26 C
Papeete
segunda-feira, 15 julho, 2024
26 C
Papeete
segunda-feira, 15 julho, 2024

Chloé Calmon avança às oitavas de final em El Salvador

A brasileira Chloé Calmon e a peruana Maria Fernanda Reyes, passaram para as oitavas de final do Surf City El Salvador Longboard Classic apresentado por Corona em La Libertad, El Salvador. Maria Fernanda fez novos recordes com nota 8,40 e 15,73 pontos, superando todas as marcas até da categoria masculina nas longas direitas da quarta-feira em El Sunzal. Ela foi a primeira a ultrapassar a nota 7,83 e os 14,90 pontos, que Chloé tinha conseguido na abertura da repescagem. Mas, a japonesa Natsumi Taoka fechou o dia com a melhor apresentação em El Salvador, atingindo 15,90 pontos com notas 8,50 e 7,40.

Chloé Calmon e Maria Fernanda Reyes conseguiram as únicas classificações da América do Sul nas boas ondas de El Sunzal na quarta-feira. A brasileira foi a primeira a aproveitar a segunda chance de passar para as oitavas de final. Desta vez, ela achou boas ondas para mostrar toda a versatilidade do seu surfe, conseguindo alongar manobras como o “hang five” no bico do pranchão. Na melhor onda, Chloé Calmon recebeu nota 7,83, que somou com 7,07, para vencer a competidora de El Salvador, Sindy Portillo, por 14,90 a 10,43 pontos.

A peruana Maria Fernanda Reyes se destacou na quarta-feira em El Salvador. Foto: @WSL / Tommy Pierucki

As duas sul-americanas foram escaladas nas últimas baterias das oitavas de final do Surf City El Salvador Longboard Classic. A peruana Maria Fernanda Reyes vai enfrentar a havaiana Sophia Culhane na penúltima e a brasileira Chloé Calmon disputará a última vaga para as quartas de final com a norte-americana Kaitlin Mikkelsen. Dependendo de uma combinação de resultados, se vencer esse duelo, Chloé pode até confirmar sua vaga no grupo das top-8, para disputar o título mundial no Original Sprout Malibu Longboard Championships, no melhor dia de ondas no período de 3 a 13 de outubro em Malibu Beach.

Maria Fernanda Reyes segue viva nesta briga, mas já precisa chegar na final em El Salvador, para ultrapassar os 11.385 pontos das últimas colocadas nas top-8, as norte-americanas Mason Schremmer, Rachael Tilly e Avalon Gall. A peruana já liquidou uma havaiana nas primeiras ondas que surfou na quarta-feira de boas ondas em El Sunzal. Maria Fernanda começou forte com nota 7,33 e na segunda onda fez a melhor apresentação no Surf City El Salvador Longboard Classic até ali. Os juízes deram a maior nota do campeonato, 8,40, para a peruana fazer um novo recorde de pontos também, com a vitória massacrante por 15,73 a apenas 3,50 da havaiana Keani Canullo.

A outra sul-americana que disputou a repescagem na quarta-feira, foi a brasileira Luana Soares. A paulista de Ubatuba, foi barrada pela mesma norte-americana Kaitlin Mikkelsen, que tinha estreado junto com Chloé Calmon e vai voltar a enfrentar a carioca nas oitavas de final. Luana perdeu por 11,27 a 7,83 pontos e terminou em 17.o lugar no Surf City El Salvador Longboard Classic, sem passar nenhuma bateria nas direitas de El Sunzal, perfeitas para os pranchões.

Hang Ten de Matias Maturano com os 10 dedos dos pés no bico do pranchão. Foto: @WSL / Cait Miers

DERROTAS PERUANAS – Os dois peruanos que representaram a América do Sul na competição masculina, também não conseguiram aproveitar a segunda chance de classificação para as oitavas de final. O bicampeão mundial Piccolo Clemente, surfou bem novamente, mas, como na sua estreia em El Salvador, seu adversário fez os recordes do campeonato até ali. Piccolo ganhou 7,23 em sua melhor onda e totalizou 13,56 pontos, suficientes para vencer as quatro baterias da repescagem antes da dele. Só que o filipino Rogelio Jr Esquievel atingiu 15,16 pontos, somando notas 7,83 e 7,33.

O jovem Matias Maturano, que nesse ano festejou a sua primeira vitória na World Surf League, no Saquarema Surf Festival no Brasil, tentou de tudo para passar a sua bateria. Ele pegou onze ondas, porém as maiores notas que conseguiu foram 4,17 e 3,53. Já o norte-americano Kevin Skvarna, foi mais seletivo na escolha das melhores ondas e venceu por 12,50 a 7,70 pontos, somando uma nota 6,00 com o 6,50 da última que surfou na bateria. Matias e Piccolo também ficaram em 17.o lugar no campeonato, como Luana Soares.

NOVO FORMATO – A World Surf League está implantando um novo formato para decidir os títulos mundiais do Longboard. Ele foi inspirado no Rip Curl WSL Finals, que vem definindo os campeões das pranchinhas desde 2021 em Lower Trestles. A principal diferença é que, em vez dos top-5 e das top-5 dos rankings do Championship Tour (CT), serão os 8 melhores e as 8 melhores do Longboard Tour se classificando para disputar os títulos mundiais dos pranchões a partir deste ano.

A batalha final será no Original Sprout Malibu Longboard Championships, no melhor dia de ondas no período de 3 a 13 de outubro no icônico pico dos pranchões na Califórnia, Malibu Beach. O sistema mata-mata do longboard, será iniciado por dois confrontos com três competidores. Na primeira bateria, entram quem ficou em 6.o, 7.o e 8.o lugar. O vencedor avança para enfrentar o 4.o e 5.o colocados, com o primeiro pegando o 3.o do ranking no primeiro duelo eliminatório. Quem ganhar, disputa com o vice-líder, a chance de decidir o título mundial na melhor de 3 baterias com quem terminou em primeiro lugar no ranking das 3 etapas, que será definido agora em El Salvador.

OITAVAS DE FINAL DO SURF CITY EL SALVADOR LONGBOARD:

CATEGORIA FEMININA – Derrota=9.o lugar com US$ 750 e 3.320 pontos:
1.a: Kelis Kaleopaa (HAV) x Maya Glasenapp (FRA)
2.a: Mason Schremmer (EUA) x Avalon Gall (EUA)
3.a: Honolua Blomfield (HAV) x Natsumi Taoka (JPN)
4.a: Alice Lemoigne (FRA) x Zoe Grospiron (FRA)
5.a: Soleil Errico (EUA) x Roisin Carolan (AUS)
6.a: Rachael Tilly (EUA) x Tully White (AUS)
7.a: Sophia Culhane (HAV) x Maria Fernanda Reyes (PER)
8.a: Chloé Calmon (BRA) x Kaitlin Mikkelsen (EUA)

CATEGORIA MASCULINA – Derrota=9.o lugar com US$ 750 e 3.320 pontos:
1.a: Kaniela Stewart (HAV) x Kai Ellice-Flint (AUS)
2.a: Edouard Delpero (FRA) x Kevin Skvarna (EUA)
3.a: Kai Sallas (HAV) x Kaimana Takayama (EUA)
4.a: Ben Skinner (ING) x Richie Cravey (EUA)
5.a: Taylor Jensen (EUA) x John Michael Van Hohenstein (HAV)
6.a: Taka Inoue (JPN) x Rogelio Jr Esquievel (PHL)
7.a: Declan Wyton (AUS) x Steven Sawyer (AFR)
8.a: Tony Silvagni (EUA) x Cole Robbins (EUA)

RESULTADOS DA QUARTA-FEIRA EM EL SALVADOR:

PRIMEIRA FASE – 1.o=Oitavas de Final / 2.o e 3.o=Repescagem:
——–as 6 primeiras fecharam a terça-feira
7.a: 1-Edouard Delpero (FRA)=14.00, 2-Kevin Skvarna (EUA)=9.77, 3-Max Weston (AUS)=8.80
8.a: 1-Taka Inoue (JPN)=14.97, 2-Rogelio Jr Esquievel (PHL)=14.10, 3-John Michael Van Hohenstein (HAV)=12.10

REPESCAGEM – Derrota=17.o lugar com US$ 700 e 1.330 pontos:
1.a: Kaniela Stewart (HAV) 12,53 x 9,46 Amado de Jesus Alvarado (ELS)
2.a: Richie Cravey (EUA) 10,74 x 9,36 Chase Lieder (EUA)
3.a: Tony Silvagni (EUA) 13,33 x 8,40 Dorian Quesada Torres (CRC)
4.a: Steven Sawyer (AFR) 12,50 x 9,87 Nicolás Andrade (ESP)
5.a: Rogelio Jr Esquievel (PHL) 15,16 x 13,56 Piccolo Clemente (PER)
6.a: Kaimana Takayama (EUA) 9,50 x 9,47 Max Weston (AUS)
7.a: Kevin Skvarna (EUA) 12,50 x 7,70 Matias Maturano (PER)
8.a: John Michael Van Hohenstein (HAV) 15,50 x 11,16 Ben Considine (AUS)

REPESCAGEM – Derrota=17.o lugar com US$ 700 e 1.330 pontos:
1.a: Chloé Calmon (BRA) 14,90 x 10,43 Sindy Portillo (ELS)
2.a: Zoe Grospiron (FRA) 11,66 x 10,87 Liv Stokes (CAN)
3.a: Mason Schremmer (EUA) 12,76 x 8,77 Frankie Seely (EUA)
4.a: Kaitlin Mikkelsen (EUA) 11,27 x 7,83 Luana Soares (BRA)
5.a: Tully White (AUS) 11,50 x 11,20 Lindsay Steinriede (EUA)
6.a: Maria Fernanda Reyes (PER) 15,73 x 3,50 Keani Canullo (HAV)
7.a: Avalon Gall (EUA) 14,50 x 12,27 Crystal Hulett (AFR)
8.a: Natsumi Taoka (JPN) 15,90 x 12,63 Kirra Molnar (AUS)

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias