25 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024
25 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024

Brasil ganha três dos quatro títulos do Punta Rocas Open Pro no Peru

A segunda edição do Punta Rocas Open Pro apresentado por Vissla foi encerrada com o Brasil ganhando a maioria dos títulos decididos neste domingo no Estádio do Surf do Peru. Laura Raupp festejou o bicampeonato na etapa do World Surf League (WSL) Qualifying Series (QS), com Heitor Mueller ganhando a decisão brasileira com Caio Costa. Na categoria Junior Sub-20, Ryan Kainalo também foi bicampeão na final contra Heitor Mueller e Sol Aguirre conseguiu a única vitória peruana nas ondas de Punta Rocas esse ano, sobre Isabelle Nalu.

A segunda vitória de Laura Raupp no Punta Rocas Open Pro esse ano, foi contra a peruana Daniella Rosas, que recebeu seu terceiro troféu de campeã sul-americana da WSL South America nesse evento, junto com Miguel Tudela. No ano passado, Daniella venceu o título Junior em casa, mas Laura Raupp surfou a melhor onda da final, que abriu uma parede mais longa para combinar batidas e rasgadas, executadas com pressão e velocidade. Os juízes deram nota 9,00, que confirmou o bicampeonato da Laura Raupp no QS 1000, por 13,43 a 11,40 pontos da Daniella Rosas.

+ Silvana Lima e Ian Gouveia faturam etapa inaugural do Dream Tour em Xangri-lá

“Estou muito feliz, tem boas ondas e fiquei nervosa por estar com a Daniella (Rosas). Ela é uma surfista muito boa, estamos sempre competindo juntas, no Brasil, em Panamericanos, então estou muito feliz em ganhar o campeonato pela segunda vez”, disse Laura Raupp. “Essa é a minha primeira viagem de 2023 e está sendo muito boa. Eu só quero surfar, continuar fazendo o que eu amo e conquistar bons resultados no QS, no Pro Junior e voltar para o Challenger”.

Punta Rocas Open Pro no Peru
A catarinense Laura Raupp conquistou o bicampeonato no QS 1000 do Peru. Foto: Mino Swayne / ZSports

O catarinense Heitor Mueller se destacou no Punta Rocas Open Pro quando derrotou o invicto Miguel Tudela, primeiro peruano a ser campeão sul-americano, ganhando as cinco etapas da WSL South America que participou no ano passado. No domingo, ganhou de outro favorito ao título nas semifinais, Alonso Correa. O peruano lidera o ranking regional de 2023/2024, desde a vitória na etapa que abriu a temporada no Equador. Heitor Mueller ganhou a final brasileira do QS 1000 com Caio Costa no Peru e divide o segundo lugar com o argentino Nacho Gundesen, campeão da etapa de Mar del Plata.

“Estou muito feliz, foi um campeonato alucinante pra mim, aprendi muita coisa e essa onda é muito boa. Eu estou treinando pra caramba e eu amo essa onda, com direitas e esquerdas e estou até tremendo, de tanta energia, tanta coisa boa que aconteceu esse dia”, disse Heitor Mueller. “Na final da Junior, o Ryan Kainalo achou duas ondas muito boas e foi mérito dele, ter ganho a bateria. Isso acontece, nem toda final, o cara vai ser campeão. E para essa final do QS, eu mantive a estratégia e eu estou muito feliz mesmo de ter dado certo”.

Heitor Mueller fez duas finais e ganhou o título do QS 1000. Foto: Lorenzo Bazo / ZSports

Heitor Mueller foi o único a decidir dois títulos no domingo, entre os três brasileiros que disputaram duas semifinais no último dia do Punta Rocas Open Pro. A primeira classificação foi na Junior Sub-20, com o mesmo Caio Costa que enfrentou na final brasileira do QS 1000. Ryan Kainalo passou por Fabricio Rocha na outra semifinal e surfou a melhor onda da decisão do título com Heitor Mueller. A nota 8,83 recebida, confirmou o bicampeonato de Ryan Kainalo na categoria Junior.

“Estou muito feliz. Acabei ficando na semifinal do QS e me deu muita vontade de ganhar a Junior de novo. Eu ganhei no ano passado, então repeti os mesmos resultados, porque fiquei em terceiro de novo no QS e ganhei a Junior”, disse Ryan Kainalo. “Eu estava muito confiante nesse evento e quero agradecer a todo mundo que ficou assistindo, meus patrocinadores, família. Estou muito contente e o ano está começando agora, então vou tentar manter essa constância nos próximos eventos”.

Ryan Kainalo conquistou o bicampeonato Junior no Punta Rocas Open Pro. Foto: Lorenzo Bazo / ZSports

FINAIS FEMININAS – Os títulos femininos do Punta Rocas Open Pro foram decididos em dois confrontos diretos entre Peru e Brasil e cada país ganhou um. Na categoria Sub-20, a tetracampeã sul-americana Junior da WSL South America, Sol Aguirre, venceu o duelo peruano com Arena Rodriguez Vargas na semifinal e a decisão do título com Isabelle Nalu. Sol surfou a melhor onda na final e ganhou seu primeiro troféu de campeã nas ondas de Punta Rocas.

“É incrível conseguir mais uma vitória e agradeço a todo o povo peruano, que manda uma boa energia pra gente”, disse Sol Aguirre. “Eu tenho treinado bastante, sinto que estou surfando bem e queria ter surfado ondas melhores, mas o mar está um pouco complicado. No ano passado, eu não ganhei nada, agora estou aqui. É sempre bom ter eventos para competir no seu país. Acredito que nós do Peru, estamos mostrando nosso surfe, conseguindo bons resultados, então seria incrível se tivessem mais eventos aqui, com mais pontos para a gente disputar em casa”.

Sol Aguirre conquistou a única vitória do Peru em Punta Rocas esse ano. Foto: Mino Swayne / ZSports

A vitória de Sol Aguirre na primeira final do domingo, foi a única do Peru no Punta Rocas Open Pro. Depois, só deu Brasil, com dois bicampeonatos seguidos, do Ryan Kainalo na Junior e Laura Raupp no QS 1000. A temporada 2023/24 da WSL South America começou no Equador, passou pela Argentina, Peru e o próximo destino é o Brasil. A terceira edição do Saquarema Surf Festival vai abrir o Circuito Banco do Brasil de Surfe esse ano, com etapas do QS 5000, Junior e Longboard, todas combinadas com homens e mulheres competindo na semana de 24 a 30 de abril na Praia de Itaúna.

HIGHLIGHTS AS FINAIS:

RESULTADOS DO ÚLTIMO DIA DO PUNTA ROCAS OPEN PRO:

DECISÃO DO QS 1000 MASCULINO:
Campeão: Heitor Mueller (BRA) por 14,43 pts (8,33+6,10) – 1.000 pontos
Vice-campeão: Caio Costa (BRA) com 7,63 pts (4,83+2,80) – 800 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com 650 pontos:
1.a: Heitor Mueller (BRA) 14,57 x 13,76 Alonso Correa (PER)
2.a: Caio Costa (BRA) 14,43 x 12,83 Ryan Kainalo (BRA)

DECISÃO DO QS 1000 FEMININO:
Campeã: Laura Raupp (BRA) por 13,43 pts (9,00+4,43) – 1.000 pontos
2.o lugar: Daniella Rosas (PER) com 11,40 pts (6,83+4,57) – 800 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com 650 pontos:
1.a: Daniella Rosas (PER) 11,73 x 7,60 Luara Mandelli (BRA)
2.a: Laura Raupp (BRA) 14,73 x 14,33 Sol Aguirre (PER)

DECISÃO JUNIOR MASCULINO:
Bicampeão: Ryan Kainalo (BRA) por 15,70 pts (8,83+6,87) – 1.000 pontos
2.o lugar: Heitor Mueller (BRA) com 13,23 pts (7,23+6,00) – 800 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com 650 pontos:
1.a: Ryan Kainalo (BRA) 13,06 x 12,54 Fabricio Rocha (BRA)
2.a: Heitor Mueller (BRA) 13,77 x 11,67 Caio Costa (BRA)

DECISÃO JUNIOR FEMININA:
Campeã: Sol Aguirre (PER) por 14,66 pts (7,83+6,83) – 1.000 pontos
2.o lugar: Isabelle Nalu (BRA) com 9,23 pts (5,33+3,90) – 800 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com 650 pontos:
1.a: Sol Aguirre (PER) 12,67 x 5,60 Arena Rodriguez Vargas (PER)
3.a: Isabelle Nalu (BRA) 14,17 x 13,90 Laura Raupp (BRA)

RANKINGS SUL-AMERICANOS DE 2023/2024 DA WSL SOUTH AMERICA:

TOP-10 DO QS MASCULINO – 3 etapas:
1.o: Alonso Correa (PER) – 1.650 pontos
2.o: Nacho Gundesen (ARG) – 1.000
2.o: Heitor Mueller (BRA) – 1.000
4.o: Rodrigo Saldanha (BRA) – 850
5.o: Mateus Herdy (BRA) – 800
5.o: Caio Costa (BRA) – 800
5.o: Daniel Adisaka (BRA) – 800
8.o: Roberto Araki (CHL) – 795
9.o: Samuel Joquinha (BRA) – 716
10: Ryan Kainalo (BRA) – 650
10: Martin Ottado (URU) – 650
10: Maximiliano Saenz (ECU) – 650
10: Julian Honores (ARG) – 650

TOP-10 DO QS FEMININO – 3 etapas:
1.a: Arena Rodriguez Vargas (PER) – 2.300 pontos
2.a: Kalea Gervasi (PER) – 1.500
3.a: Brianna Barthelmess (PER) – 1.350
4.a: Sophia Medina (BRA) – 1.150
4.a: Melanie Giunta (PER) – 1.150
4.a: Julia Duarte (BRA) – 1.150
7.a: Dominic Barona (ECU) – 1.000
7.a: Laura Raupp (BRA) – 1.000
9.a: Vera Jarisz (ARG) – 850
10: Daniella Rosas (PER) – 800
10: Victoria Muñoz Larreta (ARG) – 800

TOP-5 DO JUNIOR MASCULINO – 1 etapa:
1.o: Ryan Kainalo (BRA) – 1.000
2.o: Heitor Mueller (BRA) – 800
3.o: Caio Costa (BRA) – 650
3.o: Fabricio Rocha (BRA) – 650
5.o: Samuel Joquinha (BRA) – 500
5.o: Rodrigo Saldanha (BRA) – 500
5.o: Renan Rodrigues (BRA) – 500
5.o: Cauet Frazão (BRA) – 500

TOP- 5 DO JUNIOR FEMININO – 1 etapa:
1.a: Sol Aguirre (PER) – 1.000 pontos
2.a: Isabelle Nalu (BRA) – 800
3.a: Laura Raupp (BRA) – 650
3.a: Arena Rodriguez Vargas (PER) – 650
5.a: Sophia Medina (BRA) – 500
5.a: Sophia Gonçalves (BRA) – 500
5.a: Luara Mandelli (BRA) – 500
5.a: Sofia Artieda (PER) – 500

 

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias