Publicidade:

Documentário Brasil do Surfe reúne a elite do surf nacional

A WSL Studios apresenta sua primeira produção em formato longo no Brasil: intitulada ‘Brasil do Surfe’, o documentário reúne cenas e depoimentos emocionantes dos atletas que estão escrevendo a história do surf tupiniquim.

O filme estreou 8/9, às 22h, no canal de TV por assinatura ESPN Brasil. Nesta quinta, 9/9, a produção também será disponibilizada nas plataformas digitais da WSL – o site worldsurfleague.com e o canal da Liga Mundial de Surfe no YouTube, e também na plataforma de streaming Star+.

Com direção de Felipe Marcondes (que também assina a produção) e Loic Wirth, o documentário começa com as palavras do narrador, o cantor e compositor Gabriel, O Pensador: “O Brasil é tetracampeão do mundo. Definitivamente o Brasil é o país do surf. Mergulhar nessa história é encontrar os personagens que fizeram os sonhos de milhares de surfistas no Brasil se tornarem realidade”.

Em seguida, é exibida uma bateria de imagens dos bastidores de atletas, como o abraço entre Medina (ao ser campeão mundial) e o australiano Mick Fanning no mar, ambos chorando de emoção.

A emoção, aliás, dá o tom ao longo do filme, que prossegue com o narrador: “Até a pouco tempo o circuito mundial do surf era dominado por australianos, americanos, havaianos, inclusive Kelly Slater, americano da Flórida, 11 vezes campeão mundial. Mas foi a partir de 2014 que o mundo do surf passou a chamar de campeão diferentes nomes de atletas brasileiros”.

A referência se faz aos brasileiros consagrados campeões mundiais de surf, Gabriel Medina (2014 e 2018), Adriano de Souza (2015) e Italo Ferreira (2019). Hoje, o circuito mundial de surf tem 11 atletas brasileiros entre os Top 34 da categoria masculina; e a Tatiana entre as Top 17 do ranking feminino.

Foi durante a temporada do CT 2011 que Adriano de Souza entrou para a história como o primeiro surfista brasileiro a ser número 1 do mundo no ranking. Agora, em 2021, ele se despede do surf profissional e, por isso, é homenageado no filme com depoimentos de vários de seus amigos da elite, como Gabriel Medina, Miguel Pupo, Yago Dora, Jadson André e Filipe Toledo, além de Stephanie Gilmore e Kelly Slater. Todos falam sobre como Mineirinho brilhou em tempos difíceis, inclusive sofrendo preconceito por ser um surfista brasileiro. “Mineirinho me inspirou,” diz Medina, em certo momento.

“Estou encerrando carreira, mas olho para trás e sinto que fiz um bom papel. Esse é o reconhecimento,” conta o Mineiro. “Entrei em um momento do surf mundial onde não tínhamos prestígio e hoje a gente está no topo do mundo, no topo da tabela, e isso é super gratificante. Entrei no tour quando o que temos hoje parecia ser um sonho impossível… e sinto que tem um pouco de mim em cada um deles e delas”. Gabriel, o Pensador completa: “A trajetória de Mineirinho fica marcada na história do surfe mundial”.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias