Brasil estreia no skate street masculino neste sábado

Mais Lidas

Um das novidades da Olimpíada de Tóquio-2020, o skate terá suas primeiras disputas estreia neste sábado. O street será a primeira modalidade em disputa, e o Brasil estreia no skate com três representantes: Kelvin Hoefler, Felipe Gustavo e Giovanni Viana nesta categoria, todos com chances de pódio.

A fase preliminar começa às 20h30 (horário do Brasil) e a final será disputada a partir da 0h25 (horário do Brasil).

Leia mais

Vice-campeão mundial em 2018 e campeão do X Games em 2017, o paulista Kelvin Hoefler é um dos destaques do skate brasileiro no street. No Mundial deste ano, disputado no Japão, Kelvin ficou em quinto e tem totais chances de subir ao pódio.

Natural de Brasília, Felipe Gustavo, de 30 anos, começou cedo no esporte. Aos 15 anos, mudou-se para Los Angeles e desde então vem construindo sua carreira. O resultado desse esforço é vaga conquistada na equipe brasileira. Um de seus melhores resultados foi o terceiro lugar no Mundial de 2018, disputado no Rio.

“Acho que isso é uma grande vitória para a nossa modalidade, para o nosso esporte. É incrível. Difícil falar muito. Só quem veio para cá sabe como é. Uma sensação incrível”, comentou Felipe Gustavo.

Novato

Outro representante da categoria é Giovanni Viana, de 20 anos, que tornou-se profissional no ano passado. Antes mesmo de se profissionalizar, o skatista, que nasceu em Santo André, no ABC paulista, conquistou um bom resultado ao ficar em 4º no WS SLS World Tour, competição mundial com etapas em diversos países.

A estreia do street feminino será no dia 25 de julho. A fase preliminar será disputada também às 20h30 (horário de Brasília) e a final a partir das 0h25 (horário de Brasília).

O Brasil estreia no skate e entra forte na disputa, pois conta com três skatistas de alto nível: Pâmela Rosa, atual líder do ranking e campeã mundial em 2019; Rayssa Leal, vice em 2019 e bronze no Mundial deste ano, e Letícia Bufoni, que conquistou 12 medalhas no X Games, sendo seis de ouro.

“Só espero poder mostrar o skate como realmente é. Poder mostrar a cultura. E não só vir aqui com foco de ganhar uma medalha, mas, sim, mostrar que o skate não é apenas um esporte. O skate é um estilo de vida. E no fim do dia a gente é uma família muito grande”, disse Leticia Bufoni, uma das mais encantadas com a Vila Olímpica e com os Jogos de Tóquio-2020.

Park

Já a modalidade Park será disputada no dia 3 de agosto (feminino) e 4 de agosto (masculino), nos mesmos horários. A equipe masculina conta com Luizinho, vice-campeão mundial em 2019, Pedro Quintas, 3º em 2019, além de Pedro Barros, que possui 12 títulos na categoria, incluindo o Mundial de 2018.


Últimas Notícias