Publicidade:

Brasileiros cobram Volcom por agressão a Michael Rodrigues

Relatos de “chefão” da marca garantindo briga entre Tanner Hendrickson e Michael Rodrigues e de comemorações na Volcom House enfurecem internautas brasileiros

Por Redação HC

A Volcom, marca que se hospeda numa mais famosas casas do North Shore de Oahu, em frente a Pipeline, está sendo cobrada por brasileiros nas redes sociais para que se posicione e tome atitudes contra o episódio de violência protagonizado nesta quarta entre o havaiano Tanner Hendrickson e o brasileiro Michael Rodrigues.

Isso porque a Volcom House foi praticamente um dos personagens do episódio, que teve mais cara de agressão do que de briga. Toda a cena acontece em um corredor ao lado da casa.

Segundo relatos de pelo menos duas testemunhas a que a HARDCORE teve acesso, pessoas ligadas à marca – um dos relatos descreve como “chefão da Volcom” – estavam ao lado do havaiano Tanner Hendrickson no momento em que a briga começou, numa posição quase de guarda-costas.

Veja também: “Michael me manipulou e levou a melhor”, diz Tanner Hendrickson

Como fica claro no vídeo, eles impediram que o brasileiro Marcelo Trekinho separasse os dois e garantiram que nenhuma outra pessoa fosse interferir na briga.

Segundo um desses relatos, após a briga, Tanner entrou na Volcom House, de onde podia-se ouvir, desde a areia, gritos e urros de comemoração.

Embora não se tenha certeza da ligação das pessoas que aparecem na cena com a marca, a ligação do grupo com outros episódios históricos de localismo no North Shore não depõe a seu favor.

“E ai, não vão postar o vídeo do ‘chefão’ passando um pano para havaiano bater no Michael Rodrigues?”, diz um dos comentários. “Que vergonha para a marca”, continua.

“Volcom no Brasil vai ter que mudar de nome. Já era”, diz outro.

“Marca que apoia e dá suporte a violência tem que ser banida. Não gasto um centavo meu com vocês”, diz ainda um outro, entre dezenas de comentários na perfil Volcom Brasil no Instagram.

Até o momento em que esta matéria foi redigida, a marca não havia emitido nenhuma nota oficial sobre o caso.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias