27 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024
27 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024

Cabeças de chave do Circuito Banco do Brasil de Surfe estreiam em mar desafiador em Maresias

Os cabeças de chave do Circuito Banco do Brasil de Surfe de São Sebastião, estrearam em um mar desafiador na sexta-feira de grandes ondas na Praia de Maresias. Foram realizadas as 16 baterias da segunda fase e Gabriel Klaussner segue defendendo a liderança no ranking do Circuito Banco do Brasil, que vale um convite para o Challenger Series de Saquarema. Os irmãos Miguel e Samuel Pupo também passaram as suas primeiras baterias e os 32 classificados vão se enfrentar na terceira fase, que começa às 8h00 deste  sábado.

Samuel Pupo ganhou o confronto que abriu a sexta-feira de céu nublado no litoral norte de São Paulo. As ondas subiram durante a noite e o mar amanheceu difícil para competir, com muita correnteza, mas alguns tubos já foram surfados na Praia de Maresias. Assim como seu irmão mais velho, Miguel Pupo, Samuca iniciou o ano de 2023 na elite do World Surf League (WSL) Championship Tour (CT) e acabou saindo no corte do meio da temporada. Mas, já venceu a primeira etapa do Challenger Series na Austrália e está encaminhando o seu retorno ao grupo dos melhores do mundo pelo ranking de acesso.

+ A fantástica história da Ocean Dome, a mega piscina de ondas japonesa que foi a falência

“Fazia muito tempo que a gente não tinha um QS aqui em Maresias e é muito tempo ver um campeonato de volta em casa”, disse Samuel Pupo. “A galera está amarradona e acho que vai ter altas ondas no campeonato. No momento, o mar está difícil e fica perigoso, porque não é fácil achar ondas boas. Às vezes, pode vir uma onda muito boa pro seu adversário e você não consegue se recuperar. Eu foquei em pegar qualquer onda que tivesse parede e surfar o melhor possível”.

Samuel Pupo se referiu ao tempo que São Sebastião não sediava uma etapa do World Surf League (WSL) Qualifying Series (QS). A última aconteceu em 2018 e foi vencida por um companheiro seu na elite do CT esse ano, Yago Dora. Entre os participantes desta quarta etapa do Circuito Banco do Brasil de Surfe, apenas dois já conquistaram títulos em Maresias, Miguel Pupo em 2015 e Deivid Silva em 2017. Este é o primeiro QS que Samuca disputa nessa temporada e estreou na bateria que tinha outro brasileiro do Challenger Series 2023. Mas, o capixaba Rafael Teixeira acabou sendo eliminado em terceiro lugar, pelo guarujaense Gabriel André.

Outro surfista que mora na Praia de Maresias e está no Challenger Series é Ian Gouveia, campeão da primeira etapa do Circuito Banco do Brasil de Surfe 2023 em Saquarema. Ian e o recordista da quinta-feira, o também local de Maresias, Murillo Coura, derrotaram dois surfistas de outros países, o uruguaio Martin Ottado e o venezuelano Rene Enrique Ojeda Rivero. Ian Gouveia também ficou feliz com o retorno de São Sebastião ao calendário da World Surf League.

“Estou amarradão de estar em Maresias competindo num QS de novo. Fazia tempo que não tinha um aqui, o último foi em 2018 e tá irado, tem altas ondas”, disse Ian Gouveia. “Agora está uma briga com o oceano lá dentro, porque a arrebentação é sinistra aqui em Maresias. A correnteza está forte, então tem que remar bastante o tempo todo. Se você der azar, perde muito tempo na arrebentação. Mas, tenho treinado bastante nessas condições, a remada também, porque um dia como hoje, a gente tem que estar preparado. Espero fazer boas baterias e conseguir um bom resultado em casa”.

Maresias Circuito Banco do Brasil de Surfe
Miguel Pupo voltando a competir após 5 meses tratando de uma lesão. Foto: @WSL / Daniel Smorigo

CAMPEÕES EM MARESIAS – Uma das baterias mais aguardadas do dia, foi a nona com dois surfistas que já festejaram vitórias em etapas do QS na Praia de Maresias, Miguel Pupo em 2015 e Deivid Silva em 2017. Ambos já fizeram parte da elite da WSL e Miguel perdeu sua vaga esse ano, por causa da contusão sofrida no início da temporada. Ele só está voltando a competir agora e conseguiu se classificar, mas só surfou duas ondas e a última no minuto final da bateria.

“Eu queria ter surfado mais um pouco, só que o mar está difícil, a maré enchendo, então a correnteza ficou muito mais forte. Mas, bateria é assim mesmo”, disse Miguel Pupo. “Eu sabia que precisava de pouco para passar no final da bateria. Então, fiquei procurando uma onda de uma manobra só mesmo e consegui pegar. Mas tá tranquilo, avançar em primeiro ou segundo dá na mesma, porque o importante é estar no jogo. Se for pra passar em segundo até a final, vou ficar feliz”.

RECORDES DO DIA – Ao contrário de Miguel Pupo, Deivid Silva pegou mais ondas e registrou um novo recorde de 13,33 pontos para esta quarta etapa do Circuito Banco do Brasil de Surfe. É um placar baixo ainda, porque as condições do mar foram bem difíceis nos dois primeiros dias. A maior nota até agora é 7,17, que Diego Aguiar igualou do Murillo Coura, com seu ataque de backside numa direita em Maresias. As duas computadas pelo DVD foram 6,83 e 6,50. O seu primo, Eduardo Motta, estava avançando junto com ele, até Miguel Pupo achar uma onda no último minuto para se classificar em segundo.

Maresias Circuito Banco do Brasil de Surfe
Deivid Silva entrevistado pela big-rider Michelle des Bouillons na transmissão ao vivo. Foto: @WSL / Daniel Smorigo

“O mar tá bem difícil, a correnteza bem forte, mas tem altas ondas e estou feliz de ter passado”, disse Deivid Silva. “Essa semana não foi muito boa pra mim, porque acabei pegando uma virose e só voltei a surfar hoje, então estou exausto. Mas, consegui pegar duas ondas boas e sabia que a bateria era difícil, contra o Miguel (Pupo) e o meu primo (Eduardo Motta), que é um cara perigoso também. Tenho lembranças muito boas daqui, venci um QS 3000 em 2017 e vai ter altas ondas no fim de semana, então espero poder surfar em boas condições. Mas só de ter altas ondas, já está ótimo”.

LÍDER DO RANKING – Na sexta-feira, o jovem ubatubense Gabriel Klaussner, 18 anos, começou a defender a liderança no ranking do Circuito Banco do Brasil de Surfe, que vale um convite para a etapa brasileira do Challenger Series, o Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil, que será realizado nos dias 14 a 21 de outubro na Praia de Itaúna. Ele já ganhou esse prêmio no ano passado e espera repetir o feito agora em Maresias. Além disso, ocupa a sétima posição no ranking regional da WSL South America, que classifica sete surfistas para o Challenger Series 2024.

Gabriel Klaussner está nas duas batalhas e seus principais concorrentes na briga pelo primeiro lugar no ranking do Circuito Banco do Brasil já haviam se classificado, o cearense Cauã Costa que assumiu a vice-liderança e o paulista Rodrigo Saldanha, sexto colocado. Isso porque Mateus Herdy, que caiu para terceiro, Rafael Teixeira e Ian Gouveia, que dividem a quarta posição, já fazem parte do Challenger Series, então não disputam o convite para a etapa de Saquarema. Gabriel achou boas ondas para vencer o confronto paulista com Cauã Gonçalves, Matheus Neves e Gustavo Araujo.

“Eu estava meio nervoso na bateria, porque o mar está bem difícil. Mas, consegui achar duas ondas pra liderar a bateria e avançar para a próxima fase”, disse Gabriel Klaussner. “Eu sempre venho pra Maresias, já morei aqui e é como uma segunda casa pra mim. Esse campeonato é muito importante pra mim e quero continuar avançando as baterias, para manter minhas colocações. O objetivo é ficar dentro do grupo pra entrar no Challenger Series e ganhar o ranking do Banco do Brasil de novo”.

SÁBADO DE BOAS ONDAS – Dos 64 surfistas que competiram na sexta-feira, 32 se classificaram para a terceira fase do Circuito Banco do Brasil de Surfe em São Sebastião. Ela começa as 8h00 do sábado em Maresias e a previsão é de ondas bem melhores, calor e praia cheia para assistir grandes estrelas do surfe brasileiro se enfrentando em baterias decisivas. No sábado, serão definidos os 8 classificados para as quartas de final masculinas e as 4 semifinalistas da categoria feminina, que disputarão os títulos no domingo.

A primeira bateria do dia terá dois ex-tops da elite do CT, Samuel Pupo e Alex Ribeiro, contra dois surfistas que estão na briga direta por vaga no grupo dos 7 primeiros do ranking regional da WSL South America, que se classificam para o Challenger Series 2024, o argentino Nacho Gundesen e o jovem paulista Rodrigo Saldanha. Já o número 7 deste ranking e líder do Circuito Banco do Brasil, Gabriel Klaussner, terá uma parada duríssima no sexto confronto do sábado, contra Miguel Pupo, Edgard Groggia campeão da etapa passada na Bahia e o jovem paranaense Lukas Camargo.

As meninas também voltam a competir no sábado, com a líder dos dois rankings, Tainá Hinckel, enfrentando a vice-líder do regional da WSL South America e local de Maresias, Sophia Medina, além da argentina Vera Jarisz quinta colocada e da atual campeã paulista, Sol Carrion. São 16 surfistas divididas em 4 baterias, com as duas melhores em cada avançando para as quartas de final, que vão fechar o sábado em São Sebastião.

O Circuito Banco do Brasil de Surfe 2023 é uma realização da WSL Latin America e esta quarta etapa, com status QS 1000 na Praia de Maresias, acontece com patrocínio do Banco do Brasil e o importante apoio da Prefeitura Municipal de São Sebastião. A competição é transmitida ao vivo pelo perfil da @WSLBrasil no TikTok e pelo WorldSurfLeague.com e Aplicativo da WSL.

PRÓXIMAS BATERIAS DO CIRCUITO BANCO DO BRASIL DE SURFE:

TERCEIRA FASE – 3.o=17.o lugar (200 pts) e 4.o=25.o lugar (150 pts):
1.a: Samuel Pupo (BRA), Alex Ribeiro (BRA), Rodrigo Saldanha (BRA), Nacho Gundesen (ARG)
2.a: Gabriel André (BRA), Thiago Camarão (BRA), Eric Bahia (BRA), Diego Aguiar (BRA)
3.a: Ian Gouveia (BRA), Leo Casal (BRA), Cauã Costa (BRA), Fernando Junior (BRA)
4.a: Murillo Coura (BRA), Valentin Neves (BRA), Luan Hanada (BRA), Mateus Sena (BRA)
5.a: Deivid Silva (BRA), Ryan Kainalo (BRA), Cauã Gonçalves (BRA), John Muller (BRA)
6.a: Miguel Pupo (BRA), Edgard Groggia (BRA), Gabriel Klaussner (BRA), Lukas Camargo (BRA)
7.a: Marcos Correa (BRA), Gustavo Henrique (BRA), Philippe Neves (BRA), Fabricio Rocha (BRA)
8.a: Heitor Mueller (BRA), Kaue Germano (BRA), Daniel Adisaka (BRA), Cauet Frazão (BRA)

SEGUNDA FASE – 3.a=9.o lugar (350 pts) e 4.a=13.o lugar (295 pts):
1.a: Tainá Hinckel (BRA), Sophia Medina (BRA), Vera Jarisz (ARG), Sol Carrion (BRA)
2.a: Daniella Rosas (PER), Melanie Giunta (PER), Bruna Carderelli (BRA), Luiza Savoi (BRA)
3.a: Laura Raupp (BRA), Arena Rodriguez Vargas (PER), Camila Sanday (PER), Juliana dos Santos (BRA)
4.a: Isabelle Nalu (BRA), Yanca Costa (BRA), Yasmin Neves (BRA), Maya Carpinelli (BRA)

RESULTADOS DA SEXTA-FEIRA NO CIRCUITO BANCO DO BRASIL DE SURFE:

SEGUNDA FASE – 3.o=33.o lugar (66 pts) e 4.o=49.o lugar (60 pts):
1.a: 1-Samuel Pupo (BRA), 2-Gabriel André (BRA), 3-Rafael Teixeira (BRA), 4-Guilherme Fernandes (BRA)
2.a: 1-Alex Ribeiro (BRA), 2-Thiago Camarão (BRA), 3-Vitor Ferreira (BRA), 4-Gustavo Mattos (BRA)
3.a: 1-Eric Bahia (BRA), 2-Rodrigo Saldanha (BRA), 3-Matheus Gomes (BRA), 4-Davi Reina (BRA)
4.a: 1-Diego Aguiar (BRA), 2-Nacho Gundesen (ARG), 3-Davi Silva (BRA), 4-Kalani Robles (BRA)
5.a: 1-Ian Gouveia (BRA), 2-Murillo Coura (BRA), 3-Martin Ottado (URU), 4-Rene Enrique O. Rivero (VEN)
6.a: 1-Leo Casal (BRA), 2-Valentin Neves (BRA), 3-Lucas Di Giorge (BRA), 4-Pedro Muller (BRA)
7.a: 1-Luan Hanada (BRA), 2-Cauã Costa (BRA), 3-Caio Costa (BRA), 4-João Ferreira (BRA)
8.a: 1-Mateus Sena (BRA), 2-Fernando Junior (BRA), 3-Daniel Duarte (BRA), 4-Vini Palma (BRA)
9.a: 1-Deivid Silva (BRA), 2-Miguel Pupo (BRA), 3-Eduardo Motta (BRA), 4-Alexander Vieira (BRA)
10: 1-Ryan Kainalo (BRA), 2-Lukas Camargo (BRA), 3-Isaac Silva (BRA), 4-Yuri Kubota (BRA)
11: 1-Gabriel Klaussner (BRA), 2-Cauã Gonçalves (BRA), 3-Matheus Neves (BRA), 4-Gustavo Araujo (BRA)
12: 1-Edgard Groggia (BRA), 2-John Muller (BRA), 3-Gabriel Arturo Vargas (PER), 4-João Vitor da Silva (BRA)
13: 1-Marcos Correa (BRA), 2-Cauet Frazão (BRA), 3-Takeshi Oyama (BRA), 4-Marcell Neves (BRA)
14: 1-Gustavo Henrique (BRA), 2-Kaue Germano (BRA), 3-Davi Raimundo (BRA), 4-Caio Okamoto (BRA)
15: 1-Heitor Mueller (BRA), 2-Philippe Neves (BRA), 3-Diego Meinha (BRA), 4-Ryan Martins (BRA)
16: 1-Daniel Adisaka (BRA), 2-Fabricio Rocha (BRA), 3-Felipe Ribeiro (BRA), 4-Cauã Carriel (BRA)

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias