26 C
Papeete
quinta-feira, 23 maio, 2024
26 C
Papeete
quinta-feira, 23 maio, 2024

A melhor sessão de surf das últimas duas décadas num lugar inusitado

No último mês de novembro, algo muito raro aconteceu: as condições ficaram ideais na ilha italiana da Sardenha e rolou a melhor sessão de surf das últimas duas décadas.

Veja também:

É tempo de Pipeline: vídeo mostra sessão clássica em dezembro

Fiji clássico em natal dos sonhos

Melhores praias Litoral Norte SP: 5 praias tranquilas e preservadas

O evento aconteceu graças a um furacão que passou pelo Mar Mediterrâneo e levou as ondas para alguns lugares da Itália e para algumas regiões da ilha. Além disso, enquanto o tufão se movia, outro se formou mais a oeste e trouxe altas ondas para a Sardenha.

Por lá, as ondas só rolam em condições bem específicas e são muito sucetíveis ao vento, portanto, mesmo que tenha ondulação, é raro acontecer a conjunção necessária para um dia clássico.

“Para nós, surfistas do Mar Mediterrâneo, isso foi um dia atípico de ondas na Sardenha”, disse a fotógrafa Andrea Bianchi. “Já se passaram três anos da última vez que tivemos as condições certas para fazer este pico funcionar. Mas nesta sessão, o furacão realmente entregou mais ondas em duas horas do que vimos nos últimos 20 anos. Foi loucura, acho que a última vez que isso aconteceu foi em 2004.” , completou.

melhor sessão de surf
Colírio pros olhos de qualquer surfista. Foto: Andrea Bianchi

O swell da melhor sessão de surf dos últimos tempos foi de 6 pés com 10 segundos de período e uma brisa de vento terral. Segundo Andrea é o ideal para o pico. “Eu não acho que o Mar Mediterrâneo fique bom com um período maior do que esses 10 segundos”,  disse Andrea.

Quando tem ondulação, geralmente é difícil de pegar e rola por pouco tempo. “É um local muito difícil de encontrar em condição surfável e pode ser bastante difícil de chegar. A onda é técnica, especialmente nessas condições. Muitas vezes, quando da onda boa aqui, é por pouco tempo, como este dia no início do mês (de novembro). Foram duas horas de ondas grandes, no máximo”, explicou.

O mar ficou clássico durante a noite e depois na manhã seguinte de segunda-feira, 8 de novembro. Os surfistas que aproveitaram esse evento raro foram Alssandro Onofri e Mattia Maiorca, bicampeão italiano de longboard.

Mattia Maiorca na direita rara da Sardenha. Foto: Andrea Bianchi
Mattia Maiorca mais uma vez. Foto: Andrea Bianchi

Bônus: altas ondas no continente também

O continente italiano também recebeu a influência do furacão e altas ondas rolaram. A fotógrafa Andre Bianchi registrou as condições perfeitas e atípicas de algum lugar da costa da Itália…

A magia das ondas raras. Foto: Andrea Bianchi
Linhas dos sonhos de qualquer surfista. Foto: Andrea Bianchi

 

 

 

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias