28 C
Papeete
terça-feira, 21 maio, 2024
28 C
Papeete
terça-feira, 21 maio, 2024

Big Noronha! 8-12 pés de onda adiam retomada do Hang Loose Pro Contest

A quinta-feira amanheceu com o mar gigante em Fernando de Noronha e assim foi adiada a continuação do  Hang Loose Pro Contest. As ondas quebraram com 8-12 pés de altura, com algumas bombas na segunda laje da Cacimba do Padre.

A decisão foi oficializada na segunda chamada do dia, após o diretor de prova, Fábio Gouveia, se reunir com a comissão técnica e os competidores. As condições estavam extremas, perigosas, então uma nova chamada foi marcada para 9h00 da sexta-feira, 3/3, no arquipélago pernambucano, 8h00 no fuso horário de Brasília.

“A decisão do day-off foi tomada juntamente com a comissão técnica, os atletas, análise do mar e a previsão do swell. Tem onda hoje (quinta-feira), o mar tá bombando e, se o cronograma estivesse apertado, com certeza teríamos competição, porque tem condição pra isso”, disse Fabio Gouveia, diretor de prova do Hang Loose Pro Contest“Dessa galera que a gente reuniu, tem big-rider, tem cara dropador, tem casca grossa, que também preferiram um dia com ondas mais acertadas para uma melhor performance. Porque aqui entra em jogo pontuação no ranking, é um campeonato importante e o mar agora está pura loteria. Então, todos foram unânimes em querer competir em melhores condições”.


Fabinho 
ainda exemplificou as condições desafiadoras da Cacimba do Padre na manhã da quinta-feira: “Eu vi um surfista big-rider local daqui de Noronha, o Buday (Santos), que tava com uma prancha, acho que de 8 pés. Ele pegou uma onda enorme lá na segunda laje, mas cortou a onda inteira, então não tem performance como os tubos de ontem aqui, que é o que os atletas querem. Mas, fica aí um dia espetacular pra galera big-rider surfar, fazer imagens e o fato é que a gente tem tempo. Só precisamos de dois dias para finalizar o evento e queremos fazer nas melhores condições possíveis do mar para um campeonato”.

Todos os competidores das primeiras baterias a entrar no próximo dia, concordaram que o mar está desafiador, com ondas muito grandes e a maioria não formando os famosos tubos da Cacimba do Padre.

Um deles é o paraibano Samuel Igo, único surfista que conseguiu uma nota 10 desde que o Hang Loose Pro Contest retornou para Fernando de Noronha em 2019. Ele estreia na 14ª bateria da segunda fase, contra Krystian KymersonCauã Gonçalves e José Francisco. Esta será a segunda a entrar no mar no próximo dia.

“Eu acredito que foi uma decisão muito certa, até porque temos tempo suficiente pra terminar o campeonato e ainda a possibilidade de um mar melhor nos próximos dias”, disse Samuel Igo“Para o espetáculo do evento e para nossa performance, foi a melhor decisão o day-off. Hoje (quinta-feira) tem um surfe diferente, um “big surf”, mas acredito que pela importância desse evento, que vai definir muita coisa, foi certa a decisão. Acho que todos querem competir com mais oportunidade de surfar ondas melhores, de pegar tubos, então vale a pena esperar, porque vai ter muita onda boa ainda nos próximos dias aqui”.

Samuel Igo é um dos surfistas que estão na briga direta por vagas para o Challenger Series. O Hang Loose Pro Contest apresentado por Elétron Energy é a última etapa com status máximo QS 5000 e a penúltima da temporada 2022/2023 da WSL Latin America. O ranking vai indicar os oito primeiros colocados para disputar a divisão de acesso para o World Surf League Championship Tour. Samuel Igo chegou em Fernando de Noronha na 11.a posição.

Para ele entrar no G-8 do ranking regional da WSL Latin America, a condição mínima é passar duas baterias na Cacimba do Padre.

O último da lista no momento é Weslley Dantas, vice-campeão do último Hang Loose Pro Contest em Noronha em 2020, que já foi eliminado em sua estreia na quarta-feira. Além dele, outro surfista de Ubatuba (SP) que está no G-8 também já perdeu, o jovem Ryan Kainalo, quarto colocado no ranking.

Hang Loose Pro Contest apresentado por Elétron Energy em Fernando de Noronha, é uma realização do Instituto Incentiva, com homologação da World Surf League (WSL) Latin America e patrocínios da Hang Loose e Elétron Energy, através da lei de Incentivo ao Esporte do Governo do Estado de Pernambuco, apoio do site Waves e a competição está sendo transmitida ao vivo pelo WorldSurfLeague.com e pelo Aplicativo da World Surf League.

PRÓXIMAS BATERIAS DO HANG LOOSE PRO CONTEST QS 5000:

SEGUNDA FASE – 3.o=33.o lugar (US$ 300 e 450 pts) e 4.o=49.o lugar (US$ 200 e 400 pts):
13: Matheus Navarro (BRA), Leo Casal (BRA), Pedro Neves (BRA), Vinicius Parra (BRA)
14: Samuel Igo (BRA), Krystian Kymerson (BRA), Cauã Gonçalves (BRA), José Francisco (BRA)
15: Luel Felipe (BRA), Rodrigo Saldanha (BRA), Philippe Neves (BRA), Caio Souza (BRA)
16: Guillermo Satt (CHL), Lucas Vicente (BRA), Luan Hanada (BRA), Ivo Gothardo (BRA)

TERCEIRA FASE – baterias formadas com resultados da quarta-feira:
——3.o=17.o lugar (US$ 500 e 800 pts) e 4.o=25.o lugar (US$ 400 e 720 pts):
1.a: Paulo Moura (BRA), Igor Moraes (BRA), Gabriel Arturo Vargas (PER), Douglas Silva (BRA)
2.a: Alan Jhones (BRA), Francisco Bellorin (VEN), Rafael Teixeira (BRA), Mateus Sena (BRA)
3.a: Luan Ferreyra (BRA), Marco Giorgi (URU), Caio Costa (BRA), Heitor Mueller (BRA)
4.a: Franco Radziunas (ARG), Valentin Neves (BRA), Eduardo Motta (BRA), Gabriel Klaussner (BRA)
5.a: Lucas Silveira (BRA), Vitor Ferreira (BRA) Eric Bahia (BRA), Nacho Gundesen (ARG)
6.a: Manuel Selman (CHL), Kaue Germano (BRA), Ian Gouveia (BRA), Leandro Usuna (ARG)
7.a: 1.o da 13.a da Segunda Fase, 1.o da 14.a, 2.o da 15.a e 2.o da 16.a
8.a: 2.o da 13.a, 2.o da 14.a, 1.o da 15.a e 1.o da 16.a

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias