Com emoção no final, Medina vence ‘velho rival’ e avança às quartas de final

Mais Lidas

Um dos favoritos ao ouro na estreia do surfe em Jogos Olímpicos, Gabriel Medina avança às quartas de final ao vencer o o australiano Julian Wilson pelas oitavas de final da competição, que está sendo disputada na praia de Tsurigasaki, em Ichinomiya, a cerca de 60km de Tóquio e garantiu vagas nas quartas de final.

Leia mais

“Eu sabia que eu ia ter um bateria difícil já nas oitavas porque só tem gente boa. Normalmente, eu vejo o Julian em semifinal, em final e nós já tivemos algumas boas baterias. O mar estava bem difícil”, disse Medina, que avança às quartas de final.

As condições climáticas mexeram muito com o mar em relação ao primeiro dia das disputas do surfe na Olimpíada de Tóquio-2020.

Na próxima fase, Medina volta a enfrentar o francês Michael Bourez. Na primeira eliminatória do surfe em Tóquio-2020, os dois disputaram a mesma bateria. Medina venceu e Bourez avançou na segunda colocação.

Em um duelo muito disputado com um velho conhecido do circuito mundial, Medina conseguiu um 7.50 em um aéreo logo no início da bateria e saiu na frente. O australiano conseguiu virar depois de pegar uma boa onda e emendar uma sequência de manobras.

Faltando 14 minutos para o final do confronto entre dois surfistas, Medina recebeu 6.83 depois de ume bela rasgada e reassumiu a liderança.

Nos últimos segundos da disputa, Wilson conseguiu pegar uma boa onda, recebeu 6.17, mas a pontuação não foi suficiente para superar Medina. Os juízes demoraram para liberar a nota do australiano e criou uma expectativa entre os competidores.

“Eu tava com medo. Eu já vi várias cenas dessa que vai para o outro lado, por isso nem comemorei. Mas pensei positivo”, comentou Medina.

Gabriel Medina e Julian Wilson tem um longo histórico de batalhas no circuito mundial de surfe. Em 2018, quando o brasileiro conquistou seu segundo título mundial, o australiano ficou com o vice-campeonato.

Além disso, os dois se enfrentaram em seis finais de etapas do Mundial, com três vitórias para cada lado. Medina ganhou na França (2011), Portugal (2017) e Havaí (2018), Já Wilosn venceu o brasileiro em Portugal (2012), Havaí (2014) e Taiti (2017).


Últimas Notícias