25 C
Papeete
terça-feira, 23 julho, 2024
25 C
Papeete
terça-feira, 23 julho, 2024

Boas ondas na abertura do CBSurf São Chico Pro

O CBSurf São Chico Pro apresentado pela Prefeitura de São Francisco do Sul foi iniciado na quinta-feira, com 80 surfistas de 11 estados do país estreando nas boas ondas da Prainha. Nas 24 baterias realizadas, 48 já foram eliminados no primeiro dia e 32 avançaram para a segunda fase. Eles vão enfrentar 32 surfistas mais bem colocados no ranking da Taça Brasil, divisão de acesso do circuito profissional da Confederação Brasileira de Surf. Mas, antes disso, esta sexta-feira começa pela categoria feminina, às 7h00 na Prainha.

As 32 participantes do CBSurf São Chico Pro, que é válido como terceira etapa da Taça Brasil e também do Circuito Profissional da Federação Catarinense de Surf (FECASURF), estão na primeira fase, então todas vão estrear em igualdade de condição. Diferente da categoria masculina, com os 144 inscritos sendo divididos em quatro fases, de acordo com suas posições no ranking da CBSurf. Na quinta-feira, foi disputada a triagem e a primeira das três rodadas formadas por dezesseis baterias.

Veja também:

+ Pan-American Soul 2022: Zona de guerra

+ Medina encontra joia em São Conrado. VÍDEO

+ Quer melhorar no seu esporte e ser mais feliz? Saiba sobre o flow

Algumas estrelas do evento já competiram no primeiro dia, como cinco surfistas que já fizeram parte da elite mundial do World Surf League Championship Tour. Entre eles, destaque para o campeão mundial Adriano de Souza, o Mineirinho. Ele estreou na nona bateria da primeira fase, a 17.a a entrar no mar na quinta-feira. A disputa foi acirrada e decidida só nas ondas surfadas nos minutos finais. Mineirinho chegou a passar a frente, mas foi ultrapassado pelo também paulista Robson Santos, com os dois se classificando para a segunda fase.

CBSurf São Chico Pro
Adriano de Souza. Foto: Marcio David / Fecasurf

Está bem difícil o mar, mas é isso que tem, então a gente teve que se gladiar lá e estou feliz por ter passado”, disse Adriano de Souza, que falou sobre esta série de eventos da CBSurf no Sul do país. “Legal que não só o estado de Santa Catarina está sendo beneficiado, como todo o Brasil, então é muito bacana ver essa retomada de eventos por todo o país. Feliz também de estar numa fase da minha vida que eu posso vir para esses eventos, rever grandes amigos, porque quando eu estava no Mundial, só podia competir no Rio de Janeiro. Então, agora tenho a possibilidade de competir no Brasil todo e é muito bom estar aqui em São Chico de novo”.

UM MÊS DE CBSURF NO SUL – A série de eventos do Circuito Profissional da CBSurf na Região Sul do Brasil, começou semana passada no Paraná. O capixaba Krystian Kymerson e a primeira campeã catarinense profissional da história, Tainá Hinckel, festejaram os títulos em Matinhos e o campeão já estreou na segunda bateria do CBSurf São Chico Pro na quinta-feira. Krystian passou essa, mas foi barrado na primeira fase, pelos jovens Kainan Meira e Gabriel Ramos.

CBSurf São Chico Pro
Petterson Crisanto. Foto: Marcio David / Fecasurf

Muitos surfistas vieram direto do Paraná para São Francisco do Sul. Na próxima semana, tem o CBSurf Floripa Pro válido pela Divisão Principal do Circuito Brasileiro Profissional, começando na segunda-feira na Praia Mole. Depois, o CBSurf Imbituba Pro promove na Praia da Vila na semana seguinte, as quartas etapas da Taça Brasil e do Circuito Catarinense Profissional, como o São Chico Pro. Será um mês inteiro de eventos seguidos da CBSurf no Sul do país.

A semana passada foi super cansativa, competindo desde segunda-feira até domingo lá em Matinhos, mas ao mesmo tempo foi bom para entrar no ritmo de competição”, disse Peterson Crisanto, paranaense que fez parte da elite do CT até 2021, mesmo ano quando Adriano de Souza anunciou o encerramento da sua carreira no Circuito Mundial da World Surf League. Peterson competiu duas vezes na quinta-feira e ganhou as duas baterias.

Estou feliz em começar com o pé direito aqui em São Chico, passei duas baterias hoje (quinta-feira), agora é descansar para amanhã”, disse Petersinho, que também comentou sobre o trabalho da nova diretoria da CBSurf . “Estou muito feliz com os campeonatos rolando de novo no Brasil. Você vê atletas de gerações mais antigas e da nova geração, todos competindo, então estão de parabéns a Confederação Brasileira, a Federação Catarinense, a Federação Paranaense e todas que estão envolvidas em fazer isso acontecer. Hoje o Brasil é a grande potência no Circuito Mundial, então acho que os atletas do Brasil merecem ter um circuito forte, para poderem retomar suas carreiras de surfista profissional”.

CBSurf São Chico Pro
Neco Padaratz. Foto: Marcio David / Fecasurf

Depois de Adriano de Souza e Peterson Crisanto, mais três estrelas que já fizeram parte da elite mundial estrearam na quinta-feira. O catarinense Neco Padaratz, irmão mais jovem do novo presidente da Confederação Brasileira de Surfe, Teco Padaratz, viu seu filho, Niccolas Padaratz, ser eliminado na segunda bateria do dia. Mas, Neco segue na disputa do título do CBSurf São Chico Pro, passando invicto nas duas baterias que disputou na Prainha.

32 CLASSIFICADOS – O paulista Alex Ribeiro também venceu o penúltimo confronto do dia, mas o carioca Raoni Monteiro, último ex-top do CT a competir, foi eliminado na bateria que fechou a primeira fase, pelos catarinenses Leandro Silva e Diego Rosa. A batalha pelas 32 vagas para a segunda fase, terminou com os paulistas ganhando a maioria, 11 com 6 vitórias, seguidos pelos catarinenses com 8 classificados, os potiguares com 5, os paranaenses com 3, os cearenses com 2, além de 1 surfista do Rio de Janeiro, 1 da Bahia e 1 de Pernambuco.

DESTAQUES DO DIA – Já o grande destaque da quinta-feira nas ondas da Prainha, foi o paulista Marcos Correa. Ele fez os recordes do CBSurf São Chico Pro na bateria que abriu a primeira fase, nota 8,67 e 15,40 pontos. Quem chegou mais perto destas marcas foi o potiguar Victor Costa com 15,06 e Robson Santos com 15,00, ambos somando uma nota 8,33, que também foi conseguida por outro potiguar, Israel Junior. Esses quatro foram os melhores do dia.

O São Chico Pro apresentado pela Prefeitura Municipal de São Francisco do Sul é uma realização conjunta da Federação Catarinense de Surf (FECASURF) e Associação de Surf da Prainha com homologação da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf). O evento tem patrocínio da Yamaha Motostore, Fico, Lord, Surfland, Fuwax, Açaí do Joca Junior, Silverbay, com apoio local do Bar do Banana, Take It Easy Pub, Restaurante Tá na Onda, Isla Armazém, Pousadas da Ilha e Ohana Dulius, Kanto da Pizza, Hotel Fragata, Harry Restaurante, Hadouken Sushi, Babitonga Hostel, Rei do Frango e Alan Madeira Imóveis. A competição está sendo transmitida ao vivo pelo fecasurf.com.brcbsurf.org.br.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias