Publicidade:

Carissa Moore dá o troco em Tati Weston-Webb e título mundial será decidido na 3ª bateria

A segunda bateria da final de melhor de três entre Weston-Webb e Carissa Moore começou intensa.

Carissa não perdeu tempo e abriu forte a bateria. Mostrando bem mais confiança do que na bateria anterior, a havaiana escolheu uma boa direita trabalhada meticulosamente do início ao fim, que lhe redeu a nota 8.33. Weston-Webb surfou logo em seguida, mas acabou errando a finalização de sua primeira manobra.

Embalada, a havaiana surfou outra boa onda na sequência, deixando a brasileira, que tinha apenas 1.33 de sua primeira pontuação, em combinação.

Leia também:

+ Um guia para você acompanhar o Rip Curl WSL Finals

Mas a bateria, contudo, estava ainda no começo e Tati reagiu alguns minutos depois com um 7.93, que automaticamente a retirou da combinação.

A havaiana, contudo, mostrando muito mais sintonia com o mar do que na primeira bateria da final de três, não deu mole e logo fez um 5.83, seguido de um 7.67, mantendo liderança sobre Tati a uma vantagem considerável.

Precisando de um 8.68 para vencer a bateria, Tati não conseguiu encontrar as ondas que necessitava.

Nos instantes finais as duas surfaram boas ondas, mas Tati, perdendo um pouco do equilíbrio na primeira cavada, acabou perdendo velocidade. Mesmo assim, conseguiu surfar a onda até o final, conseguindo executar uma boa sequência de manobras para cravar 7.67, uma boa nota, mas não o suficiente para a virada.

Em sua onda, Carissa ainda arrancou um 8.33 e o placar ficou em 15.60 contra 17.26 em favor da havaiana.

As duas agora se enfrentarão no tira teima da final de melhor de três. Quem vencer será a campeã mundial de 2021.

A competição poder ser acompanhada ao vivo aqui em Hardcore.com.br e também através do site da World Surf League.


Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias