24 C
Papeete
quarta-feira, 22 maio, 2024
24 C
Papeete
quarta-feira, 22 maio, 2024

Brasil para nas semis do MEO Rip Curl Pro Portugal; Colapinto e Defay vencem etapa

Os surfistas brasileiros se despediram do MEO Rip Curl Pro Portugal, terceira etapa do Championship Toiur da WSL, nas semifinais. Ambos, Gabriel Medina e Tatiana Weston-Webb, ficaram a uma bateria da grande final.

Disputando a semifinal contra Griffin Colapinto (EUA), Medina saiu na frente com uma onda de 7.17. O estadunidense respondeu com um 7.83. Com 15 minutos corridos, Griffin surfou para um 6.17, assumindo a liderança. Para piorar, Medina quebrou a prancha na sequência, perdendo minutos importantes na bateria.

Precisando de 6.84 para virar, Gabriel viu a sua situação complicar de vez após um 7.67 bem valorizado de Colapinto. Por conta da onda, o brasileiro passou a ficar a um 8.33 da virada a nove minutos do fim. A poucos segundos do término, Gabriel entrou numa grande onda, o brasileiro acertou uma forte rasgada no crítico da onda, em seguida, mandou um bom floater e finalizou com um pequeno aéreo reverse no inside. A nota foi um 7.77 e o brasileiro acabou eliminado por 15.50 a 14.94.

Antes disso, a brasileira Tatiana Weston-Webb também acabou sendo derrotada pela australiana Tyler Wright na primeira seminfinal do feminino.

A brasileira surfou bem, mas não conseguiu encontra uma onda com potencial no difícil mar de Supertubos na manhã de sábado. Com cinco notas válidas, na somatória de Tati ficou com total de 11.30 (6.33 + 4.97), enquanto Wright avançou a decisão com 13.36 (6.43 + 6.93) da etapa de Peniche da WSL.

Na final, porém, acabou derrotada pela francesa Johanne Defay que venceu pela primeira vez em Portugal e é a primeira atleta europeia a ganhar em Peniche, fez 10,83 pontos (em 20 possíveis) nas duas melhores ondas (5,50 e 5,33), contra os 5,50 (3,33 e 2,17) da adversária.

Johanne Defay comemorou muito a vitória. Foto: Thiago Diz/World Surf League

A francesa, que já liderava a disputa desde a meta do confronto, sacramentou sua vitória aos 25 minutos, ampliando ampliou a vantagem para 7.00 pontos. As duas voltaram a surfar quando restavam 8 minutos para o fim. Johanne escolheu uma boa esquerda que lhe rendeu a nota 5.33. Tyler tentou dar o troco, mas caiu na primeira manobra. A australiana, precisando de uma nota 7.50 para vencer não conseguiu a virada.Na final masculina, Griffin encarou o australiano Ethan Ewing. O estadunidense liderou desde o início. Primeiro, com fazendo de 6.67 pontos em sua segunda onda na bateria, emendando com duas manobras fortes de backside que lhe renderam 7.10 pontos cada, ampliando sua vantagem para 13.77 pontos. No meio da bateria, Ethan Ewing conseguiu uma boa pontuação com duas batidas em uma esquerda, reduzindo a diferença para 6.37 pontos.

O australiano tentou recuperar a liderança aos 23 minutos, mas falhou em sua tentativa. Aos 25 minutos, Griffin conseguiu uma nota alta em uma direita, aumentando ainda mais sua vantagem. Ethan precisava de 7.98 pontos para vencer, mas foi Griffin quem conseguiu a melhor nota do evento, 9.67, garantindo a vitória com uma pontuação final de 17.94 contra 11.13 pontos de Ewing.

MEO Pro Portugal 2024 – Resultados de sábado

Final Masculina

Griffin Colapinto (EUA) 17.94 x 11.13 Ethan Ewing (AUS)

Semifinais

1 Ethan Ewing (AUS) 13.00 x 10.97 Crosby Colapinto (EUA)

2 Griffin Colapinto (EUA) 15.50 x 14.94 Gabriel Medina (BRA)

Quartas de final

1 Crosby Colapinto (EUA) 12.27 x 9.00 Jake Marshall (EUA)

2 Ethan Ewing (AUS) 14.17 x 7.67 Ramzi Boukhiam (MAR)

Gabriel Medina (BRA) 18.00 x 14.13 Leonardo Fioravanti (ITA)

4 Griffin Colapinto (EUA) 13.43 x 7.46 Joan Duru (FRA)

Final Feminina

Johanne Defay (FRA) 10.83 x 5.50 Tyler Wright (AUS)

Semifinais

1 Tyler Wright (AUS) 13.36 x 11.30 Tatiana Weston-Webb (BRA)

2 Johanne Defay (FRA) 14.54 x 11.93 Lakey Peterson (EUA)

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias