfista de Saquarema, Taís Almeida.

+ SPSurf realiza Encontro Online de Surf Feminino

A hexacampeã é a recordista de títulos brasileiros, conquistados em 2004, 2005, 2014, 2016, 2021 e 2022. No ano passado, Silvana Lima ganhou três das cinco etapas da CBSurf que participou e começou 2023 já fazendo os recordes do Dream Tour 2023. Com dois ataques explosivos de frontside numa direita, Silvana ganhou nota 9,00 dos juízes e fez o maior placar feminino – 14,00 pontos – na vitória sobre a jovem paraibana Ana Lu Silva.

“Eu já estava vendo as direitas ali, claro que nem todas são boas, como essa que entrou com parede para fazer duas manobras super boas. E a nota veio”, disse Silvana Lima, que também falou sobre o Dream Tour 2023. “Está tudo muito irado, não só pra mim, mas para as outras meninas da minha e também da nova geração, continuarem sonhando, vivendo através do surfe, fazendo o que mais gostam, que é competir. A estrutura está animal, é o Circuito dos Sonhos né, o Dream Tour, então estou amarradona, como todas as meninas”.

FINAL EM XANGRI-LÁ – A reedição da final da etapa da CBSurf em Xangri-lá no ano passado, entre a carioca Julia Duarte e a cearense Larissa dos Santos, foi formada pelos resultados dos primeiros confrontos das oitavas de final do Dream Tour 2023. Ambas passaram em segundo lugar na primeira fase, mas depois venceram suas baterias. Larissa dos Santos, que agora mora no Rio de Janeiro, foi a primeira a se classificar, derrotando a jovem catarinense Maya Carpinelli.

“Estou muito feliz por ter passado essas baterias hoje”, disse a campeã brasileira de 2018, Larissa dos Santos. “Foram duas baterias muito apertadas, mas deu tudo certo, Graças a Deus. Estou feliz por estar mais uma vez aqui em Xangri-lá. É um lugar que eu fiz um resultado muito bom no ano passado e só quero poder mostrar o meu surfe, o que ainda não consegui. Acredito que essas próximas fases vão ser show de surfe e estou feliz por ter me classificado”.

Tainá Hinckel Foto: David Castro

A carioca Julia Duarte estreou na primeira bateria feminina do Dream Tour 2023 e começou a defender seu título de campeã em Xangri-lá, com derrota para a catarinense Maya Carpinelli. Mas, avançou em segundo lugar, eliminando a surfista de Arraial do Cabo (RJ), Karol Ribeiro, como no ano passado. Depois, achou ondas melhores para mostrar o seu surfe e superar a jovem baiana que mora no litoral norte de São Paulo, Sol Carrion.

“O mar está difícil, um pouco menor do que eu esperava, mas tem umas ondas boas e estou feliz por ter vencido dessa vez. A bateria foi irada, com a minha amiga Sol (Carrion), que surfa muito e vamos embora para a próxima, porque eu quero ganhar aqui de novo”, disse Julia Duarte, que falou sobre reeditar a final do ano passado nas quartas de final. “Está todo mundo surfando bem e estou feliz em estar aqui de novo. Eu quero ganhar como no ano passado, a Larissa (dos Santos) surfa muito e espero que a gente faça uma bateria irada”.

VICE-CAMPEÃ BRASILEIRA – Com as finalistas em Xangri-lá no ano passado já classificadas, a expectativa ficou para as duas melhores surfistas no Circuito da CBSurf em 2022. A vice-campeã brasileira e bicampeã catarinense, Tainá Hinckel, tinha conseguido uma das maiores notas do dia – 7,30 – em sua estreia no Dream Tour 2023. Nas oitavas de final, a experiente paraibana Diana Cristina largou na frente, mas a surfista da Guarda do Embaú reagiu e venceu por 10,47 a 7,40 pontos.

“As condições do mar estão muito difíceis, então tem que aproveitar as ondas que vem pra você. Graças a Deus, consegui pegar uma esquerda para vencer a bateria, mas está bem difícil”, disse Tainá Hinckel, que não participou da etapa da CBSurf em Xangri-lá em 2022. “Sim, eu nunca tinha vindo competir no Rio Grande do Sul e estou feliz em conhecer aqui. É um lugar muito legal, as ondas um pouco diferentes do que estou acostumada, mas estou gostando. A estrutura do campeonato também está incrível e estou amarradona em estar aqui”.

Restaram apenas duas baterias para fechar as oitavas de final na quinta-feira. A que ficou para abrir a sexta-feira, está a paulista Julia Santos, que estreou fazendo os recordes da primeira fase do Dream Tour 2023, nota 7,50 e 12,73 pontos. Ela vai enfrentar a paranaense Jessica Bianca. Já a disputa pela última vaga nas semifinais, será entre a cearense Yanca Costa, que mora no Rio de Janeiro, e a jovem paraibana Nalanda Carvalho.

SEXTA-FEIRA – Depois desses dois duelos femininos, a sexta-feira prossegue com a segunda fase masculina, que vai definir os classificados para as oitavas de final da primeira etapa da Divisão Principal da Confederação Brasileira de Surf em 2023. São 32 surfistas divididos nas primeiras 16 baterias homem a homem do Dream Tour. A batalha começa com um duelo paulista do número 4 no ranking da CBSurf em 2022, Marcos Correa, com Cauã Gonçalves.

O Dream Tour 2023 tem a Shell como a cota principal Coapresenta, a VIVO como Patrocinadora Master e a Gerdau como Patrocinadora. O Dream Tour é uma realização da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) e promoção da Dream Factory, que estão juntos resgatando a Divisão Principal do Circuito Brasileiro de Surfe, através da Lei de Incentivo ao Esporte do Governo Federal, por meio do Ministério do Esporte.

HIGHLIGHTS DO DIA:

Para saber tudo sobre o Dream Tour 2023, siga @dreamtoursurf no Instagram.

RESULTADOS DA QUINTA-FEIRA NO DREAM TOUR DE XANGRI-LÁ:

PRIMEIRA FASE – 1.a e 2.a avançam para as oitavas de final:

—–3.a=17.o lugar com 2.200 pontos e R$ 1.500 pela participação

1.a: 1-Maya Carpinelli (SC)=9.67, 2-Julia Duarte (RJ)=9.50, 3-Karol Ribeiro (RJ)=7.90

2.a: 1-Sol Carrion (BA)=11.00, 2-Larissa dos Santos (CE)=9.40, 3-Vitoria Carneiro (CE)=3.46

3.a: 1-Juliana dos Santos (CE)=9.73, 2-Diana Cristina (PB)=9.23, 3-Monik Santos (PE)=7.80

4.a: 1-Tainá Hinckel (SC)=11.80, 2-Nicole Santos (PE)=6.30, 3-Kayane Reis (RJ)=4.54

5.a: 1-Silvana Lima (CE)=9.00, 2-Potira Castaman (BA)=8.50, 3-Natalie Plachi (SC)=4.67

6.a: 1-Taís Almeida (RJ)=9.80, 2-Ana Lu Silva (PB)=7.17, 3-Kemily Sampaio (SP)=4.03

7.a: 1-Julia Santos (SP)=12.73, 2-Nalanda Carvalho (PB)=7.84, 3-Alexia Monteiro (SC)=6.73

8.a: 1-Yanca Costa (CE)=7.57, 2-Jessica Bianca (PR)=6.50, 3-Kiany Hyakutake (SC)=5.10

OITAVAS DE FINAL – 9.o lugar com 3.600 pontos e R$ 5.000:

1.a: Larissa dos Santos (CE) 6,96 x 6,23 Maya Carpinelli (SC)

2.a: Julia Duarte (RJ) 8,57 x 8,04 Sol Carrion (BA)

3.a: Juliana dos Santos (CE) 12,00 x 8,20 Nicole Santos (PE)

4.a: Tainá Hinckel (SC) 10,47 x 7,40 Diana Cristina (PB)

5.a: Silvana Lima (CE) 14,00 x 5,93 Ana Lu Silva (PB)

6.a: Taís Almeida (RJ) 8,47 x 5,40 Potira Castaman (BA)

PRÓXIMAS BATERIAS DO DREAM TOUR EM XANGRI-LÁ:

OITAVAS DE FINAL – 9.o lugar com 3.600 pontos e R$ 5.000:

7.a: Julia Santos (SP) x Jessica Bianca (PR)

8.a: Yanca Costa (CE) x Nalanda Carvalho (PB)

SEGUNDA FASE – 1.o e 2.o avançam para as oitavas de final:

—–3.o=17.o lugar com 2.200 pontos e prêmio de R$ 3.000

1.a: Marcos Correa (SP) x Cauã Gonçalves (SP)

2.a: Samuel Igo (PB) x Tales Araujo (SP)

3.a: Vitor Ferreira (RJ) x Kauã Hanson (PB)

4.a: Ian Gouveia (PE) x Wesley Leite (SP)

5.a: Heitor Alves (CE) x Luel Felipe (PE)

6.a: Peterson Crisanto (PR) x Willian Cardoso (SC)

7.a: José Francisco (PB) x Bino Lopes (BA)

8.a: Messias Felix (CE) x Robson Santos (SP)

9.a: Weslley Dantas (SP) x Michel Roque (CE)

10: Cauã Costa (CE) x Gustavo Borges (RS)

11: Douglas Silva (PE) x Daniel Templar (RJ)

12: Luiz Mendes (SC) x Thiago Eduardo (CE)

13: Edgard Groggia (SP) x Janninfer de Souza (CE)

14: Mateus Sena (RN) x Luan Ferreyra (PE)

15: Lucas Silveira (RJ) x Deyvson Santos (RN)

16: Krystian Kymerson (ES) x Renan Pulga (SP)

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias