28 C
Papeete
domingo, 16 junho, 2024
28 C
Papeete
domingo, 16 junho, 2024

Americano encontrado morto no México era apaixonado por Teahupoo

Após duas semanas desaparecido, o surfista norte-americano Adam D’Esposito foi encontrado morto nesta quarta (26) em uma cidade na península de Baja California, norte do México. Adam tinha 39 anos e era um nome conhecido da comunidade do surf na Califórnia. Segundo um canal de televisão de San Diego, onde Adam vivia, a causa da morte foi afogamento.

Ele estava desaparecido desde o dia 8 de setembro. Seu sumiço havia provocado uma forte comoção, com pessoas como Kelly Slater compartilhando a notícia em busca de ajuda antes dele ser encontrado morto.

Veja também: Jovem sobrevive 49 dias em jangada à deriva no Pacífico

Adam sofria de transtorno bipolar, o que, segundo fontes locais, pode ter tido um papel em sua morte. Segundo uma edição local do jornal Fox News, ele havia sido visto pela última vez no dia 11 de setembro, em Baja Malibu, sem camisa, descalço, soando muito e em aparente estado de confusão.

Presença constante nas principais ondulações de todo o sul do estado, entre Los Angeles e San Diego, o goofy-footer também era famoso pelo apetite por ondas grandes e poderosas. Chagando, inclusive, a ser nomeado no Big Wave Award de 2013 para a categoria Pior Vaca do Ano, com uma queda assustadora em Teahupoo.

A esquerda taitiana era uma de suas grandes paixões no surf e o lugar a que dedicava a maior parte de suas viagens para fora da Califórnia.

Texto: Redação HC
Imagem: Reprodução/Instagram (Surfline+Fred Pompermayer)

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias